Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

PORTO DAS PIPAS

miguel de sousa azevedo - açores

PORTO DAS PIPAS

miguel de sousa azevedo - açores

30.Nov.09

S. C. Angrense completa 80 anos.

O Sport Clube Angrense comemora amanhã oito décadas de existência...

Em termos clubísticos, e referindo como universo os Açores, nunca escondi que a minha preferência sempre foi o Sport Clube Lusitânia, filial terceirense do Sporting Clube de Portugal e, sem dúvida, o emblema regional com mais história e carisma, por muito que os localismos e os governos o queiram contrariar. O certo é que simpatizo imenso com o arqui-rival dos leões da Rua da Sé, o Sport Clube Angrense, que amanhã comemora em festa mais um aniversário, uma capacidade que, por muito clubismo que haja, o Lusitânia actual não conseguirá fazer face à corrente crise directiva e financeira, com os associados a estarem muito distantes de um clube envolto em duvidosas questões.

Para os lados da Rua de São João, e de forma a festejar os seus 80 anos de existência, o Sport Clube Angrense preparou o seguinte programa.

 

08h00-Alvorada e hastear da bandeira

09h30-Missa em memória dos atletas e associados falecidos (Sé de Angra)

10h00-Concentração dos atletas no Municipal de Angra

10h30-Futebol de 7 - Camadas Jovens (Angrense, Lajense e Lusitânia)

12h00-Lanche com os atletas participantes no torneio

15h00-Jogo Angrense/Barreiro - 1ª eliminatória Taça Ilha Terceira

19h30-Jantar comemorativo do 80º aniversário do clube, com a presença do ex-internacional Pedro "Pauleta", sendo orador da sessão o apresentador e argumentista Luís Filipe Borges.


 

30.Nov.09

Mais uma aventura em África...

Leandro Rosado vai novamente passar fronteiras...

Foto: Luís Brum (Bagos d'Uva)

 

Leandro Rosado é um dos pilotos de todo-o-terreno com mais saídas da região rumo a outras paragens. Homem das primeiras horas dos ralis do Terceira Automóvel Clube, descobriu os jipes e as canadas já um pouco tarde, mas logo recuperou o tempo perdido e, das provas na ilha natal para o mundo, “foi um salto, depois do meu amigo Virgínio Carvalho me ter despertado para estas andanças”, mas sempre com a vontade presente “de conhecer sítios novos, de viver novas experiências, juntando isso à condução de um jipe e aos desafios que as diferentes provas têm proporcionado”, afirma. Já andou por terras da Tunísia, de Marrocos, da Mauritânia, já foi até ao Cabo Norte e correu o Rali dos Sertões no Brasil, sendo um ponto alto a chegada a Dakar – assim como a viagem de reresso à Europa-, acompanhando Vítor Hugo Carvalho, numa longa caminhada de assistência ao filho Nuno, quando este completou o Lisboa/Dakar ao lado de Carlos Martins, em 2006. De toda uma série de experiências, Leandro Rosado guarda imagens e recordações, “o convívio, as paisagens, o silêncio e os enormes contrastes são coisas que me atraem em Afríca”, um continente que já conhecera “durante cerca de dois anos da guerra colonial”. Desta feita apostado em cumprir de novo o “Sahara Aventura”, e numa altura em que “nunca ter feito um rali ao volante” será uma falha breve no currículo, resta-nos desejar uma boa viagem ao companheiro Leandro. E aos que, com ele, vão arrancar para centenas de quilómetros corridos onde o elemento natureza costuma falar mais alto…

 

30.Nov.09

Terceirenses a caminho de Marrocos

Gil de Sousa, numa imagem lindíssima captada durante a prova de 2006...

Foto: Direitos Reservados.

 

São quatro jipes, formando duas equipas (Açores 4x4 e Arte e Aventura/Açores II), que se vão pôr a caminho esta semana rumo ao continente africano para disputar a edição 2009 do “Sahara Aventura”, exactamente a que comemora os dez anos do evento. Será quase uma semana de desafios, com as duplas da ilha lilás a contrastarem na experiência, mas unidas na vontade de vencer a parada das dunas e dos “way-points”. Os seus objectivos foram dados a conhecer à nossa reportagem:
 
-Leandro Rosado/Filipe Rocha (Toyota Land Cruiser)
-Gil de Sousa/Antão Caçador (Nissan Navara)
 
O Toyota branco junta duas gerações de directores de prova dos ralis do TAC, numa dupla que já participou noutros eventos. O piloto assegura que “vamos com a habitual disposição, sempre cientes das dificuldades que estas provas têm, mas mantemos a esperança de melhorar as prestações de outros anos em outro tipo de eventos, e mesmo neste Sahara Aventura que, na décima edição, promete ser o melhor de sempre”, assegura Leandro Rosado.
Para Gil de Sousa, cujo BJ 40 laranja deixou na memória dos participantes do evento em 2006 bonitas imagens, será uma oportunidade para “conhecer mais sobre terrenos onde nem sempre a nossa equipa teve sorte, faltando aquela pontinha para uma boa classificação, pois temos andado sempre em posições cimeiras”. Conhecido como piloto de ralis, embora semi-retirado, Gil de Sousa vai utilizar uma Nissan Navara “que foi preparada com todos os pormenores, estando agora na M-Trucks a receber os últimos acabamentos”. A pick-up ficará com uma potência a rondar os 225 cavalos “que será bem útil nas zonas de dunas e grandes inclinações”, diz o piloto.
 
-António Ventura/José Ponte (Land Rover Defender)
-Tiago Valadão/Fábio Valadão (Land Rover Defender)
 
Para o mais vitorioso piloto do TT local a grande expectativa é “saber qual será o nosso desempenho na areia”, diz António Ventura, que nunca escondeu ser esse “um grande desejo, ir a África era um objectivo que agora se vai realizar”, sendo que “a questão da navegação não nos preocupa por aí além, mas sim a reacção ao terreno, às condições, e mesmo ver se os nossos carros se portam bem, dado que vai ser sempre uma estreia”, diz o homem que vai guiar o Land Rover azul escuro com que já dominou algumas temporadas terceirenses.
Os irmãos Valadão também não vão “às cegas” para África, mas Fábio – que estará no lado direito -, diz que este “era um sonho antigo, e que se foi delineando durante este ano, mesmo se em algumas alturas nos pareceu difícil de concretizar, mas fez-se o que se pôde e os jipes estão nas melhores condições possíveis”, adiantou.
Para o navegador do Defender vermelho, os apoios conseguidos foram também “uma parte importante para montar a nossa equipa”, sendo que “está ainda em apreciação o nosso pedido junto aos responsáveis pelo turismo da região mas, com ou sem apoio, a palavra Açores vai à mesma nos jipes”, afirmou.
 
O que é o “Sahara Aventura”?
 
Simplesmente 5 etapas de navegação através dos desertos do Atlas e do Sahara, que se irão correr de 6 a 11 de Dezembro, tratando-se do maior evento europeu de navegação realizado em solo marroquino, e onde apenas é permitida a utilização do GPS “Garmin Etrex” (obrigatório aliás, e um por veiculo) fornecido pela organização. Nesta edição comemorativa do décimo aniversário, a prova vai levar os participantes aos locais considerados como “os mais bonitos das últimas nove edições”, isto segundo a opinião de diversos antigos concorrentes, considerando que será “imperdível esta década de emoções servidas à la carte, e de uma só vez”, diz uma nota de imprensa. Quanto a novidades, “uma pequena etapa nocturna, duas de areia em dias alternados e um bivouac (acampamento no deserto) de luxo, arrastarão a caravana ao imaginário das mil e uma noites”, continua a sugestiva informação. Para mais pormenores, para apreciar bonitas fotos das nove anteriores edições, e para acompanhar a deste ano basta clicar aqui. Vão ver que vale a pena!

 

27.Nov.09

Dia de rali no Pico!

O cartaz do Rali de Inverno, que se inicia hoje nas Lajes do Pico...

Hoje está um bonito dia de sol, daqueles de Inverno mas em que o frio contrasta com uma luminosidade brutal. Em linguagem futebolística dir-se-ia "um dia excelente para a prática da modalidade", e que bem se pode estender aos ralis, sendo que ao final da tarde já estarei na bonita ilha do Pico, para aferir as andanças do Rali de Inverno.

A bonita Vila das Lajes é desta feita o palco escolhido para um certame corrido em pisos de terra, mas que se inicia nas ruas daquela pacata localidade baleeira.

A prova do PAC fecha a temporada local, em que Fernando Meneses já assegurou o título de campeão. A antevisão da prova pode ser lida aqui.


 

Pág. 1/7