Miguel Sousa Azevedo

Create Your Badge
Quinta-feira, 30 de Junho de 2011

Rali Sprint Sanjoaninas 2011 (Videos "onboard")

publicado por MSA às 15:36
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 29 de Junho de 2011

3ª Corrida da Feira de São João’2011 (Notas)

Tarde de chuva na Monumental Ilha Terceira e a decisão de não entregar os prémios devidos do dia anterior a dividir opiniões. Terá sido a forma mais consensual de resolver um problema que não se pôs para todos. Mas, também nos toiros, o que é consensual nem sempre é o mais certo. Ainda assim, ficamo-nos – também – pela opinião dividida, mesmo se a votação do júri tenha sido clara e, ainda para mais, dada a conhecer…

Nota para a apresentação em praça do pasodoble dedicado aos forcados amadores da Tertúlia Tauromáquica Terceirense pela Sociedade Filarmónica Rainha Santa Isabel, das Doze Ribeiras. Uma composição ritmada, da autoria do maestro Durval Festa, num momento marcado pela muita chuva, mas cujo significado persisitiu.

A filarmónica das Doze Ribeiras executa a sua obra original...

 

1ºToiro – Ortigão Costa – nº3 – 520kg

Vitor Ribeiro a iniciar a função...

Vítor Ribeiro, como nos habituou, a aproveitar bem os dotes do seu oponente, e abrindo uma lide clara na ferragem e corajosa nas abordagens. Sempre esclarecido, o marialva da casaca bordeaux deixou cartel e prometeu para a segunda parte.

 

Álvaro Dentinho, fechando-se à terceira...

Pega – Álvaro Dentinho (Tertúlia Tauromáquica Terceirense)

Para compensar a desfeita da tarde anterior a nova ida à arena do esguio caras. Fechou-se à terceira, com o grupo a comprometer melhor sorte.

 

2ºToiro – Veiga Teixeira – nº247 – 455kg

Moura Jr. em acção...

João Moura Jr., refazendo-se da infelicidade da véspera, mas não conseguindo, de todo, explanar o toureio que o vai guiando pelas praças do país e do estrangeiro. Não ficou mal, mas também não brilhou, cumprindo nas suas sortes.

 

César Fonseca, em grande estilo...

Pega – César Fonseca (Tertúlia Tauromáquica Terceirense)

Alegre no citar e no entusiasmo transmitido aos colegas. Sem espinhas e com dureza, aguentou-se ao primeiro embate e saiu-se em bem.

 

3ºToiro – Ortigão Costa – nº79 – 425kg

Rui Lopes, preparando o triunfo...

Rui Lopes, a simplicidade de um toureio eficaz e a vontade de mostrar serviço. À semelhança do que se sentira antes, as hostes locais a terem orgulho nos seus. O jovem da Ribeirinha esteve alegre, cravou na certeza e soube esperar a cadência certa, preparando um triunfo inesperado.

 

Helénio, num dia de saudade...

Pega –  Helénio Melo (Tertúlia Tauromáquica Terceirense)

Numas festas de contrastes, e no dia em que completou 36 anos, o valente da Tertúlia só lá ficou à segunda, dedicando a pega à saudade.

 

4ºToiro – Veiga Teixeira – nº281 – 410kg

A alegria de Vitor Ribeiro...

De novo Vítor Ribeiro em praça, e para tentar o triunfo que lhe escapara na tarde de São João. Esteve perto, toureando a espaços e com intenção, mesmo se o toiro não se assemelhava ao da primeira lide. Violino de saída a encher de aplausos o redondel da cidade património.

 

Abraço emocionado do cabo Adalberto Belerique...

O grupo junta-se ao seu companheiro...

Pega – Marco Fontes (Tertúlia Tauromáquica Terceirense)

No enlace da despedida, teve boa ajuda para se manter ao segundo intento. Emoção na hora do adeus a um grupo de onde já estivera afastado alguns anos. Um abraço, “Foca”!

 

5ºToiro – Ortigão Costa – nº60 – 480kg

Uma feira sem cor para João Moura Jr.

O jovem Moura na sua última entrada da feira, e a querer mostrar os dotes – genéticos e próprios – que o têm galvanizado por outras paragens. Em Angra, não esteve particularmente feliz e, desta feita sem toiro para tal, a lide esperada não saiu. Assim como ficaram no ar descuidos – ou não – que poderão ter ditado a infelicidade do seu montado “Belmontim”, o que se lamenta.

 

Jorge Santos, com plena ajuda...

Pega – Jorge Santos (Tertúlia Tauromáquica Terceirense)

Pegou à segunda tentativa, depois de um enlace pouco conseguido. Mais um da nova vaga a mostrar-se destemido e com ganas.

 

6ºToiro – Ortigão Costa – nº60 – 480kg

Rui Lopes dedica a lide a Marco Fontes...

Rui Lopes e o fecho da festa a cavalo nesta Feira de São João’2011. Não podia ter acabado melhor a prestação de Lopes, que se amansou à excitação de ter a corrida a si destinada, arranjando espaços, lidando em crescendo e muito justo na ferragem de castigo e seguintes. Uma tarde de chuva com sabor doce para o marialva da casa.

 

Valente acção de Tomás Ortins...

Pega – Tomás Ortins (Tertúlia Tauromáquica Terceirense)

Pega de raça, quase a solo e em contramão, para um jovem forcado que se afirma na cara dos toiros.

 

Fotos: Ricardo Laureano

RL...Tá lá!


 

publicado por MSA às 02:47
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 28 de Junho de 2011

Jorge Nunes volta a vencer “Degraus d’Angra”

O pódio final da prova...

Jorge Nunes, representando a Casa do Povo da Agualva, foi o vencedor da sexta edição dos “Degraus d’Angra”, competição que novamente integrou o programa desportivo das festas Sanjoaninas, com a participação de 17 atletas.

 

O corredor das Doze Ribeiras repetiu assim os êxitos de 2007, 2008 e 2009, mesmo se ficou bem distante do seu recorde do percurso – do Jardim de Angra até à Memória -, (1.05,14) alcançado há três anos, fazendo agora 1.13,44.

 

Seguiram-se no pódio final os jovens atletas do CAT, José Gabriel Santos (1.14,95) e João Paulo Rocha (1.16,66), adiante do vencedor de 2010, Eduardo Sousa (NSIT), com 1.17,24.

 

Na vertente feminina, Isabel Silva (CAT) voltou a vencer (2.10,06), mas também longe dos 2.04 de 2010, possivelmente devido ao forte calor que se fazia sentir no dia da prova. O certame teve organização da “porto das pipas PRESS”, juntamente com a comissão das populares festas angrenses.

 

(Masculinos)

1º         Jorge Nunes (CP Agualva)                1.13,44

2º         José Gabriel Santos (CAT)                1.14,95

3º         João Paulo Rocha (CAT)                   1.16,66

4º         Eduardo Sousa (NSIT)                      1.17,24

5º         João Sioga (CAT)                              1.20,71

6º         José Borges (NSIT)                           1.27,98

7º         Miguel Marques (Ind)                        1.28,79

8º         Hugo Bernardo (ACM)                     1.47,26

9º         Samuel Matias (CAT)                        1.49.54

10º       Paul Furk (Ind)                                  1.53,35

11º       Virgínio Oliveira (NDA Pombal)      2.06,66

12º       Simão Matias (CAT)                          2.40,99

13º       Jorge Azevedo (Ind)                          3.12,07

14º       Rodrigo Rocha (CAT)                       3.20,11

 

(Femininos)

1º         Isabel Silva (CAT)                             2.10,06

2º         Maria Rosário Silva (Ind)                  4.16,02

3º         Eunice Matias (Ind)                           5.08,41

 

...

publicado por MSA às 13:56
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 27 de Junho de 2011

Marcha do Campino (Veteranos 2011)

publicado por MSA às 22:55
link do post | comentar | favorito
Sábado, 25 de Junho de 2011

2ª Corrida da Feira de São João’2011 (Notas)

1ºToiro – Palha – nº218 – 490kg

Vitor Ribeiro, na sua primeira lide de ontem...

Vítor Ribeiro entrou afoito, montando o “Coca-Cola”, e cumprindo na ferragem de castigo, perante um oponente bem formado mas distraído. Nos curtos toureou bem, mas esteve algo hesitante nas aproximações, ainda que colocando com certeza. Saiu em bem, mas com um toque.

Brinde aos irmão Almeida na primeira pega da tarde...

Zé Vicente, na melhor pega da corrida...

Pega – José Vicente (Tertúlia Tauromáquica Terceirense)

Brinde aos irmãos João Manuel e Manuel João Almeida. Reunião forte e balanceada, mas houve braços e grupo para compor a primeira da tarde.

 

2ºToiro – Rego Botelho – nº25 – 450kg

Uma das sortes iniciais para Tiago Pamplona...

Tiago Pamplona e a “Gaiata” a entrarem algo distantes, mas rapidamente se recompuseram na lide para a ida a curtos, onde o jovem da Quinta do Malhinha chegou ao público, citando alto e cravando com qualidade. Actuação nitidamente a crescer e a abrir bons ares para a restante corrida. Fechou com dois palmos de belo efeito.

A primeira pega de Turlock...

Pega – Darren Mountain (Aposento de Turlock)

Entrada vistosa do grupo no redondel. União à barbela, com grande viagem, e o grupo até às tábuas. A começarem com firmeza.

 

3ºToiro – Veiga Teixeira – nº106 – 545kg

Moura Junior a iniciar a função...

João Moura Jr., em compassos no “Flamenco”, a entrar com sentido e a abrir com dois compridos e certos. Entusiasmado, o jovem de Portalegre aumentou o ritmo e foi floreando o toiro com mão firme. A lide caiu um pouco na fase final, mas sempre com balanço positivo e norteado.

À terceira, para César Pires (ARG)...

Pega – César Pires (Amadores Ramo Grande)

Forte derrote ao primeiro intento e o caras da Agualva a não ficar. Pancada dura à segunda. Insistência e a pega carregada e a cumprir à terceira.

 

4ºToiro – C.A. José Albino Fernandes – nº273 – 475kg

E Vitor Ribeiro bem tentou...

Toiro de pata e vontade para Vítor Ribeiro se aprumar nos ferros compridos, findos os quais mostrou aplicação nos curtos. O oponente perdeu fulgor, que prometia, e a função afectou-se, mesmo se o cavaleiro tenha feito valer crença e entrega, suas imagens de marca. Fechou com palmo, rosas e aplausos.

Álvaro Dentinho ficou-se pela intenção...

Pega – Álvaro Dentinho (Tertúlia Tauromáquica Terceirense)

O toiro partira um piton e ficou sem condições, o que se confirmaria após uma primeira tentativa sem sucesso. Foi para dentro sem ser pegado.

 

5ºToiro – Murteira Grave – nº091 – 500kg

Lide de triunfo para Tiago Pamplona...

Tiago Pamplona brinda à equipa da Tertúlia que urdiu a feira deste ano. Novo início a rasgar bons pormenores, certo na cravagem longa e festivo nos curtos, que se seguiram direitos e no sítio. O toureio na certeza foi o esteio para o triunfo de Tiago, numa cinzenta tarde de São João, com violinos a rematar uma sorte de saber.

O grupo de Turlock cumpriu bem nestas Sanjoaninas...

Pega – Fernando Machado Jr. (Aposento de Turlock)

A cumprir, com a ajuda a chegar célere após uma reunião sem derrote ou viagem.

 

6ºToiro – Veiga Teixeira – nº255 – 525kg

Moura Junior e um dos últimos ferros com o cavalo Belmontim...

Moura Jr. também a dedicar à organização e a receber em castigo um hastado de recorte estrutura a destacar. Ferros compridos sem dificuldade. O confronto fez-se de forma natural e o herdeiro Moura soube tirar algo mais de um toiro bonito mas algo arredio. Embora em escasso brilho quis culminar em boas sortes, mas o destino virou-lhe a tarde. A preparar o derradeiro ferro, o cavalo “Belmontim”, viria a sucumbir a uma síncope cardíaca, sendo infrutíferos os cuidados prestados e baixando à praça um ambiente de consternação. Manuel Pires, do Ramo Grande, já nem chegou a pegar pois o toiro entrou uns minutos após a queda do belo equino branco.

 

Por entregar ficaram os prémios da tarde, que só hoje verão desvendados os seus destinatários. A ver vamos…


 

publicado por MSA às 17:35
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 23 de Junho de 2011

Campinos na cidade...

O campinos vêm hoje a Angra...

Desfilando em último lugar das três dezenas de marchas previstas para a noite de São João em Angra, a Marcha dos Veteranos sai novamente foliona e alegre à rua, desta feita homenageando o campino, numa ligação plena também à nossa terra.

O campino é um homem do campo no Ribatejo. Conhecido pela particular e vistosa indumentária, tem como função principal, o maneio do gado. A pé, ou montando a cavalo, a ele cabe tratar das reses bravas. Noutras palavras é o campino quem encaminha o toiro.

Trazer a figura do campino para o desfile de marchas foi o mote deste grupo de amigos das nossas festas. E a razão explode à vista, não só pela mancha de cor exacta do campino em acção, mas também pela nossa ligação etérea à função daquele homem: tratar do toiro, cuidar dele, dar-lhe a melhor vida possível. E essas são acções que os terceirenses levam de berço para o mundo do redondel.

Daí a ponte do Ribatejo à nossa ilha. Daí a afeição para querer transformar numa imaginária lezíria verdejante a nossa Rua da Sé por umas horas…

Num ano em que a cidade cumprimenta a Festa Brava de forma especial, foi novamente juntando as palavras temperadas do Álamo Oliveira com o trote musical do Carlos Alberto Moniz, que se fundiram amizades para mais uma noite de festa. Com a bravura como bandeira, com o carinho como enfoque, com o marchar da alegria bem posta a ser a nossa homenagem sentida ao santo padroeiro destas festas de Angra.

Os nossos campinos vão todos prezados, bem acompanhados, e desejam uma madrugada de magia e acordes animados. Olé! 

publicado por MSA às 18:15
link do post | comentar | favorito

Livro...(mais um do Joel)

Apresentação esta tarde em Angra, antes da transformação em marchantes...

publicado por MSA às 10:25
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 22 de Junho de 2011

Marcha do Campino (Veteranos 2011)

O campino...

  

 

MARCHA DO CAMPINO

Letra: Álamo Oliveira

Música: Carlos Alberto Moniz

Instrumental: Sociedade Filarmónica Recreio Serretense 
 
1.
Nesta marcha do campino,
Há magia quanta queira!
Há o sonho e o destino
Que nos lembra a Terceira.
Nesta festa de espantar,
Dedicada a São João,
Ser campino é galopar
No cavalo da afeição.
 
2.
Com o toiro, a conversa
Toma a forma de corrida.
O campino, sem ter pressa,
Faz do toiro a sua vida.
S. João, que sabe disso,
Faz a festa ter bravura.
Seu amor, neste derriço,
Dá-lhe beijos com fartura.
 
Refrão:
E S. João
Vai todo prezado,
Por demais caipora.
O coração,
Anda enfeitiçado
Pela Bela Aurora.
Vai de barrete
Postado a rigor,
Muito ao seu jeito;
E, no colete,
Leva um A de amor
Quase junto ao peito.

publicado por MSA às 13:34
link do post | comentar | favorito

Degraus d'Angra - Hoje, às 18 horas

Um dos belos recantos da Passagem Silva Sarmento...

Realiza-se hoje pelas 18 horas, a 6ª edição dos Degraus d’Angra, corrida integrada no programa desportivo das festas Sanjoaninas’2011, e que novamente levará um grupo de atletas desde o jardim da cidade até ao alto da Memória.

 

Este ano a cargo da “porto das pipas PRESS”, a prova terá o mesmo figurino, esperando-se “a presença dos habituais competidores, que têm permitido bonitas imagens e grandes tempos naquele percurso”, referiu Miguel Azevedo, que organiza o certame em conjunto com a comissão de festas.

 

Como marcas de referência, continuam o recorde masculino de Jorge Nunes, com 1m05 (2008) e o melhor registo feminino de Isabel Silva, com 2.04 o ano passado. As inscrições podem ser feitas no local da prova até alguns minutos antes do seu início.

 

porto das pipas PRESS...

publicado por MSA às 01:34
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 21 de Junho de 2011

3 tiradas a meio da festa...

É...hoje já é dia 21...

1. Hoje tomou posse o novo governo da República. Escolhas sensatas de Passos Coelho, mas bem visiveís no plantel as recusas de bastidores que terão antecedido a formação da equipa coligada entre o PSD e o CDS. Mau grado para o novo primeiro-ministro as ilacções do "chumbo" ao super-altruísta (pelo menos dito por ele...) Fernando Nobre, pois ninguém vê o lado positivo de, uma vez mais, PPC ter levado a palavra em diante...e bem que Nobre se podia ter desdito novamente. A ver vamos, mas agora é uma desconhecida constitucionalista quem deve tomar os comandos do hemiciclo em São Bento...

 

2. André Villas-Boas fez como muitos. Acenaram-lhe com a fortuna e o talentoso técnico rumará a Londres, bem na senda do que fez José Mourinho...mas mais jovem e já com um ano de avanço no que toca a títulos conquistados. Mau grado o amor azul-e-branco desperdiçado, que bem escusaria de ter publicitado mesmo se, tratando-se de um profissional, a gestão da sua carreira e do seu futuro dependa única e exclusivamente do próprio.Já querer levar Falcão e Moutinho para Stamford Bridge é que me aproxima da vontade das bofetadas. Gostava de ler ou ouvir os arautos rubro/verdes da desgraça estival de 2010 comentarem a opção do emblema londrino por um "rapaz" sem experiência, ainda mais orientando um meio-campo onde uma maçã podre poderá prevalecer...

 

3. Nos Açores, o governo soma e segue na compra de capital privado. Agora foi a vez da Transmaçor que, assim se espera, deverá passar a ser gerida no rumo de brio e ligeireza com que, por exemplo, o é a Atlânticoline. Mau grado esta crescente rede de interesses e compadrios, onde nunca se sabe onde começa o poder e onde acaba a subjugação...

 

PS-Em Angra prossegue a festa. Mesmo depois da chuva de ontem e do cancelamento europeu de Martinho da Vila. Mas quem disse que há crise? Já sei, nunca vieram cá em junho...estas gentes de vistas curtas.

publicado por MSA às 13:35
link do post | comentar | favorito

Missão cumprida!

No primeiro troço da prova...

Foto: Ricardo Laureano

Marco Veredas e Miguel Azevedo terminaram o Rali Sprint Sanjoaninas'2011 na 3ª posição da geral, sendo os segundos da Formula 3, numa prestação que fez a equipa subir à 2ª posição geral da tabela da Taça de Ralis Além Mar do Grupo Central, competição onde comandam ainda as duas rodas motrizes.

Para o piloto do Citroen Saxo Cup a prova foi corrida "a um ritmo muito elevado, e desde cedo vimos que para andar mais acima teria de se arriscar muito, pelo que, com o terceiro lugar garantido, não teria lógica pôr em risco uma posição excelente para as nossas contas", explicou.

A dupla ainda esteve em segundo até meio do rali, altura em que Cláudio Bettencourt recuperou dos furos iniciais no Mitsubishi pelo que, na parte da tarde, "andamos num ritmo vivo, mas com uma margem de segurança grande", disse Veredas, acentuando que "para a taça cumprimos o que tinhamos previsto".

O piloto recordou que, "este ano, assumimos um projecto que inclui a taça e os dois ralis de cá (Terceira) para o campeonato dos Açores, mas estamos a preparar um Mitsubishi (EVO7) e isso limita o orçamento, pelo que não podiamos mesmo exigir mais desta prova", concluiu.

(Nota de Imprensa)

 

- Reportagem "a UNIÃO"/Formula Rali AQUI

 

publicado por MSA às 11:53
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 18 de Junho de 2011

Prontos para o rali!

Vamos tentar dar o nosso melhor...até mais logo, na estrada!

Foto: António Bettencourt

publicado por MSA às 02:17
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 17 de Junho de 2011

Faz de Conta - A estreia...

A estreia da nova banda terceirense é hoje à noite...

publicado por MSA às 10:07
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Faz de Conta - Estúpido Humano

publicado por MSA às 10:06
link do post | comentar | favorito

As festas na estação pública...

Transmissões e programação das festas no canal público de rádio e tv...

publicado por MSA às 09:50
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 16 de Junho de 2011

"Menina do OlhO" nas Sanjoaninas 2011...

Ricardo Laureano expõe nas Sanjoaninas 2011...

Menina do OlhO” é o título da exposição que o fotógrafo terceirense Ricardo Laureano apresenta a partir de amanhã (dia 17) na Delegação do Turismo de Angra do Heroísmo (Rua Direita).
 
A mostra integra-se no programa das festas Sanjoaninas 2011 e revisita a criação do conhecido artista nos últimos tempos.
 
Ricardo Laureano nasceu na cidade-património, a 26 de dezembro de 1966, e desde cedo revelou interesse para a fotografia, sendo que os ralis e os automóveis foram o mote para uma iniciação em que a originalidade e a dedicação logo se mostraram.
 
No final da década de 1970 a fotografia desportiva e os ralis fizeram-no criar a etiqueta “RL photo” e, desde então, foram milhares os “clicks” em torno dessa temática.
 
A evolução levou a sua objectiva a ir também aprendendo outros tons e a relativizar “as paisagens, os lugares, as pessoas e as emoções… afinal tudo estava lá”, refere o fotógrafo.
 
“RL”, como é conhecido passou então a querer absorver estados de espírito através da imagem, passando ainda o grafismo a ser outra das suas várias actividades, e sendo autor de vários logótipos comerciais e decorações para viaturas de competição.
 
“A ruralidade e o urbano, a nostalgia e o amanhã fundem-se em visões sentidas, talvez por que esta “Menina do OlhO”, que a cidade de Angra recebe em tempo de festa, traduz também a eterna meninice de quem vê por bem a vida…com os olhos fitados no momento, e a constante vontade de o poder recordar”, refere o texto de apresentação da mostra.

publicado por MSA às 12:04
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 15 de Junho de 2011

Pet Shop Boys - Go West

publicado por MSA às 03:14
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 13 de Junho de 2011

Realidades festivas...

Pois é...a efectiva preocupação popular...

publicado por MSA às 20:53
link do post | comentar | favorito

Um quiosque "moderno"

O novo quoisque, em repouso para o muito uso que vai ter...

Foto: António Araújo/D.I.

 

Está em funções há cerca de uma semana o novo quiosque de apoio à esplanada da Praça Velha, a sala de visitas de Angra do Heroísmo, uma cidade classificada pela "Unesco" como património mundial da humanidade, distinção que - aliás - apenas incomoda a grande maioria da sua população pelas limitações que impõe às poucas dúzias de resistentes moradores no centro histórico da velha urbe. Nem duvido que uma grande percentagem dos angrenses não faça a mínima ideia do que subsistiu na classificação referida mas, asseguro, muitos deles preferiam que Angra fosse capital do tremoço, integrante da rede mundial dos municípios com cerveja à borla, ou mesmo que fizesse parte de um roteiro internacional de coisas modernas…muito modernas, mesmo. Pois pensarão que é na modernidade que assenta o desenvolvimento, mesmo que a única coisa que destaque esta das demais cidades do país - que, já agora, é um falido Portugal, mas também cheio de prosápia... – seja o seu papel fundamental da época das descobertas quando, sem porto certo ou seguro, os portugueses podiam gastar pelo mundo sem preocupações. Esta longa introdução serve apenas para constatar um facto, mas este agora assente na minha opinião pessoal. Eu, que sou apenas um munícipe que, por exemplo, não compreende que a dita e redita classificação internacional não esteja plasmada em tudo que diga respeito à cidade. Daí a minha certeza de que as outras distinções aqui avançadas teriam melhor aceitação local…

Gosto da recuperação que foi levada a cabo na Praça Velha. À primeira vista estamos perante uma calçada reposta nas devidas condições; a um alinhar do mobiliário urbano existente – que, felizmente, prevaleceu sob a cortina de críticas pela sua antiguidade…ó pecado infame! – feito com gosto; a uma correcta opção nas árvores colocadas e na forma elegante que as mesmas parecem ostentar; assim como aplaudo a decisão de aumentar o passeio em frente aos paços do concelho, numa forma clara de valorizar ainda mais um edifício bonito e que nos devia a todos orgulhar. Ou seja, parecem reunidos todos os predicados para que a Praça Velha ostente a pompa e circunstância de ser o núcleo de uma cidade que, mesmo que não queiram, tem história, alma e estética próprias. Mau grado a implementação de um quiosque – bem sei, é um pormenor mas está lá e ocupa mais espaço que os bancos e as árvores juntas – “acaixotado”, que em nada beneficia a paisagem urbana presente e que, justiça lhe seja feita, bem ficava no Porto das Pipas se houvesse bilhetes dos barcos para vender. A passos largos para o início das festas da cidade, asseguro que vou olhar para o estático benfeitor da modernidade angrense – cidade cultural onde se continuam a agrafar cartazes de eventos em painéis de madeira encostados às paredes… - como se eu próprio visitasse a cidade pela época do São João. Ou seja, na esperança vã de que “pode ser que tirem aquilo dali quando acabarem as festas”…

 

publicado por MSA às 19:59
link do post | comentar | favorito

Por isso eu corro demais (antes & depois)...

publicado por MSA às 11:53
link do post | comentar | favorito
Sábado, 11 de Junho de 2011

A banda mais bonita da cidade - Cantiga de dar tchau

publicado por MSA às 04:38
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 9 de Junho de 2011

Porto Martins/Contendas (Som Onboard)

Na curva do Farol das Contendas...

Foto: Rodrigo Bento

A pouco mais de uma semana do Rali Sprint das Sanjoaninas, aqui ficam alguns momentos de emoção no interior do Citroen Saxo Cup da "MV Sport".

Trata-se do som "onboard" com as notas de andamento do troço Porto Martins/Contendas, a 8ªPE do último Rali Sical, onde a dupla Marco Veredas/Miguel Azevedo fez o 7º tempo à geral (3º da F3), com 3m57,0.

Faça de conta que está dentro do carro francês e tente visualizar este carismático percurso dos ralis terceirenses. É este o nosso desafio.

Até para a semana! Vemo-nos na estrada!

 

 

O mapa da classificativa...

 

publicado por MSA às 11:51
link do post | comentar | favorito

Exposição e originalidade.

Depois de São Miguel, a mostra veio até à Terceira...

publicado por MSA às 11:49
link do post | comentar | favorito

Faz de Conta (Convite)

A apresentação de mais um projecto pela música original...

publicado por MSA às 03:11
link do post | comentar | favorito

Entrevista: Agostinho Leão...

“Fazer música é uma necessidade saudável…”

 Agostinho Leão, o músico da nossa entrevista...

-Miguel de Sousa Azevedo - "a UNIÃO"

-Fotos: Miguel Bettencourt

Aos 35 anos, Agostinho Leão é o rosto e a voz de mais um projecto onde a música original e cantada em português são motes de eleição: Faz de Conta. Sociólogo de profissão, leva quase duas décadas de actividade musical e revela-nos “uma necessidade saudável de compor, exactamente como um hobbie, e de dar ocasionalmente a conhecer essas composições. Há quem goste de correr ou de jogar ténis, eu gosto de fazer música e de tocar”, confessa-nos, partilhando que este novo projecto “surgiu de uma base construída por mim, uma ideia inicial depois trabalhada pelo Raul (Cardoso). Entrámos em estúdio, e o Raul partiu para toda a produção, então já com a companhia de dois músicos convidados (João Mendes e Miguel Soares), que também deram o seu cunho pessoal a uma linha já concebida, inicialmente num projecto individual, mas que resultou neste trabalho de grupo”, refere.

Os mais atentos às andanças da música local reconhecem a persistência de Agostinho Leão. Mentor de bandas como os saudosos “Os Sobredotados”, passando depois por experiências como “Malucos, Malucos” e até pelo universo académico com “Os Tunídeos”. Com o som dos “Goma” ainda bem no ouvido das gentes, o músico temia “estar muito tempo sem criar, dadas as impossibilidades de alguns elementos da banda para uma situação mais regular”, daí que optou por “avançar para outra coisa, coincidindo depois o convite a mais dois músicos e, no caso de um deles – Miguel Soares -, por se dar oportunidade a novas roupagens e gravações de maior qualidade de dois temos da nossa banda original (Os Sobredotados), no caso “Santa Maria” e o “Rap da Ribeira Seca”, uma música que já teve várias versões. Era um pedido, presumo que saudosista, de algumas pessoas e agora podemos ouvi-las noutras condições”, explica.

O álbum - com dez faixas - que mais logo todos poderão conhecer apresenta cuidados técnicos que não passam ao lado de um ouvido mais atento, mostrando também que “vamos passar o mais possível para o palco a produção do disco, pela primeira vez com um sampler a tocar em cima da nossa música, marcando uma batida e introduzindo as novas tecnologias nas actuações”, diz o “frontman” da formação que afirma essa “como uma valência, mas também uma dificuldade acrescida, pois as limitações financeiras são um obstáculo a trabalhar melhor essa vertente”.

Por via dessas novas tecnologias também já muita gente registou as nuances da nova banda, uma verdade “que pode criar expectativas, mas que será sempre uma vantagem para nós, pois há um conhecimento do nosso som e isso obriga-nos a minimizar as falhas, o que espero seja possível”.

Num álbum onde há “um desabafo social, que penso se estende a muita gente que não diz o que pensa”, Agostinho Leão assume “o toque mais directo das letras à observação que faço de várias coisas. Essencialmente um alerta e uma constatação”, esclarece.

O vocalista retrata os seus colegas de palco como “verdadeiros músicos, sendo que dois deles – o Raul e o João – o fazem profissionalmente. O Raul é um músico por inteiro, uma pessoa que respira música, e penso que o mesmo se passa com o João Mendes. No caso do Miguel Soares é um músico já experiente, que penso só não teve mais envolvimento por opção. São muito criativos e, felizmente, entendemo-nos bem na forma de criar este projecto”, regista.

Inevitável, quando se fala de um projecto de música original, é tentar encontrar as influências no som produzido mas, “é tudo gente que já tocou tipos muito variados de música”, diz-nos logo o nosso interlocutor, para quem “tem acontecido, já depois de ser conhecida uma música, ir pelas vozes dos outras encontrar semelhanças ou colagens, que nem foram pensada”, confessa, esperando “a maior adesão possível a um projecto que não foi feito para vender, mas que gostaríamos de levar o mais longe possível”, concluiu.

 Faz de Conta, um novo projecto musical...

PS - Agostinho Leão é, para além de um amigo de longa data, um companheiro possuidor de um espírito criador, curioso e crítico por natureza. Neste mundo das criações, cada vez melhor o compreendo, citando mesmo que – da música que dá nome a este novo projecto – “Faz de conta que hoje é ontem, tens de acreditar. Faz de conta que é contigo que estão a falar…”. Pois é, amigo. Às vezes parece mesmo...


 

Faz de Conta é um projecto nascido em Janeiro deste ano, a partir de uma ideia inicial de Agostinho Leão (guitarra acústica e voz) e de Raul Cardoso (baixo, programação e coros), aos quais se juntaram os músicos João Mendes (guitarra e coros) e Miguel Soares (bateria). Com uma sonoridade pop/rock, apostam num reportório original e cantado em português.

O primeiro trabalho da banda, intitulado Faz de Conta, estará disponível esta noite, numa festa de lançamento no Bar A Estiva - Porto das Pipas -, a partir das 23 Horas, sendo posteriormente apresentado ao vivo - dia 17 de Junho -nas Festas Sanjoaninas 2011.

Faz de Conta, apresenta oito temas originais e dois da banda terceirense dos anos 90 - Os Sobredotados - da qual são fundadores Agostinho Leão e Miguel Soares. O álbum foi gravado, produzido e masterizado por Raul Cardoso no “Stupid Bear Estúdio” em Angra do Heroísmo de Janeiro a Abril de 2011. A banda está online em www.projectofazdeconta.blogspot.com

 

Espectáculos:

17 Junho - Sanjoaninas 2011 - Angra do Heroísmo – 21h00

23 Julho - Bar A Estiva - Angra do Heroísmo – 23h00

26 Agosto – Festival Azure – São Brás - Praia da Vitória – 02h30

publicado por MSA às 01:12
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 8 de Junho de 2011

Angra Rock quase aí...

Novas propostas do rock açoriano, em Angra...

publicado por MSA às 15:56
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 7 de Junho de 2011

Cinema português...

Cinema português e actual...

publicado por MSA às 18:25
link do post | comentar | favorito

Olhar em frente! (c/som)

Portugal precisa de ser unido e forte...

 

 

Os resultados eleitorais de domingo foram claros e inequívocos. Portugal reclamava uma mudança e a estagnação enganadora de Sócrates apenas ameaçava continuar a fazer vítimas, perante o estado de irrealidade governativa a que o engenheiro dominical nos foi sujeitando. Assim numa espécie de limbo financeiro que, a páginas tantas, fez cair a lusa pátria ao tapete, já sem emenda ou ar para respirar sem assistência. Mesmo com nova taxa de abstenção assustadora, e já a merecer um trato diferente, pois não há mesmo vontade massiva de pela via política mudar o estado das coisas, o não-voto penalizador no PS galvanizou a vitória de Pedro Passos Coelho e do PSD, afinal ninguém se esqueceu das verdades incómodas que o líder laranja foi avançando ao longo da campanha. Numa percepção pessoal, quase pensei que Passos Coelho poderia perder a disputa, pela simples razão de dar voz ao que todos pensamos, mas que ninguém em combate político puro e duro se arriscaria a dizer. Ele fê-lo, e venceu destacado.

A esmagadora maioria do país assinou por baixo de uma postura mais moderada que o habitual, uma parte dos portugueses ainda acreditou que a continuação do já referido limbo serviria os intentos, não de Portugal, mas de algumas clientelas identificadas. Afinal, tal como nos Açores, também por esse Portugal fora há casos e casos que não se comentam, de que não se pode falar, cujos contornos nos entram pela retina, mas se dissipam no dia-a-dia e, como na noite eleitoral se comprovou, perguntar por eles é mau. Motiva apupos, reclamações, impropérios e acusações de perseguição politica e pessoal. Como se não fosse esse o drama diário de tanto trabalhador que já ousou querer gozar de independência ou voz própria. Mas adiante, pois bem diz o título destas linhas, o desafio agora é saber se os valorosos portugueses – os tais dos oito séculos de histórias, conquistas e golos à Eusébio e à Ronaldo… - são capazes de trabalhar para pagar o que devem. Sem aludir ao humorista Nílton, é disso que se trata. Portugal é um caloteiro internacional. Veste bem, anda em bons carros e compra tudo fora. Nem trata bem os seus empregados, gere-se numa folha de papel interminável, onde as despesas ultrapassam em muitos os proveitos. E acomoda-se também, tão rápido como um raio…o mesmo raio com que se queixa da mínima contrariedade, mas que se trava quando é preciso um esforço ou uma vontade geral para agir. Portugal não age, mas esbanja. É essa a imagem que existe, a realidade que se vive, as condições que urgem ser combatidas.

Numa medianamente conseguida extrapolação eleitoral para o círculo açoriano, e não me convençam do contrário assim com areia nos olhos claros a ferir a vista, houve também uma mensagem clara de protesto. Um protesto maioritariamente nacional, mas que tem um reflexo interno grande. Que penaliza a postura balofa com que a tutela rosa se arrisca a só saber governar por mais um ano, afinal a acomodação serve em qualquer roupagem. Se não houvesse essa leitura também regional, não teria havido a mobilização em peso de todo o executivo socialista para apoiar os seus candidatos, com a base forte da presença máxima de um líder regional que não se sabe o que vai ser daqui a uns tempos…e que correm céleres. Ou isso, ou bem o nosso presidente do governo se teria escusado a fazer aquelas contas com os saquinhos de amendoins nos toiros…

 

publicado por MSA às 00:28
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 6 de Junho de 2011

Uma canção para a Beatriz...

Desta vez a fazer figas, a nossa Beatriz voltou a vencer o Festival "Sol Menor". Está cada vez mais cantora a minha querida afilhadita.

Beijinhos, Beatriz. E parabéns...

publicado por MSA às 10:23
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 5 de Junho de 2011

Primeiro-Ministro...

Pedro Passos Coelho será o novo primeiro-ministro de Portugal...

publicado por MSA às 21:25
link do post | comentar | favorito

Terceira no Campo Pequeno...

publicado por MSA às 19:58
link do post | comentar | favorito

Um poema. Um presente.

Poema sentido ao forcado da nossa terra...

Tendo como base um poema meu - já com uns aninhos -, que bem se viu envolvido pelo grafismo elaborado em bom gosto do Francisco Veloso, aqui fica o quadro que oferecemos ontem aos nossos amigos Sofia e Marquinho. Muitas e muitas felicidades para eles...


POEMA AO FORCADO DA TERCEIRA
Porto, Domingo de Páscoa de 2002


a ti, Forcado, que sonhas
a pega
no Orvalho da Vida...

a ti, Terceira, que crias
estes filhos
na sede de juntar
amores à tradição...

No redondel de hortenses
húmidas de amizade
se fez união à unha
juntando valores à cunha
de um misto de coragem e saudade

valorosos espíritos de dádiva
movimentaram gentes aos anos
saudaram aos céus o corpo
aguardando palmas em flor
brindando à alma sem dor...

num respirar alentado
pela terra da lava dos dias
se furtam aos ferros da sorte
se alheiam da vida e da morte...

e pegam um rival amado e vivo
numa luta, que nossa,
possui a nostalgia do sentir de ilhéus
de crentes num viver
de cor, festa, e alegria ao próximo.

a ti, Forcado, te peço
leva longe esta gente ao mar
prevalece em ti o gostar
de um modo rico e agrado
de viver sentido e amado

de pegar o toiro da vida à terra,
dá a volta à praça do orgulho,
que te damos em mãos postas,
por nós, por ti, de pé
tão só...Olé!

publicado por MSA às 19:37
link do post | comentar | favorito
Sábado, 4 de Junho de 2011

Pois, é melhor mesmo...

Ah, boca(s) santa(s)!...

in "a UNIÃO" .

publicado por MSA às 03:46
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 3 de Junho de 2011

Lugar à canção infantil...

Amanhã, na Praia da Vitória...

publicado por MSA às 23:51
link do post | comentar | favorito

Reflexão...

Uma nova distribuição espera a Assembleia da República...

A menos de quatro horas de se iniciar o dia de reflexão para mais um acto eleitoral em Portugal - será o quinto em dois anos... -, decidi-me por aqui deixar algumas linhas - poucas, contudo... - sobre a escolha em causa e o conturbado momento do nosso país e da nossa região. Sim, que a cosmética cor-de-rosa que nos impingem olhos dentro diariamente só engana quem quiser mesmo ser enganado...

A campanha eleitoral, que há uns dias considerei esgotada ainda em fase de pré-campanha, foi a mais mediática de sempre, com debates a toda a hora, com comentários de minuto a minuto, com sondagens à velocidade de um fuso mas, e penso que será uma opinião geral, também plena na ausência de ideias e soluções, afinal estamos a falar de gerir uma pátria falida, bem ao jeito dos trespasses com clientela fixa cujos anúncios aparecem amiúde nos jornais. Em Portugal há uma clientela fixa, de facto, que rapina o erário público todos os dias, enquanto o poder instituído se alonga por tantas ramas e caudais que, verdadeiramente, nem se sabe onde começa e onde acaba o Estado.

Poderia assim, para além de partilhar a minha opinião pessoal sobre os candidatos a jogo, no caso os mais visíveis e que se alcandoram a primeiro-ministro, ou mesmo os cabeças de lista pela região que, verdade seja, precisa de vozes activas em Lisboa, coisa que a espaços nem acontece (neste preciso minuto confirmo mais uma tentativa de campanha dissimulada em programa de apoio, com o governo regional a abanar nova mão-cheia de notas aos empresários, mesmo se estes abem que uns são filhos e outro enteados…), apelar ao voto num deles. Mas nem foi essa a opção. Preferi uma citação, clara como as que se devem fazer, afinal indicam que também pensamos o mesmo, mas não fomos capazes de o escrever. Dou por isso voz ao filósofo Karl Popper, e a uma tirada de acerto e vontade: “A grande vantagem da Democracia não está só no direito do povo de escolher aqueles por quem quer ser governado, mas também no direito do povo de, por via pacífica, eleitoral, mandar embora aqueles por quem não quer continuar a ser governado”.

publicado por MSA às 21:13
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 2 de Junho de 2011

Terceira Basket Campeão!

A festa de ontem, em Barcelos...

Foto: Cláudio Gomes

 

Depois de vencer (61-68) a partida decisiva de ontem à noite, frente à favorita formação do Barcelos no norte do país, o Terceira Basket logrou alcançar o título de campeão nacional da Proliga de basquetebol 2010/11, um feito tão mais importante por se tratar de uma jovem equipa - com meia dúzia de anos de actividade -, e que na fase regular da competição tinha conseguido apenas a sexta posição da tabela.

Repetindo um desiderato semelhante ao do Lusitânia da pretérita temporada, é tempo de dar os parabéns aos jogadores da terra dos bravos, mormente com um abraço especial ao seu treinador, Rui Fonseca, que se viu com a equipa nas mãos há poucos meses, e que soube suprimir carências de forma eficaz, motivando sempre o grupo, num crescimento que se foi verificando até ao último minuto da derradeira partida. De parabéns está também toda a massa dirigente da nóvel formação, que tem sabido gerí-la com o rigor possível destes tempos conturbados e desta realidade desportiva regional onde ao surrealismo se vão sobrepondo os títulos...

 

Para marcar a data, aqui fica a peça desta manhã - na Antena 1/Açores - relatando o feito com as declarações do treinador campeão (mais um da ilha Terceira). Parabéns, Rui! 

 

publicado por MSA às 11:36
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 1 de Junho de 2011

Terceira pode ser campeão...

A equipa de Rui Fonseca já está na Liga, mas...

Foto: Rodrigo Bento/D.I.

 

O Terceira Basket e o Barcelos vão decidir esta noite (pelas 20h00, naquela cidade nortenha) quem será o vencedor da Proliga de Basquetebol 2010/11. Empatadas a duas vitórias, as formações jogam assim a "negra", tendo ambas já assegurado a presença no campeonato da Liga Portuguesa para a próxima temporada.
Pelas bandas do Terceira Basket, sem dúvida uma equipa que foi crescendo com a época, a confiança é plena, e pode bem exprimir-se pelos recentes desempenhos em casa, após duas derrotas fora com os homens de Barcelos, novamente a provar que os orientados por Rui Fonseca se conseguem superar quando sob pressão. Foi assim em quase toda a temporada, foi assim na dsputa local com o AngraBasket, esperemos que assim seja logo à noite em Barcelos.

Depois do Lusitânia ter ganho a Proliga na época passada, desígnio que garantiu a sua subida e a posterior permanência no escalão máximo da modalidade, a nossa ilha terá agora dois inéditos representantes naquela competição. Muitos dirão que é demais, outros afirmarão que é prova de uma política desportiva de esmero, eu alinho pelo meio. Pondo mesmo em causa a subsídio-dependência de todas essas formações e o real valor que cada presença em alta competição traz aos Açores.

Mas com isso posto de lado por hoje, acredito que o meu amigo Rui Fonseca não se irá dar por vencido, motivando sempre os seus jogadores, rumo a um título que nos orgulhará. Assim o espero, e daqui segue o desejo pleno de muita sorte e de um grande jogo por terras de Gil Vicente... Força, Terceira!

publicado por MSA às 12:11
link do post | comentar | favorito

Pois, realmente...

Mais um Bartoon em cima do acontecimento...

 

"Bartoon" (Luís Afonso), in "Público" .

publicado por MSA às 11:04
link do post | comentar | favorito

Para quem vai votar...ou não

publicado por MSA às 10:38
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

.Junho 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
20
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. O Rali das festas!

. Até sempre, Toni Ortins.

. WTCC em Vila Real.

. Lendas dos Ralis.

. Feira de São João 2017

. Os Quatro e Meia - Sentir...

. Sanjoaninas 2017 - Palcos

. Dias de Festa

. Ajudar quem precisa... (R...

. Sanjoaninas à porta!

.arquivos

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

.quem cá passa

Contador de visitas

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds