Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

PORTO DAS PIPAS

miguel sousa azevedo - terceira - açores

PORTO DAS PIPAS

miguel sousa azevedo - terceira - açores

28.Jun.16

3ª Corrida Feira São João 2016 – 26 junho – Notas

Fim de tarde tipicamente terceirense para comemorar o meio século de existência da Tertúlia Tauromáquica Terceirense. A efeméride ficou selada com o descerrar de uma placa no interior da Praça de Toiros Ilha Terceira, marcando também a atribuição, pela autarquia local, da medalha de Mérito Municipal Cultural àquela instituição, que este ano organizou uma vez mais a nossa Feira de São João. Onde também foram evocados os 40 anos do Grupo de Forcados Amadores de Turlock.

E cujo balanço final foi amplamente positivo.

1º Toiro João Gaspar nº19 429kgs

Dia26 1Toiro GFilipe.JPG

Gilberto Filipe dedicou a lide a Joaquim Bastinhas, esperando que “volte depressa, faz muita falta cá dentro”. Toiro bonito, miúdo, mas na crença. Ferragem de castigo impecável, e bons curtos a entrar. O “Encastado” foi perdendo labor, e o Alcochetense viu esvair-se de emoção um confronto leal, mas sóbrio.

Pega: Carlos Vieira (Tertúlia Tauromáquica Terceirense)

Em segundos. Cite curto, enlace rápido, derrote rebatido. Sem estrondo, mas 100% eficaz.

2º Toiro C.A. José Albino Fernandes nº404 515kgs

Dia26 2Toiro MBastinhas.JPG

Marcos Bastinhas dedica ao clã Pamplona a sua primeira lide da tarde, agradecendo a amizade e a hospitalidade de anos. Bem montado, revelando respeito pela Feira de Angra, o cavaleiro recebeu o “Bonito” com o habitual folclore. Bons compridos, e uma gestão própria do confronto, falhando dois palmos, mas a cravar de seguida dois pares de bandarilhas.

 

Pega: João Salvação (Amadores Turlock)

À quarta tentativa, depois de uma forte cornada no peito do caras, antigo cabo do Barrete Verde. Duas tentativas mais com falhas do grupo, e uma quarta, com pega carregada e curta.

 

3º Toiro João Gaspar nº12 513kgs

Dia26 3Toiro JPamplona.JPG

João Pamplona brindou a Joaquim Bastinhas. Montando a égua “Rana”, o mais jovem da Quinta da Malhinha entrou em praça com o querer do costume. Frente a um toiro de córnea alta e comprida, teve algumas dificuldades, mas tirou o possível do mesmo. E até fechou bem, com praça aberta e cravagem segura.

 

Pega: Tomás Ortins (TTT)

Frente a um toiro de cara difícil, encaixou-se, quase saiu, mas mostrou a força do costume. À primeira.

 

4º Toiro C.A. José Albino Fernandes nº415 461kgs

Dia26 4Toiro GFilipe.JPG

Gilberto Filipe dedicou aos dois grupos de forcados. Toiro de cara e córnea abertas, feioso, a deixar pouco na ferragem inicial. Lide amorfa e de pouco alcance. Realmente faltou toiro ao cavaleiro que triunfara na Feira anterior, no fecho da sua vinda recente ao São João de Angra.

 

Pega: David Sanchez (AT)

União rija e grandes braços do forcado mexicano. Ficou-se e não mais saiu. Rabejar tradicional com cambalhota do veterano terceirense Américo Cunha.

 

5º Toiro C.A. José Albino Fernandes nº413 410kgs

Dia26 5Toiro MBastinhas.JPG

Marcos Bastinhas, frente a um toiro difícil. Não parecendo fácil rasgar a lide ao público, na forma das anteriores. Bastinhas apoiou-se em novos adereços, conseguindo ferrar com intenção. Mais pares de bandarilhas e algum farol em excesso. Mas saiu do São João de Angra claramente galvanizado.

 

Pega: João Silva (TTT)

Brinde inédito, com pedido de casamento e entrega de anel à namorada, Emiliana Gaspar. Pega algo complicada, mas à primeira. Ah!... e felicidades ao jovem casal!

 

6º Toiro C.A. José Albino Fernandes nº411 484kgs

Dia26 6Toiro JPamplona.JPG

João Pamplona, frente a um toiro bonito, de passada larga e intenção firme. Com chuviscos e já pouca luz, foi-se firmando ao oponente. Puxou pelas bancadas e citou com a habitual festa. Sortes bem rematadas no fecho da Feira de São João 2016.

 

Pega: Jorge Martins Jr. (AT)

O “Distraído” pedia trabalho, e o futuro cabo dos Amadores de Turlock – filho do ainda responsável pelo Grupo – respondeu com pega rija, suportando bem os derrotes de um toiro ainda com muita força. Foi a pega da tarde.

 

Nova referência para a transmissão do Rádio Club de Angra, sem dúvida a saber complementar de forma suave mas intencional o seguir de uma Corrida de Toiros. Pelo andar das lides, Mário Rodrigues lembrou uma crónica do saudoso Ricardo Jorge, em que o mesmo visou o célebre “Descornado”, toiro de corda e de praça que cativou multidões. O já falecido crítico tauromáquico e amigo, escreveu, aquando da morte do referido toiro que “morreu o Descornado. E, na Ilha Terceira, até as vacas puseram luto”...

Placa.JPG

Nas Bodas de Ouro da Tertúlia Tauromáquica Terceirense, fica mais um louvor estampado nas paredes da nossa Monumental, que já vai com 32 anos de bons serviços prestados à causa. E que necessita de intervenções grandes. Precisa de ser atualizada e rentabilizada de outra forma. Porque a educação da afición também passa pela evolução, não apenas pelo viver da Festa…