Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PORTO DAS PIPAS

miguel de sousa azevedo - açores

PORTO DAS PIPAS

miguel de sousa azevedo - açores

27.Mai.10

Rali de Portugal: A despedida dos grandes WRC...

Sebastien Loeb pode bem voar para a terceira vitória em Portugal...

Longe vão os tempos das noites de Sintra e dos demolidores finais de Arganil. Com um pouco menos de idade estão as memórias dos WRC em Fafe, em Luílhas, em Vieira do Minho ou em Côja. Mas agora a realidade portuguesa ao nível da elite dos ralis corre-se no Algarve onde, desde 2005, o ACP-Sport se decidiu a reintegrar a pátria lusa nesta mediática alta-roda. Cerca de 350 kms de troços, e um total de quatro dias de animação a sul, preenchem assim a edição 2010 do “Vodafone Rally de Portugal”, naquela que será a derradeira oportunidade de ver entre nós os WRC com motores de 2 litros, uma vez que a cilindrada irá descer pelas novas regras a estrear na próxima temporada. A entrada e a saída na festa acontecem no Estádio Algarve, onde milhares de adeptos se preparam para seguir as duas super-especiais agendadas, uma delas para o final da tarde de hoje. Classificativas rápidas e bastante exigentes, pisos duros q.b. mas sem a demolidora tradição de outras décadas, a prova “Revival” com os antigos clássicos, e o melhor lote possível de artistas são razões para antever um grande fim-de-semana motorizado.

Ao nível da competição principal a luta Citroen/Ford é um dado adquirido, se bem que a marca gaulesa tenha uma tradição mais feliz em Portugal (Loeb venceu em 2007 e 2009, nas duas vindas do WRC ao Algarve), sendo que a falta de inspiração de Sebastien Loeb no recente Rali da Nova Zelândia possa até indicar que o pluri-campeão vai corrigir a agenda, vencendo novamente. Contra o dotado alsaciano estarão os “suspeitos” do costume, com Mikko Hirvonen e Jari-Matti Latvala por banda da Ford, e os Citroen do popular Petter Solberg, de Dani Sordo ou mesmo da sensação Sebastien Ogier. Uma mão cheia de segundos planos (uns com talento, outros com muito dinheiro), como Henning Solberg, Matthew Wilson ou mesmo Mads Ostberg, estará para as “sobras” em busca de uma pontuação preciosa, mas não será preciso ser vidente para saber que a “receita” de Loeb costuma resultar: Perde tempo a abrir a estrada, dá uma “machadada” decisiva na manhã do segundo dia e gere o avanço ganho na derradeira secção. A ver vamos se em 2010 as coisas também serão assim.

Em termos de vedetismo internacional há mais dois pilotos da segunda linha a reter: o ex-campeão da Formula 1 Kimi Raikkonen, que parece destinado a uma evolução de bom nível nos ralis e, menos bem sucedida, a “super star” norte-americana Ken Block, de cujo Focus WRC ainda se espera mais algum espectáculo. Na pista também os homens do SWRC lutarão pela vitória na categoria, saindo daqui Jari Ketomaa, Janne Tuohino e Xavi Pons como as nossas apostas pessoais, enquanto nos S1600 e R3 da JWRC um lote restrito de jovens talentos tentará a sua sorte.

Ao nível do agrupamento de Produção, o campeão mundial Armindo Araújo é o cabeça de cartaz, desta feita sem a pressão do resultado já que a prova nem conta para o PWRC, e até porque a concorrência por parte dos jovens da equipa “Pirelli Star Driver” deve andar uns minutos atrás do português. Assim a curiosidade leva-nos naturalmente a querer saber o que farão os restantes participantes do campeonato nacional, certame onde Bernardo Sousa tem sido dominador – duas vitórias em dois ralis -, se bem que o madeirense também pense aqui nas contas do SWRC, onde está também a competir. Depois dele Vítor Pascoal deve aproveitar para amealhar boas pontuações, mas terá de se ver com os homens mais rápidos dos grupos N, onde se contam Ricardo Moura (ver caixa), Pedro Peres ou Pedro Meireles.  

 

PS- Nestes dias de rali, e mediante a forte cobertura mediática uma prova do WRC tem, cingir-me-ei a uma pequena crónica diária – a publicar nos sites “Motores Magazine” e “Formula Rali”, bem como neste nosso espaço – que depois estarão igualmente disponíveis no jornal "a UNIÃO". O tempo agora é de ver as estrelas do Mundial a acelerar pelos Algarves. Bom rali!

 

1º DIA /1ª SECÇÃO
(5ª Feira)
Estádio Algarve / Estádio Algarve

 

Partida

Kms

19h30m

1ª PE

Estádio Algarve 1

2,03

19h35m

 

Chegada

 

19h45m

 

1º DIA /2ª SECÇÃO
(6ª Feira)
Estádio Algarve / Estádio Algarve

 

Assistência

Kms

08h10m

2ª PE

Santa Clara 1

22,72

09h30m

3ª PE

Ourique 1

20,21

10h18m

4ª PE

Silves 1

21,36

11h16m

 

Assistência

 

12h35m

 

1º DIA /3ª SECÇÃO
(6ª Feira)
Estádio Algarve / Estádio Algarve

5ª PE

Santa Clara 2

22,72

14h10m

6ª PE

Ourique 2

20,21

14h58m

7ª PE

Silves 2

21,36

15h56m

 

Assistência

 

17h00m

 

2º DIA /4ª SECÇÃO
(Sábado)
Estádio Algarve / Estádio Algarve

 

Assistência

Kms

08h10m

8ª PE

Aodôvar 1

26,20

09h27m

9ª PE

Vascão 1

25,23

10h20m

10ª PE

S. Brás de Alportel 1

16,12

11h25m

 

Assistência

 

12h35m

 

2º DIA /5ª SECÇÃO
(Sábado)
Estádio Algarve / Estádio Algarve

11ª PE

Almodôvar 2

26,20

14h07m

12ª PE

Vascão 2

25,23

15h00m

13ª PE

S. Brás de Alportel 2

16,12

16h05m

 

Assistência

 

17h00m

 

3º DIA /6ª SECÇÃO
(Domingo)
Estádio Algarve / Estádio Algarve

 

Assistência

Kms

06h50m

14ª PE

Felizes 1

21,28

07h18m

15ª PE

Loulé 1

22,51

08h09m

 

Assistência

 

09h35m

 

3º DIA /7ª SECÇÃO
(Domingo)
Estádio Algarve / Estádio Algarve

16ª PE

Felizes 2

21,28

10h48m

17ª PE

Loulé 2

22,51

11h39m

 

Assistência

 

12h53m

19ª PE

Estádio Algarve 1

2,21

13h55m

 

Chegada Estádio Algarve (14h05m)

 

-Site oficial: www.rallydeportugal.pt

-Tudo sobre o rali (no "Auto Sport"...)

 

Moura defende liderança da Produção

 Ricardo Moura e António Costa apostam num bom resultado...

Foto: ARC Sport

Ricardo Moura vai participar pela segunda vez na prova portuguesa pontuável para o campeonato do mundo de Ralis. Juntamente com a equipa técnica da “ARC Sport”, o bi-campeão açoriano, e actual líder do agrupamento de Produção a nível nacional, vai tentar averbar um bom resultado.

“No Rali de Portugal temos motivações extra, pois temos a oportunidade de projectar os Açores no panorama internacional. Para além disso, é uma prova com um peso enorme no campeonato nacional onde apostamos numa boa classificação. É um rali que fiz pela primeira vez no ano passado e onde se aprende sempre muito. Temos de efectuar uma prova com muita cabeça, evitando problemas”, afirma, convicto, o piloto micaelense.

Refira-se que a formação de Aguiar da Beira estará presente no Rali de Portugal para apoiar duas equipas insulares. Ricardo Moura e António Costa vão tripular o habitual Mitsubishi Lancer EVO9 com as cores dos Açores, enquanto em estreia absoluta, o jovem madeirense João Silva se fará acompanhar pelo experiente José Janela – que curiosamente já defendeu as cores açorianas em 2003, com Gustavo Louro -, para tentar uma boa classificação com o Renault Clio R3. 

1 comentário

Comentar post