Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

PORTO DAS PIPAS

miguel de sousa azevedo - açores

PORTO DAS PIPAS

miguel de sousa azevedo - açores

30.Jun.14

3ª Corrida Feira São João 2014 (Notas)

Mais de ¾ de praça na Monumental Ilha Terceira, num dia típico de ressaca das festas em que Angra esteve sob sol forte e abrigada por um céu azul. Curro completo “Rego Botelho” para a corrida apeada, com duas figuras gradas do toureio mundial e um jovem em ascensão. Audiência à medida das expetativas e a habitual ansiedade sempre que a areia do redondel está riscada a branco. Venham as sortes!

 

1º Toiro “Cambeante” nº24 495kg

 

Dois anos e nove meses depois da colhida grave em Saragoça, que lhe inutilizou uma vista, Juan José Padilla recebeu de joelhos, e estudou de forma breve, o primeiro “RB” que lhe coube. Foi o próprio diestro a bandarilhar em dobro, fazendo-o em forma de violino ao segundo par. Duas séries iniciais compostas com a muleta marcaram o ponto alto da lide, face a um toiro que nunca se guardou às sortes. Simulou com arte e teve palmas em Angra, mesmo sem toiro à altura. Ciente disso, Padilla não foi a cumprimentos.

Primeira lide de Padilla em Angra...

 

 

2º Toiro “Portafala” nº18 465kg

 

Miguel Ángel Perera chegou a Angra com triunfos sucessivos no traje de luces. Como na anterior presença entre nós – em 2010, quando triunfou -, destacou-se pela fleuma com que toureia. Mas também faltou toiro ao homem de Puebla del Prior. No capote houve lances de alguma beleza plástica, e conseguiu bons momentos também com a muleta, mas mesmo esses escassearam. Deixou esperança para o quinto da tarde. Presença solidária de Juan Leal, com um vistoso quite a meio da lide.

Bom momento de Miguel Ángel Perera...

 

 

3º Toiro “Ocurrente” nº9 505kg

 

Juan Leal em praça, a subir o tom da tarde. Eficaz no capote a abrir o confronto, o jovem artista nascido em Nimes esteve toureiro em toda a lide. Foi expedito a chegar-se ao toiro, e colocou risco em várias passagens, com o “RB” que lhe coube a humilhar bastas vezes a preceito. Primeiro par para o terceirense Diogo Coelho, nas bandarilhas. Juan Leal seguiu com toureio afoito e a entusiasmar o público. Que nem sempre esteve à altura este domingo, sublinhe-se. Lidou para vencer, face a um hastado enganador, mas bravo.

Juan Leal, rumo ao triunfo...

 

 

4º Toiro “Zarito” nº17 435kg

 

Início de lide excessivamente rápido de Juan José Padilla, face ao toiro mais leve e corrediço do cartel. Capote a despachar e tércio de bandarilhas sem fulgor. Na muleta, o toureiro de Jerez de La Frontera aplicou-se, mas teve de levar o toiro a médios para tirar algo dele. Padilla repetiu muletazos em corrida, simulou a morte e saiu sem glória. Pouco acrescentou à feira, para lá da sua superação pessoal ao infortúnio de 2011, uma atitude que as hostes vivem em pleno. E Angra não foi exceção.

Padilla, aqui em bom estilo...

 

 

5º Toiro “Ostra” nº26 480kg

 

Miguel Ángel Perera decidido a fazer fé do seu espólio recente de atuações. Seguro nos lances de capote, Perera confirmou-se na elegância, firmando a muleta nos seus sucessivos movimentos, correndo o redondel ao ritmo a que mandam os livros. Sem material para mais frisson, sublinhou a sua técnica de modo natural e fluido, mas acabou colhido sem consequências, fruto desse arriscar face à passividade do toiro.

A segunda presença de Perera em praça...

 

 

6º Toiro “Escandaloso” nº11 460kg

 

Porta de gaiola com o lance quase consumado para Juan Leal, no último da feira. Novamente com um toureio de pleno risco artístico no capote. Três pares de bandarilhas com selo local – João Pedro Silva e Diogo Coelho – e qualidade, especialmente o último d’ “O Açoriano”. Juan Leal ajoelhou-se na muleta e carimbou uma presença forte, em que foi também obreiro o “RB” da sua lide. A luta na arena foi leal e de entrega. Bom toiro e um jovem valor a despontar na alta roda. Fecho da feira a elevar o nível e o primor que faltaram em várias das suas fases. Ovações de pé. As únicas de todo o certame.

Triunfo de

 

29.Jun.14

Love.

Roger Hodgson, sábado à noite em Angra...

 

"O amor - seja ele qual for - é a coisa mais importante da vida"...


Para lá do seu som inconfundível, Roger Hodgson disse ontem a frase mais marcante das festas. É daquelas que deviam ser utilizadas todo o ano.

 

28.Jun.14

Ao som de Senna...

Filme recoda volta de Senna em Suzuka...

O filme “Sound of Honda / Ayrton Senna 1989″ foi premiado no Festival Internacional Lions de Criatividade de Cannes, um dos eventos de maior prestígio na área da publicidade e da comunicação. A curta-metragem reproduz a volta mais rápida efectuada no Circuito de Suzuka, com Senna aos comandos do McLaren Honda MP4/5 nas sessões de qualificação para a prova de Formula 1 em 1989.
A Honda analisou os dados arquivados da pilotagem de Senna, incluindo as alterações da posição do pedal do acelerador, da rotação do motor e da velocidade do veículo e conseguiu reproduzir a sonoridade do motor durante essa volta, usando o mesmo veículo, o lendário McLaren Honda MP4/5.
Com esta reprodução da sonoridade do motor, a Honda desenvolveu três conteúdos diferentes: um pequeno filme que reflecte o estilo de condução de Senna, bem como um documentário com as cenas de bastidores deste filme, um conteúdo web 3D com gráficos criados por computador e uma aplicação para iPhone denominada “Sound of Honda”.

27.Jun.14

IX Degraus d'Angra: Venceram João Rocha e Vitória Rodrigues

Os três pódios finais...

João Rocha e Vitória Rodrigues, ambos atletas do Clube de Atletismo da Terceira (CAT) venceram, esta quarta-feira, a nona edição dos "Degraus d'Angra", prova integrante do programa desportivo das Sanjoaninas 2014, em que os 25 participantes ligaram novamente o Jardim Público de Angra do Heroísmo ao obelisco da Memória.

 

Repetindo o triunfo de 2012, o jovem corredor do CAT, ganhou com a marca de 1m08,76, superiorizando-se a Márcio Azevedo, do Sporting de Braga e a José Santos, seu colega de equipa. No setor feminino, dominaram as gémeas Vitória e Valéria Rodrigues, ambas do CAT, com vantagem para a recordista do percurso. O pódio fechou com Marisa Simão.

 

Destaque para o escalão até aos 12 anos, onde João Bartolomeu - filho do consagrado Pedro Bartolomeu, que em recuperação de uma lesão também correu - foi o mais eficaz, adiante de Rodrigo Rocha e de Simão Matias.

 

Por banda da organização, Miguel Sousa Azevedo (porto das pipas PRESS), realçou "o excelente número de participantes, mesmo em período de festas", adiantando que "em 2015, vai correr-se a 10ª edição, para a qual se tentará preparar um programa mais abrangente. Vamos tentar, pelo menos, juntar todos os anteriores vencedores".

 

Na Terceira, disputam-se actualmente mais duas provas do género: os Degraus da Praia - com a mesma organização -, e os Degraus do Algar do Carvão, a cargo dos Montanheiros. Este ano deverá voltar a realizar-se a subida ao Pico do Capitão, no Porto Martins.

 

Classificação Final . IX Degraus d'Angra . Sanjoaninas 2014

 

1º João Rocha (CAT) 1.08,76; 2º Márcio Azevedo (SCBraga) 1.10,16; 3º José Santos (CAT) 1.16,99; 4º Délio Teodoro (ADAçores) 1.19,03; 5º Luís Correia (NSIT) 1.19,54; 6º Gilson Ribeiro (SCBarreiro) 1.20,56; 7º Carlos Ferreira (Ind) 1.22,11; 8º Filipe Monteiro (CAT) 1.29,74; 9º Fábio Belém (Ind) 1.30,29; 10º Jorge Garcia (CAT) 1.31.36; 11º Samuel Matias (CAT) 1.33,46;12º Vitória Rodrigues (CAT) 1.40,56; 13º Valéria Rodrigues (CAT) 1.44,78; 14º Miguel Bettencourt (ClubeStress) 1.56,36; 15º João Bartolomeu (Ind) 1.57.83; 16º Rodrigo Rocha (Ind) 2.09,81; 17º Pedro Bartolomeu (Ind) 2.10,46; 18º Simão Matias (CAT) 2.12,26; 19º Carlos Abreu (Ind) 2.12,66; 20º    Paulo Mendonça (Ind) 2.13,10; 21º Adriano Garcia (CAT) 2.47,44; 22º Marisa Simão (Ind) 3.02,76; 23º Santiago Ferreira (Ind) 3.12,26; 24º Paula Rocha (Ind) 3.39,30; 25º Eunice Matias (CAT) 5.04,75.

 

Atletas, organizadores e colaboradores...

Pág. 1/8