Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PORTO DAS PIPAS

miguel sousa azevedo - terceira - açores

PORTO DAS PIPAS

miguel sousa azevedo - terceira - açores

27.Mar.07

Açorianos querem seguir os passos de Cabral...

"Rumo aos Sertões" e "Rota da Açoreanidade"...dois sonhos num só.

Depois do sucesso que foi a participação no Lisboa/Dakar de 2006 as cores açorianas vão voltar à ribalta do todo-o-terreno mundial. A “Açores 4x4” tem já traçado um rumo em direcção à América do Sul para onde vão viajar quatro viaturas, três delas para participar, no mês de Agosto, na edição 2007 do “Rallye Internacional dos Sertões”, uma prova de 10 dias e cerca de 4000 quilómetros, onde a dureza dos pisos e a vertente competitiva de alto nível, já fizeram com que ganhasse o epíteto de “Dakar” sul-americano…

Leandro Rosado, Victor Hugo Carvalho e Nuno Rosado.

As equipas dos Açores serão Carlos Martins/João Fagulha, que levam de São Miguel o Land Rover Defender que em 2006 terminou o “Dakar”, e da Terceira viajarão Victor Hugo Carvalho/José Vaz Fonte (Jeep Cherokee) e Leandro Rosado/Nuno Rosado (pai e filho, em Toyota Land Cruiser VX). Mas a participação não se quer cingir à vertente competitiva do Rali, crescendo em dimensão para uma verdadeira expedição atlântica e que se vai denominar “Rota da Açoreanidade”, através da qual as equipas vão atingir a diáspora açoriana no sul do Brasil, levando a saudade das ilhas, adornos e vestuário da altura da colonização (século 18), bem como palavras dos poetas açorianos e as cores de artistas plásticos da região, gravadas em lápides que irão deixando pelas várias associações que a comunidade do arquipélago possui ao longo do percurso, como o são as Casas dos Açores, e que já se solidarizaram coma iniciativa. O projecto é, segundo Victor Hugo Carvalho “mais antigo que a própria participação no Dakar” e representará levar à prática “um sonho que se cruza com uma realização cultural de relevo”. Na apresentação do projecto, que decorreu no Restaurante “Aquaemotion”, em plena baía de Angra do Heroísmo, e onde se puderam provar algumas das iguarias da cozinha local…e das vinhas do norte da Terceira, o piloto e impulsionador da expedição realçou que “a parte competitiva não vai ser esquecida, e até poderemos fazer algumas coisas engraçadas nesse campo, mas o espírito de descoberta e divulgação - dos Açores rumo ao Brasil - vai presidir como estado de espírito do grupo”, cuja quarta viatura deverá “servir para transportar um grupo de jornalistas que irão documentar toda a viagem de forma a que, no futuro, ela possa ser recordada como um marco…e bem mais do que uma participação desportiva”. Para a efectivação de todos estes desejos estão em curso vários pedidos de apoio, com algumas garantias já dadas por firmas que “acreditaram neste misto de desporto e cultura, assim como por algumas juntas de freguesia açorianas que se querem associar ao projecto. A nível de apoio oficial nada está, para já, definido, mas a logística da deslocação - que estará orçada em cerca de 30 mil euros - depende bastante do surgimento ou não do mesmo”. Paralelamente ao “Rallye dos Sertões” decorre ainda um rali solidário, e que consiste “na presença de médicos voluntários, que acompanham a caravana da prova e prestam cuidados de saúde às populações cujas terras vão sendo visitadas, algumas delas inóspitas e com muitas carências”. Victor Hugo Carvalho revelou que foram “contactados médicos locais para integrarem a comitiva, hipótese ainda não excluída, mas que está a ter algumas contrariedades”. O certo é que os jipes embarcam em Maio e, desde o início do sonho, a aventura só vai terminar no final de Agosto…e cumpridas as expectativas dos elementos da caravana açoriana. 

Mais sobre o "Rallye dos Sertões" aqui...

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.