Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

PORTO DAS PIPAS

miguel de sousa azevedo - açores

PORTO DAS PIPAS

miguel de sousa azevedo - açores

14.Set.17

#3 Especial Rali 39º Rali Ilha Lilás (RCA)

Foto Especial Rali #3 14set17.jpg

Apresentação: Pedro Ferreira e Miguel Sousa Azevedo
Convidados: Fernando Alberto Mendes (navegador e antigo diretor de provas do TAC). Victor Brazil (antigo e atual piloto de ralis) e Pedro Rocha (responsável pela segurança do 39º Rali Ilha Lilás/Além Mar).

14.Set.17

Julgamento.

Peça Julgamento DI 14set17.jpg

Apetecia-me dizer/escrever tanta coisa sobre isto, mas há que respeitar as instâncias legais. O que sair do julgamento de amanhã, será acatado, de forma civilizada e sem rancores. É que eles já enjoam por aí...

 

14.Set.17

O adeus ao Luís Louro

Foto Cronica 75DI SET17 - O adeus ao Luís Louro.J

Foto: António Bettencourt

 

Com o passar dos anos, e com novas crianças que nos vão renovando a vida, há uma coisa que se instala, incomoda e prevalece: a despedida aos que partem. Mais dolorosa quando são pessoas de quem gostamos, qualquer que seja o laço que nos une.

E o laço que me unia ao Luís Louro, para lá da amizade de família com que cresci, era o da azáfama dos ralis, do colorido dos carros, dos desafios da velocidade e das disputas na estrada. Efetivamente, nas atividades onde a adrenalina dispara, as marcas perpetuam-se de outra forma. Assim como a nostalgia se parece eternizar, transformando memórias distantes em sonhos atuais, mesmo quando temos, diariamente, que lidar com a evolução.

O Luís era um homem dos carros. Profissionalmente e de paixão. Por ele passaram grandes avanços nas nossas provas desportivas motorizadas - no seu/nosso clube de sempre, o TAC -, e também muitas novidades na área comercial. Ele viveu sempre entre carros, e tirava deles o maior prazer. Mesmo se, tantas vezes, o reservava a um grupo restrito. O que podia ver o homem folgazão e bem disposto, sempre dono da última palavra, mas bom na forma de ser. E carinhoso na forma de olhar. À maneira dele. Que sempre me encantou.

Podia aqui desfiar histórias e conquistas, vivências e episódios, tantos deles ligados à carreira do Gustavo - que vi começar nuns inocentes "desvios" dos carros de família, para algumas habilidades ao volante -, do Carlos Nunes ou do José Eduardo Silva. Mas o tempo é de uma despedida saudosa. De um arrependimento por não ter estado mais. De um aprender redobrado, dadas as certezas que sempre temos sobre as pessoas de quem mais gostamos...

Em março de 2015, nas vésperas de mais um Rali Sical, publiquei nestas páginas uma crónica, apelando a uma verdadeira - e única - homenagem ao homem dos ralis que era o Luís Louro. No dia seguinte, visivelmente chateado, ele ligou-me, enunciou-me as homenagens de que já tinha sido alvo, e disse-me, de caras, "acho que já chega. Não achas?".

Era assim, um homem que ajudava sem esperar o agradecimento. E que, mesmo sem o mostrar, ficava feliz quando as coisas corriam bem. E, lá de longe, piscava-nos o olho... Como terá feito neste adeus.

66 O adeus ao Luís Louro - DI 14SET17.jpg