Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

PORTO DAS PIPAS

miguel de sousa azevedo - açores

PORTO DAS PIPAS

miguel de sousa azevedo - açores

25.Jul.12

51 dias para mudar...

...

 

Presidente da República marcou para 14 de outubro as eleições para a Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores.

O Presidente da República, ouvidos os partidos políticos com representação na Assembleia Legislativa da Região, marcou a realização das eleições para a Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores para o dia 14 de outubro de 2012.

23.Jul.12

Festival Taurino G.F.A.T.T.T. (21 jul 12) - Notas

1º toiro JG nº130 470kgs Terno

Tiago Pamplona, ao primeiro da noite... Tiago Pamplona dedica a abertura da festa ao grupo da Tertúlia, e inicia a lide com um comprido de castigo a bom gosto. Montando o “Bastinhas” para os curtos, o mais experiente cavaleiro terceirense da atualidade entendeu um toiro algo distraído, e tentou marcar o ritmo da sorte. Fê-lo, sem grande brilhantismo, mas cumprindo a sua linha de toureio.

 

Pega – Marco Sousa (TTT)

Correção impecável de Marco Sousa (TTT)... Brindou ao membro do governo regional Joaquim Pires. Não ficou de imediato na cara, mas corrigiu bem a posição e fechou-se com saber. Pega limpa.

 

2ºtoiro ER nº278 355kgs Lindinho

Rui Lopes, no andamento de entrada... Rui Lopes montou o “Sublime” para começar de forma escorreita, cerrando dois de entrada e em estilo. Foi buscar toiro, e abriu
brechas para ferros com música, apesar de hesitações face a um oponente bastante limitado. Cumpriu com trabalho uma sorte que não foi, de todo, fácil.

 

Pega – Luís Cunha (TTT)

Luís Cunha, um jovem em bom estilo... Brinde à presidente da câmara, Sofia Couto. Barbela rija com um derrote forte para o jovem caras de Angra, que quase apanhava o grupo em contraponto. Esteve valente.

 

3ºtoiro HF nº224 380kgs Saltilho

Pose atenta de João Pamplona... O jovem João Pamplona entrou a jeito, para entender um toiro com muita pata, ferrando com cuidados face à sua imprevisibilidade. Com domínio pleno das montadas, deu mais velocidade à lide, e tentou arredondar a sorte, pegando também a bom gosto na assistência. E teve sucesso.

 

Pega: Carlos Vieira (TTT)

Pega em cima para Nelson Furtado... Brinde aos antigos cabos João Hermínio e António Baldaya. Derrote violento ao primeiro intento, com o forcado a ir ao chão. Foi dobrado por Nelson Furtado, que também não ficou à sua primeira. Seguiu-se uma pega carregada, como se exigia, numa união curta e sem estrondo.

 

4ºtoiro JG nº136 Baixo

Diogo Coelho, entre os seus pares... Um novilho de córnea baixa para a prova de bandarilheiro praticante do terceirense Diogo Coelho. Oponente nervoso e violento contra as tábuas, com o jovem da Ribeirinha a revelar calma na hora de voltear, mesmo se o fez com carências. José Bartissol entregou-lhe o par de bandarilhas. Precipitação inicial, uma bandarilha apenas nas tentativas seguintes, e apenas um par firme a revelarem faltas naturais pela falta de rodagem.

 

5ºtoiro JAF nº282 440kgs Rabel

Tiago Pamplona espera o toiro... Tiago Pamplona entrou com o “Zangado” – ferro do centro equestre “O Ilhéu” -, e algo expectante, com o toiro a não alinhar no bailado. Teve de forçar o castigo para, nos ferros curtos, um toque obrigar à mudança de cavalo, recolhendo o velho “Ovni”, e retomando com o “Bastinhas”. Concluiu a lide em cumprimento com a cartilha, mas certamente convicto de que deu mais do
que a sorte lhe apresentou.

 

Pega – Décio Dias (TTT)

Ajuda vistosa de Bruno Furtado a Décio Dias... 

Brindou à organização do festival. Pega dura e fechada, com grande ajuda de Bruno Furtado, e a viagem de ambos a cair no grupo, que aguentou o desfecho.

 

6ºtoiro OC nº18 520kgs Limpiador

Rui Lopes saúda a audiência... Rui Lopes em praça, frente a um toiro que ficou doente - e foi recuperado – na Terceira, após as Sanjoaninas do ano passado. Entrou ligeiro nos compridos, e teve de arriscar nos curtos para tentar fazer a diferença. Embalou, com a casa a puxar por ele, e acabou por elevar a fasquia de uma noite um tanto morna. Fechou com um bom palmo.

 

Pega – Álvaro Dentinho (TTT)

A garra de Álvaro Dentinho... Pega vistosa e em velocidade, com o forcado da cara a fixar-se em firmeza no balanço da reunião. Com técnica e garra.

 

7ºtoiro RB nº58 565kgs Pianista

Ferro à ilharga de João Pamplona... João Pamplona com a ferragem de castigo a cumprir, mas a revelar algum nervosismo ante um toiro que se escondia. Nos curtos, o jovem marialva foi-se conformando com uma lide algo complicada, e não arrancou o brilho que se esperava.

 

Pega – José Vicente (TTT)

Pega da noite para José Vicente... Brindou ao público e arrancou a pega da noite, viajando alto, com a espera certa e muita certeza na união. Sempre valente, este caras da Tertúlia, que baixou o pano ao festival com uma nota de grande qualidade.  

 

PS - Ao contrário do habitual, nem tentei fotografar o andamento das sortes, pois captar imagens de noite, com as regras e as condicionantes de uma trincheira não é para todos.

Assim, agradeço à Lara Costa e ao António Valinho a disponibilidade imediata das suas fotos, que, por gentileza, ilustram estas notas simples. Para a próxima, voltarei ao velho modelo de filmar parte das lides e as pegas…

16.Jul.12

Ternura à flor da pele… (Fotografia) *

Ternura entre filho e mãe...

Escrever sobre uma imagem que o próprio autor do texto captou é, convenhamos, facilitador da tarefa. Ainda mais se a mesma, feita com uma simples “bridge” FinePix S5600 - em modo automático, e sem grandes preocupações de resultado -, traduz simplesmente o preciso momento de uma manifestação de ternura. Ou seja, não houve demasiada exposição, a abertura de
ânimos estava correta e a luz vinha mesmo do amor que o quadro fazia passar.

Aconteceu durante a edição 2010 da Meia-Maratona dos Bravos, que anualmente liga a freguesia da Serreta ao campo de jogos de São Mateus, e que acompanhei com o meu amigo – e grande fotógrafo – Ricardo Laureano. A prova corre-se sempre a 1 de maio pelo que, além do início das touradas à corda, a aparição dos tradicionais “Maios” é também sinónimo de mote para imagens originais. Tal como a que encima este escrito, que nada tem a ver com os motes daquele dia.

Na suavidade de um rebanho de cabras descansadas, penso que em Santa Bárbara, imediatamente reparei na pacatez de uma mãe em descanso, que carinhosamente o filhote afagava, com investidas suaves e a tal ternura que se perde pelo mundo ali mesmo, à mercê de um “click” certeiro, oferecida sem pedir nada em troca, talvez apenas o testemunhar de que nas coisas simples o amor transparece. Entre pessoas, entre animais, entre a aragem do vento e o cheiro do campo que nos inebria. Mesmo através do pêlo branco dos dois caprinos de ocasião. A ternura à flor da pele estava ali. E o fotógrafo idem aspas…

 

* Texto publicado na Revista "U" desta segunda-feira...

Pág. 1/3