Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

PORTO DAS PIPAS

miguel sousa azevedo - terceira - açores

PORTO DAS PIPAS

miguel sousa azevedo - terceira - açores

15.Jan.16

Rua da Sé com sentido único

Foto Cronica 52DI JAN16 - Rua da Sé com sentido

Concordo que a Rua da Sé, principal artéria do centro histórico de Angra do Heroísmo, passe a ter um sentido único de circulação. Não sei se de cima para baixo, se de baixo para cima, mas concordo. Aliás, comecei 2016 com um tal espírito conciliador, que concordo com todas as medidas avulsas, estudadas ou não, que têm sido - e que vão ser, um dia - implementadas no trânsito do velho burgo quinhentista. Sem ser muito dado a charadas ou adivinhas, confesso que me regalo a pensar como chegar de um ponto a outro...e ainda há dias, para ir aos Corte Reais, fui duas vezes ao Alto das Covas. Logo pensando que devia andar mais a pé! É saudável ter essa percepção.

Destaque Artigo DI 15jan16.jpg

E se, de início, torci o nariz ao fecho daquela volta inútil à Praça Velha, tem sido com uma clara satisfação que agora vou subindo a Rua do Galo e descendo a Ladeira de São Francisco, acenando aos amigos ou revendo quem está nas atividades lúdicas municipais. E lendo até com mais atenção os cartazes expostos na sala de visitas da cidade.

Outra coisa com que concordo, e que vai dando um cunho único aos nossos automóveis, é com o crescer dos ruídos parasitas que as viaturas ganham no convívio com o centro histórico. As suas calçadas impecáveis continuam a proporcionar um tratamento exclusivo às máquinas que se aventuram naquela passagem diária. Tornou-se um orgulho perceber que "este carro anda muito no centro de Angra", como se fosse um selo de garantia.

Claro que ainda não posso concordar com os novos eixos pedonais que o final desta segunda década do século XXI nos poderá oferecer. Mas para lá caminho, afinal tudo vai sendo feito com a devida auscultação de cidadãos e comerciantes, e multiplicam-se as manifestações de apoio ao fecho de várias ruas.

Também perspetivo a minha particular simpatia com os vários parques de estacionamento semi enterrados, que vão transformar o ato de circular pela cidade num ainda maior prazer. Até porque fujo daquela gente dos parquímetros, mesmo se apenas apanhei duas multas em outros tantos anos. Venham mas é esses parques. E muitos mais. 

Mas com o que me vou consolar - mesmo - é a ir fazer compras, daqui por uns tempos, ao novo mercado municipal, aconchegado entre a piscina da cidade e o seu maior parque de estacionamento. E já me estou a ver com o meu saco de hortaliças frescas  e compotas biológicas a apanhar a "carreira" na central de camionagem anexa - nada de parar no revolucionário segundo piso do "Bailhão", queremos mobilidade! -, rumando alegremente a um qualquer ponto do concelho. Estou inquieto. E tinha de, antecipadamente, partilhar esta visão feliz com os angrenses. 

45 Rua da Sé com sentido único - DI 15JAN16.jpg