Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

PORTO DAS PIPAS

miguel de sousa azevedo - açores

PORTO DAS PIPAS

miguel de sousa azevedo - açores

05.Mai.09

Olé para os sorrisos no interior da ilha!

Início da tarde todos se "atiravam" à comidinha...

Foto Pedro Costa/Fotaçor.

 

No passado sábado, e curiosamente um dia depois da época de tourada à corda se ter iniciado entre nós, foi tempo dos amigos das corridas de toiros se juntarem, naquela que já se vai tornando uma tradição para o grupo que, ano após ano, reúne no tentadero de Humberto Filipe. Para a sexta contenda da praxe, a “ementa” era apetecível e até mesmo o dia ajudou, com um sol ameno e uma brisa fresca a receberem os presentes pela manhãzinha, o que ainda deu sabor mais precioso ao caldinho de peixe preparado pelo agora-avô Costa. Na Estrada das Doze as instalações do “ganadero do povo” foram poiso para conversas e piadas onde, pela tarde, as temáticas andaram dentro e fora de curros, sempre tendo como fito a diversão que as nossas gentes aplicam a esta ou aquela actividade. E se foi o próprio Tio Humberto a “tocar” para a costumeira sueca, a verdade é que, nos grelhadores, a brasa já estava pronta e, perto do meio-dia, chegou um repasto de luxo, do qual temos de salientar um coelho e um cabrito de chorar por mais. Pelas mãos, de apertos e cumprimentos, as “minis” iam dançando, com um mote de tinto em mesa posta sendo que, correndo o dia, foi também hora de saltar ao telhado e aos muros para apreciar os animais no tentadero contíguo, onde um ou outro toureiro de ocasião tentou a sorte, com Jorge “Zana” Silva a marcar pela experiência e Carlos “Stop” Silva a deslumbrar pela já “quente” valentia. E a música das Doze Ribeiras ia embalando a folia com ritmados “passo dobles”. Foi uma tarde, não de toiros mas lá próximo, que se voltou a transformar em data de festa. E a comissão, este ano a integrar Ricardo Costa, Steven Vieira, Duarte Alves e Luís Vieira, deu por bem empregue o trabalho, juntando novamente miúdos e graúdos da festa brava local. Para o ano, e sabendo-se que a “quadra” nomeada apresenta quatro ex-estudantes terceirenses em Beja – César Fonseca, João Leonardo, Pedro Correia e Leonardo Silva – será de esperar qualquer coisa próxima de um ensopado, se bem que umas migas ou uma qualquer coentrada não sejam de desperdiçar com um mar de permeio para a planície alentejana…

 

Comentar:

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.