Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

PORTO DAS PIPAS

miguel de sousa azevedo - açores

PORTO DAS PIPAS

miguel de sousa azevedo - açores

28.Fev.16

Vaya Con Dios - Time Flies

It's been such a funny day
I don't know why
Walking on an endless lane
Life passing me by

Tomorrow is calling
But I'm dragging my feet
The skies are indecently clear
But I can't stand the heat

Sleep walking in a haze
Stumbling like a child
Dragons that I used to chase
Tease me from inside

The future's uncertain
Just like yesterday
Memories of heaven
Can be taken away

You know, time flies
And the rebels, one day, they all go quiet
Ain't no money, ain't nobody
That can buy you peace of mind
Ain't no money, ain't nobody
That can buy you peace of mind

They say you learn from your mistakes
It's a lie
My redemption has been staged
Numerous times

But the angels of passion
Still taunt me in my sleep
They keep throwing petals
And thorns underneath my feet

You know, time flies
And the rebels, one day, they all go quiet
Ain't no money, ain't nobody
That can buy you peace of mind
Ain't no money, ain't nobody
That can buy you peace of mind

 

   Songwriters:
   Carmelo Prestigiacomo;Danielle Mar Schoovaerts - Vaya con Dios (1992)

Dani Klein.jpg

 

28.Fev.16

41.

snoopy.jpg

41. Daqui a umas horas. Com a plena consciência de que ainda faço rir. De que ainda me sei rir de mim. E de que continuarei a rir dos outros. Porque isto ainda tem bastante piada. Parabéns, mundo.

26.Fev.16

Equipa da Terceira no Columbus Trail.

Equipa Prius.jpg

Amanhã será um dia de muito trabalho para a equipa Prius Synergy Drive Trail Running, uma formação terceirense apoiada pela Terauto-Toyota, e que marca presença na edição inaugural do Columbus Marathon Trail (prova com uma distância de 42kms), na ilha de Santa Maria.
Miguel Bettencourt e Valter Braga são, desta feita, acompanhados pelo continental José Maria Oliveira – que substitui o ausente Telmo Soares -, num evento que, “para além de ser uma novidade para nós, se insere na preparação para os 48kms do Azores Trail Run, que se realiza em maio, no Faial”, refere Miguel Bettencourt.
“Claro que temos também como objetivo uma boa prestação em Santa Maria, apesar de não ambicionarmos o pódio, e isto considerando a qualidade dos atletas em prova, quer a nível nacional, quer internacional”, explicou a DI/Desporto.
“Acima de tudo, pretendemos gozar o prazer da corrida em Trail, conhecer os trilhos de Santa Maria, apreciando a paisagem da ilha, e novamente assegurar a presença da nossa equipa, que vai sendo habitual nestes eventos”, adianta.
Novidade para a formação da ilha lilás é a inclusão de José Maria Oliveira, que se pode considerar um percursor do Trail na Terceira, onde residiu entre 2009 e 2012, que nos recordou “a feitura de um percurso de 54kms, entre o Porto Martins e a Serreta, passando pela Agualva e pelo interior da ilha, que corri no dia da romaria à Serreta, em setembro de 2011”, partilhou. Sobre a presença em Santa Maria, o atleta oriundo de Sintra não esconde “uma
intensa expetativa e muita motivação. Será, finalmente, a minha primeira prova oficial numa ilha açoriana, pois o ultra-trail que corri na Terceira foi um desafio pessoal e solitário”, acrescenta.

25.Fev.16

Ilhas sucessivas...

Grupo Central Carlos do Carmo.jpg

Foto: Carlos do Carmo

 

Terceira, São Jorge e Pico. As ilhas sucedem-se, num jogo de luzes e cores. Quase chamando a atenção de todos para o facto de, separadas pelo mar, estarem tão perto umas das outras que se fundem pela paisagem...

24.Fev.16

A outra idade da Inocência

Foto Cronica 57DI FEV16 - A outra idade da Inocên

Foto: Zulmira Ávila

 

Sempre achei que tinha nascido na década errada. Um natural sentido precoce, a que se juntou o convívio constante, desde pequenino, com pessoas mais velhas - no TAC dos ralis, no Liceu de Angra onde a minha mãe e o meu avô materno eram professores, e mesmo na casa dos vizinhos Monjardino - fez-me sempre crer que, numa ideia de criança, devia ter sido grande para conduzir na Recta da Achada em empedrado, ajudar no sismo de 1980 ou votar Freitas do Amaral em 1986. Passada a barreira dos 40 anos, não posso assegurar que agora me satisfizesse já ter 50, mas confesso que houve sempre um hiato entre as vontades e a realidade, no que ao escalão etário diz respeito. Talvez sejam coisas de criança grande, afinal a idade da inocência é, cada vez mais, apenas o título de um filme de Martin Scorsese. E, está visto, nunca haverá a idade ideal para coisa alguma

Daí de que tenha sido com uma curiosidade terna que vi um grupo de amigos "sessentões" (ou próximos disso) abrir portas para a divulgação da sua Exposição Coletiva de Arte "Se-ssentas...", que está patente até ao próximo sábado (27), na Delegação de Turismo da Ilha Terceira, em Angra. A iniciativa foi do Rui Borba, amigo de longa data, que completou 60 anos há umas semanas, e que sugeriu o mote para que o dito grupo desse "um ar da sua arte para a entrada nos 60". Acreditem que o fizeram com graça e desprendimento, duas qualidade que muito aprecio.

Os artistas da mostra são o próprio Rui Borba (bancário e conhecido atleta veterano das nossas estradas, mas também um talentoso fotógrafo), a que se juntaram Dimas Lopes (médico e pintor), Emanuel Félix - Filho (ilustrador notável e um homem de imaginações e virtudes), Ilídio Gomes (uma das violas saudosas de "Os Sombras" e também pintor), Jorge Kol de Carvalho (arquiteto, que participa com fotografia), Paulo Mendonça (desenhador, jornalista desportivo e um homem da aventura) e Zulmira Ávila (artista plástica).

No convite da exposição pode ler-se uma citação de Emanuel Félix - Pai, o Poeta Perfeito:

 

Hoje quero da Vida

Que ela seja tranquila

Que seja uma dor e doa

Mas uma dor boa

Sem o sal que na ferida

A torna mais dorida

 

Como se trata de aconselhar alguém a visitar um espaço e a apreciar o que lá se descobre, pouco mais haverá a dizer. Mas passei pelo local e gostei do que vi. Fez-me pensar que também não há a altura ideal para nos revelarmos, ou para mostrar a alma neste ou naquele suporte. Talvez por isso, tenha sido fácil ajudar a divulgar a exposição. E entender que afinal, mesmo sem se conhecer a original, se pode sempre viver a outra idade da inocência...

49 A outra idade da inocência - DI 25FEV16.jpg

 

Pág. 1/6