Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

PORTO DAS PIPAS

miguel sousa azevedo - terceira - açores

PORTO DAS PIPAS

miguel sousa azevedo - terceira - açores

25.Mai.14

O mesmo de sempre.

Domingo de votar...

Domingo de votar. E, daqui por umas horas, para lá dos resultados, vitórias e derrotas, de novo a confirmação da incompetência nacional em atualizar os seus cadernos eleitorais: Milhares sem poiso ou com poiso trocado, gente a cirandar atrá...s da sua mesa de voto, a tecnologia a mandá-los recuar, fantasmas que votam, e os conselheiros do costume - inocentes e preocupados -, o dia todo à boca da urna. O mesmo de sempre no país de sempre...
24.Mai.14

Aconchego.

E a noite instala-se, aconchegada, sobre a cidade que procura emoções. Entre a primavera das flores e o verão da areia, fica um carreiro de novos e profundos aromas. Que vive para se alimentar de nós. Pessoas e conceção.

23.Mai.14

Eu vou votar na Sofia.

Sofia Ribeiro, a nº3 da lista

Domingo não vou ser um dos 70 e tal % de açorianos - sim, há 5 anos foi assim... - a ficar em casa em tempo de eleições para o Parlamento Europeu. Em primeiro lugar, porque não acredito no poder da abstenção. Porque o abstencionista vale tanto, no dia de expressarmos a nossa vontade democrática, como um irresponsável que se está a marimbar para a sua rua, para o seu concelho ou para o seu país.

E depois porque, não sendo adepto incondicional de coligações - e até já fui candidato autárquico por uma delas... -, quero ir votar na Sofia Ribeiro, a candidata indicada pelo PSD/Açores, que ocupa um inédito terceiro lugar na lista da "Aliança Portugal", a que junta os social-democratas aos democratas-cristãos/populares do CDS-PP.

Tenho razões de sobra para acreditar na valia pessoal e política da sindicalista, da professora e, acima de tudo, da mulher decidida e afável que fiquei a conhecer - de forma próxima, por simples privilégio laboral -, nos últimos meses. Exatamente quando ela aceitou o desafio proposto, deixando ao julgamento dos açorianos a acérrima defesa da sua categoria profissional nos últimos anos, assim como a sua capacidade de gerar consensos e de apaziguar ânimos. Porque essa também é uma qualidade...que tantas vezes os atores políticos esquecem.

Na campanha mais demagógica e desinteressante de que tenho memória, e numa altura em que Portugal ainda está mergulhado numa enorme crise, a Sofia Ribeiro é uma lufada de ar fresco. E a entrevista dada, esta manhã, à Antena 1/Açores, é também um claro sinal disso. Salut, Sofia!

22.Mai.14

Danny Boy - Film.

Dir: Marek Skrobecki / Poland & Switzerland / 2010

A young poet falls in love. A city awaits a drama to unfold.

Produced by Se-Ma-For / www.se-ma-for.com

20.Mai.14

Dona Odete.

Morreu ontem a Dona Odete Medina, tranquilamente e durante o sono, em contraste com a vida preenchida e quase-agitada que a sua energia e vontades sempre permitiram.

Era uma das últimas amigas dos meus avós maternos, de quem foi vizinha por uns anos, antes de se mudar - com o seu anafado e simpático marido, o Sr. Medina, já falecido há muitos anos - para uma casa que sempre achei giríssima - e imaculadamente limpa e organizada -, ali no gaveto das ruas interiores de São Pedro.

Cruzavamo-nos várias vezes por semana, e sempre admirei a vivacidade que punha nas coisas mais simples, contrariando o tempo e deixando às memórias e recordações o lugar desinteressado que elas, efetivamente, devem ter.

As minhas memórias e recordações de infância vão-se assim espalhando a esse tempo que passa, sem pedir licença e empurrando tanta vez os sentimentos a um canto...

Descanse, Dona Odete. Mesmo se nunca foi pessoa disso.