Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PORTO DAS PIPAS

miguel sousa azevedo - terceira - açores

PORTO DAS PIPAS

miguel sousa azevedo - terceira - açores

15.Mar.06

1º E.B.I.T. e uma visão sobre os Blogs… (crónica)

EBITlogo.jpg
Foi no passado Sábado, numa das salas do Centro Cultural e de Congressos de Angra do Heroísmo, que decorreu o 1º E.B.I.T. –“aberta a sigla”-, o primeiro encontro dos Bloguistas da Ilha Terceira. Eram cerca de 30 os inscritos para esta primeira junção, ao vivo e a cores, das caras e corações que estão por detrás dos tão propalados “diários” virtuais, a que a língua inglesa apelidou como “blogs”. E se assim lhes quiseram chamar, pois eis que os impulsionadores deste enconto, a Rosa Silva e o Luís Nunes, desde logo não ficaram atrás, baptizando os “bloggers” da ilha lilás como “bloguistas”. E foi já nesse conferido papel que comparecêmos ao encontro. Tudo muito cuidado e a revelar dedicação, como vinham prometendo as semanas anteriores, e um facto curioso a salientar, os intervenienetes iam falar em público, pela primeira vez, sobre o assunto. Vantagens de juventude, isso sim!
Do painel de oradores convidados faziam parte Dionísio Sousa, ex-“várias coisas”, como gracejou o próprio, de entre as quais Presidente da Assembleia Regional (e autor do blog “Ventilhador”), Félix Rodrigues, docente da Universidade dos Açores, e recente autor do blog “Desambientado” em detrimento do tabaco, e Nuno Almeida e Sousa, o mais lido “blogger” da região, especialista em generalidades, e conhecido empresário micaelense.
Logicamente não poderei reproduzir, ou mesmo resumir, todos os pensamentos que ficaram no ar durante aquelas três ou quatro horas, mas uma ideia conjunta saiu por certo da tarde de chuva: Os blogs ganham importância a olhos vistos e, mais do que uma moda, que até já deveria ter cessado os seus ânimos, continuam a crescer e a intensificar-se na transmissão de pensamentos ou meros gostos, na feitura diária da análise e da opinião pública e, mais do que tudo isso, a dar voz a pessoas que, de outro modo, dificilmente poderiam divulgar as suas ideias.
Como em tudo há “blogs” e Blogs”, mas caberá a cada cibernauta escolher o(s) que melhor se coaduna(m) com as suas vontades. A nível nacional posso dizer que não dipenso passagens diárias em alguns deles e, não citando todos, aconselho (assim “à sorte” e sem regionalizar…) o “Abrupto” (Pacheco Pereira), “A Origem das Espécies” (Francisco José Viegas) – que escrevia o extinto “Aviz” -, o “Bicho Carpinteiro” (entre outros de Medeiros Ferreira e Joana Amaral Dias), “O Espectro” (Constança Cunha e Sá e Vasco Pulido Valente), “Bloguítica”, “Estado Civil”, “Futebol Mesmo” (do Joel Neto), “Degraus de Laura” (da Lena d’Água), “Catalunia at Large” (do meu amigo Nuno Vargas), o “Causa Nossa” (onde milita Luís Filipe Borges), “Cidade Surpreendente” (lindíssimo, sobre o Porto), “A Destreza das Dúvidas” (Cristovão de Aguiar), “A Janela sobre o Mar”, “A Praia”, ou mesmo o mítico “Gato Fedorento” (por onde começou a saga…). Logicamente também que não iria aqui desfiar “Os meus Favoritos” onde agrego perto de 200 blogs, alguns dos quais mal visitei. É que isto da Blogosfera (ou Blogolândia, “Ventilhador” dixit…) é tão viciante como imediato. E sem querer já visitámos 10 ou 15, e sem crer estamos a criar o nosso, e com muito querer lá vamos “postando” conforme o tempo, a inspiração, ou o mau humor…
Referiu-se no Sábado que cabe aos blogs uma perspectiva única de individualizarem o colectivo, através dos seus olhares sobre o dia-a-dia, numa “tarefa” que não se reduz, mas antes aumenta, com a inserção e troca de comentários aos assuntos aludidos. E depois (como gracejei comparando-os ao “Bom Dia”, da RTP-Açores) têm o dom de tudo poder focar. Tal como o dito programa que, num espaço de cinco minutos, tanto nos mostra um resumo da Liga Inglesa de Futebol, como os preparativos para uma Procissão na freguesia da Relva, uma vindima no Pico, ou uma visão turística da Rocha dos Bordões. Nos Blogs cabe de tudo…e sobra espaço! Há-os melancólicos, surumbáticos, aferroados, tendenciosos, malvados, más-línguas, sonhadores, chatérrimos, humorados ou simplesmente…simples, claros e concisos. Com um pouco de espelho de vida, estes “amigos” Blogs, não?
Mas, e como de costume, já me ia desviando do assunto inicial, que foi a boa ideia de juntar os então agora “bloguistas”, num encontro que parece os tornou também “EBITistas” (“Ventilhou-se” novamente…), culminando-se com o orgulho de, neste meio do mar, sermos também um franja da sociedade com muito para dizer. Mas que pratica diariamente! Sem querer pessoalizar intervenções, acho que a maioria dos presentes levou para casa a sensação de ver “caídas” diversas máscaras que, por intermédio de um “nickname” ou de um “template” mais ou menos arrojado, tinha criado nas visitas e trocas virtuais. Foi assim um pouco de limpar o enevoado que o próprio Sábado nos trouxe em abundância, para tranformá-lo numa nesga de sol. Tão ou mais radiante que as expressões dos autores da “função”, que rejubilaram com a presenças de todos e com a elevada compostura com que se conseguiu conversar, rir e (até para alguns…) “postar”. Mais do que tirar conclusões ou listar propósitos foi uma boa forma de cruzar pessoas e semblantes diferentes. Uma tarde que enriqueceu, em suma.
E mais não digo, ou arrisco-me a que ninguém vá ler o meu blog. Ou diário, ou como o queiram chamar. Ah, e para as citadas (no dia…) elites anti-ciberespaço, posso fazer passar uma informação útil: Há, segundo o estudo mais recente, cerca de 30 milhões de blogs no Mundo. Sendo que são criados 75000 por dia. Ou seja, quase um por segundo. Muitos e muito rápidos para não se lhes dar importância. “Blogue-se”, pois!

1 comentário

Comentar post