Miguel Sousa Azevedo

Create Your Badge
Sábado, 31 de Outubro de 2009

Ligações.

Quase todos os dias acrescento ligações (ou links...) a este meu/nosso espaço, conforme podem aferir no crescimento da coluna que alberga as "embarcações em viagem".

Se bem que seja o próprio portal do "Sapo" a dar habitualmente sugestões de novos ou actualizados blogues, várias vezes anoto um endereço ou guardo no telemóvel uma referência recém-chegada a um universo que, para já, se fica por títulos em português. Sinceramente, por vezes não incluo alguns dos espaços visitados, mormente por ver que o seu conteúdo não justificará nova visita. Assim como me recuso a aqui dar guarida a espaços manifestamente apoiantes (ou meramente fanáticos...) de uma certa equipa que tem ganho montes de jogos da Liga Sagres e que vai marcando golos aos desbarato...


 

publicado por MSA às 15:04
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Cartaz.

"Evolucionismo: Darwin e os Açores", teorias para confrontar, hoje na Praia da Vitória...

publicado por MSA às 09:20
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 30 de Outubro de 2009

Imagem.

Gilberto Madaíl e Angel María Villar apresentam o logotipo da candidatura ibérica ao Mundial de Futebol 2018-2022...

publicado por MSA às 18:53
link do post | comentar | favorito

Outono Vivo 2009.

A edição deste ano do "Outono Vivo" começa hoje, na Praia da Vitória...

Consultar o programa aqui .

publicado por MSA às 10:17
link do post | comentar | favorito

Dos troços para o sintético…pela 2ª vez!

Mais um "grande" acontecimento social e desportivo em vista...!

No próximo dia 7 de Novembro entra em campo a segunda edição do Mini-Torneio de Futebol “A Bola, os Carros e o Convívio”, uma organização novamente a cargo da Auto Avelino Sport que, em colaboração com o Terceira Automóvel Clube e o Team Praia da Vitória, e contando com o apoio da cerveja “Sagres”, voltará a proporcionar momentos de diversão, juntando os nomes que, ano após ano, formam a realidade dos ralis na Terceira. O evento, segundo os promotores, “não é mais do que uma grande festa de convívio e amizade entre pilotos, mecânicos, organizadores, comunicação social e patrocinadores dos ralis terceirenses, e que bem demonstra o ambiente saudável que existe e que deve reinar entre todos”, refere Nuno Rocha.

Nesta segunda edição do torneio “a grande novidade será a participação de mais uma equipa do TAC, o que eleva para quatro o número de candidatos a disputar o troféu” que, recorde-se, foi alcançado o ano passado, e sem margem para dúvidas, pela turma da Auto Avelino Sport. Desta feita Gerardo Rosa vai escalar os atletas para as formações 1 e 2 do TAC, cabendo a Olavo Esteves escolher os melhores artilheiros para o Team Praia da Vitória, e a “Mestre” Avelino Rocha defender com as armas mais eficazes o troféu conquistado em 2008.
Não se fechando aos participantes no terreno, os responsáveis pelo certame endereçam “um convite geral, a todos os que quiserem aparecer no campo de Futebol da Terra Chã, a partir da 13 horas (de 7 de Novembro), onde poderão assistir a um espectáculo que promete grandes emoções”, salientam.
Naturalmente a festa não se ficará pelo piso sintético onde a “redondinha” será melhor ou pior tratada, passando a função para um “inevitável” jantar de entrega de prémios, para o qual, avançam, “as inscrições estão abertas para o mesmo”. Assim, todos os interessados poderão contactar a organização da jornada através dos seguintes contactos:
 
Auto Avelino Sport
Nuno Rocha: 966302357 - nmlrocha@sapo.pt
Rui Rocha: 964543596

 

publicado por MSA às 00:28
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 29 de Outubro de 2009

Terceira com 246 touradas à corda em 2008.

Os números da tourada à corda em 2008 continuam a revelar uma enorme adesão...

Em 2008 a ilha Terceira foi palco para 246 touradas à corda, um número que revela um decréscimo em relação ao ano anterior (onde se registou o maior número de touradas dos últimos 14 anos), tendo-se realizarado menos 22 este ano, a maior parte delas não tradicionais. Em 2008 foram 268 as touradas à corda registadas.
Este ano, e entre 1 de Maio e 15 de Outubro, decorreram 112 touradas tradicionais e 134 touradas não tradicionais. Por concelhos, Angra do Heroísmo concentrou o maior número de eventos: 141 (66 touradas tradicionais e 75 não tradicionais). Na Praia da Vitória, ocorreram 105 touradas este ano (46 tradicionais e 59 não tradicionais).
Por freguesias, e em Angra, Ribeirinha (15), São Mateus (14) e Conceição e São Sebastião (ambas com 12 touradas) foram as que concentraram maior número de corridas nos seus arraiais. No lado contrário da tabela encontram-se as Doze Ribeiras, com apenas duas touradas dadas este ano.
Na Praia da Vitória, a freguesia de Santa Cruz foi palco de 34 touradas (sendo a que registou mais eventos, numa análise por freguesias).
Seguem-na a Vila das Lajes (13) e os Biscoitos (12). A freguesia do concelho da Praia que menos touradas deu foi a das Quatro Ribeiras, com três eventos.
O mês de Agosto concentrou o maior número de touradas à corda na ilha Terceira. Nos seus 31 dias, realizaram-se 58 touradas, mais uma do que as registadas em Setembro. Em Maio, decorreram 23, Junho e Julho concentraram 41 touradas cada um. Nos primeiros quinze dias de Outubro, registaram-se 26 touradas na ilha Terceira.
Por ganadarias (sendo que os números mostram apenas as corridas em que a ganadaria forneceu os quatro toiros), a maior fatia das 246 touradas à corda realizadas este ano na ilha foram dadas por Humberto Filipe (66).
A Casa Agrícola José Albino Fernandes forneceu toiros para 54 touradas; e os Herdeiros de Ezequiel Rodrigues foneceram 53 curros para os arraiais da Terceira. Por ordem decrescente no número de touradas corridas, Eliseu Gomes (25), Rego Botelho (15), João Quinteiro (12), Gabriel Ourique (nove), Francisco Sousa (cinco) e Manuel João (quatro) também correram toiros este ano.

 

Fonte: José Henrique Pimpão/Diário Insular.

publicado por MSA às 12:22
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 28 de Outubro de 2009

Atchins e dentições...no parlamento.

Artur Lima foi novamente protagonista no debate de ontem da ALRAA...

Sob o conturbado tema da Gripe A, o debate aqueceu, mormente até a um estado febril, no hemiciclo da Horta ontem à tarde. Artur Lima, o líder popular na região, atacou forte e feio a política regional de saúde - coisa que aliás faz habitualmente... -, desancando literalmente a acção do secretário regional do sector, que acusou mesmo de esconder casos da propalada patologia nos Açores. Parafraseando o próprio Artur Lima, em anteriores ocasiões, quase se poderia apelidar de "soez" o trilho verbal escolhido...

Este pequeno escrito alerta para duas fases da discussão, primeiro a que opôs Lima e Miguel Correia, com acusações mútuas de idiotioce, numa sempre agradável subida de nível da discussão parlamentar. Foi bom de ver e ouvir. E outra para a defesa acérrima ao sistema regional de saúde feita por um dos "vices" da bancada socialista, no caso o deputado Ricardo Cabral, curiosamente também ele médico-dentista, e que, justiça lhe seja feita, se inquietou para ler o que, presumo, alguém alinhavou para que propagasse aos grupos parlamentares da oposição. Bem sei que, em todas as legislaturas, há sempre deputados que se limitam a ler o que lhes ponham à frente, mesmo que a inabilidade para a oratória os denuncie ao primeiro parágrafo sobre a autoria do escrito, mas de um responsável de primeira linha da bancada rosa esperar-se-ia, no mínimo, um pouco mais.

Sobre o mesmo deputado, que nem conheço pessoalmente - e esperando que não veja nestas linhas qualquer tipo de ataque -, recordo um caricato episódio, numa apresentação pública a que assisti no papel de jornalista, quando o agora parlamentar era o responsável (e perdoem-me alguma falha na nomenclatura) pela Comissão Regional de Saúde Oral dos Açores. A dita apresentação versou o Boletim Individual de Saúde Oral, uma iniciativa dirigida às crianças açorianas em idade escolar e eis que, no powerpoint que explicava o funcionamento da iniciativa, a imagem abaixo foi uma das escolhidas para intercalar os quadros, causando naturalmente alguma risota numa das salas do Solar dos Remédios...:

Saddam Hussein, observado na cavidade oral após a sua captura, sem dúvida uma excelente escolha...

publicado por MSA às 16:21
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Cartaz.

A partir de amanhã, a Graciosa de novo sob os olhares mundiais do turismo subaquático...

publicado por MSA às 16:18
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 27 de Outubro de 2009

I Love Açores...

"I Love Açores", um portal que aposta no "open-source"...

Foi lançado este Domingo o website "I Love Azores", um portal disponível ao público em geral desde o dia 25 de Outubro, e que tem como objectivo criar a maior base de dados de informação geo-referenciada dos Açores, através da participação activa dos seus utilizadores, constituindo assim uma comunidade virtual e rede social focada na partilha de experiências, conhecimento, informação e conteúdos multimédia (fotos e vídeo) sobre locais e eventos no arquipélago.

Mais informações no texto de apresentação (avistado no "Contratempo"), e desde logo uma sugestão: Na visualização do site bem podia estar "Açores" em vez de "Azores", ficando essa alternativa apenas para o endereço do mesmo...

 

publicado por MSA às 13:48
link do post | comentar | favorito

WRC Wales Rally GB 2009 (Highlights)

publicado por MSA às 13:21
link do post | comentar | favorito

Circuito de Outono: A crónica "onboard"...

Sábado foi dia para assumir novamente a dupla identidade de navegador/jornalista...

Fotos: Ricardo Laureano (rlactividades@sapo.pt)

 

No passado sábado, e pela segunda vez, participei numa prova da taça de ralis Ilha Terceira, navegando o meu amigo Nuno Rosado, desta feita para uma estreia nos pisos de terra e tripulando o Peugeot 205 1.4, que simpaticamente nos foi cedido pelo Paulo Maciel, grande piloto e companheiro, que viria a ser o grande vencedor da jornada. Aliás, e sendo que há alguns meses este participação estava a ser “negociada”, mais do que fazer a prova, deu um gosto especial poder ajudar à vinda dos manos Maciel (Paulo e Duarte), que se fizeram acompanhar dos seus navegadores habituais, o Filipe Gouveia e o Tiago Silva, esse um velho amigo de outros tempos, com quem sempre sabe bem partilhar estas coisas dos ralis. Para além de terem sido eles os dominadores do Circuito de Outono, podemos concluir como muita positiva a nossa entrada em acção no escorregadio troço escolhido pelo Olavo Esteves para esta prova de Outono. Aliás, a ele também se deve a participação, que se repetirá em breve. Quanto à prova do “laranjinha” com o número 38 foi mais ou menos assim:

Na primeira passagem as coisas até correram bem...
Na sexta-feira foram cerca de 4 quilómetros apenas para ambientar o piloto à novidade de um carro com pneus de terra, sendo que deu para aferir a vivacidade do pequeno 205, dotado de uma boa suspensão e impecável de aparência, à boa maneira dos Maciel, que não deixam mal nenhum fotógrafo… No sábado de manhã era natural alguma ansiedade. Notas novas, com base no rascunho da Carla Rosado e (bem) aconselhadas pelo Fernando Meneses, troço a escorregar bastante, e uma primeira classificativa feita com cuidados, em ritmo solto, e com a terceira velocidade a não entrar à primeira algumas vezes. No fim dos 4200 metros: 3,39,7 e a surpresa de termos igualado, dentro dos VSH, a liderança do Lizuarte Mendonça, do Ricardo Moura e do Hélder Pereira, sem dúvida os homens apontados para o pódio, juntamente com o Carlos Andrade, que tinha feito apenas mais duas décimas. Mesmo a apalpar o carro e o terreno, o comando da categoria, embora partilhado, e o sétimo tempo à geral, deixavam no ar a possibilidade de um resultado interessante. Se o primeiro troço já atrasara devido ao despiste do Chico Costa, novamente a prova parou na 2ª PE, desta feita pelo aparatoso capotanço do Fernando Meneses, felizmente sem a equipa sofrer mazelas físicas. Um longo intervalo cortou bastante o ritmo, mas era nas passagens da tarde que agora pensávamos. Na versão a descer do troço, as primeiras curvas da 3ª PE foram feitas com algum cuidado, a enorme vala passada sem mácula, e a seguir um toque duro numa pedra escondida a meio dos trilhos acabou com as expectativas. O 205 ficava sem uma vareta da caixa de velocidades, e seguimos troço fora apenas com terceira velocidade – a que estava engatada -, deixando bem ver que o Nuno já dominava o carro com à vontade, pois ainda fomos quintos dos VSH, perdendo embora as hipóteses de um lugar perto do pódio. Na ligação tudo fez o mecânico/piloto do pequeno carro francês para colmatar a avaria, sendo de realçar que os nossos “colegas” Maciel ficaram tão ou mais tristes do que nós face ao sucedido mas, de facto, a vareta tinha sido mesmo arrancada do lugar, pelo que a solução foi engatar novamente a terceira velocidade (directamente na caixa, pois a alavanca estava por sua conta…), e assim efectuar a derradeira especial onde, ainda assim, apenas piorámos nove segundos o nosso crono. No final das contas, o resultado era bem bonzinho, pois com os problemas ainda fechamos o Top-5 dos não-homologados, terminando em 13º entre os 32 sobreviventes da prova.
Aqui já vinhamos em ritmo...de terceira velocidade...
A tarde acabou com mais uma experiência para recordar, pois o Duarte Maciel quis que o Nuno experimentasse as sensações de guiar o Saxo Cup ex-Carlos Guimarães – uma máquina que dominou o campeonato nacional de Promoção em 2003 -, o que aconteceu numa zona próxima à Gruta dos Balcões. E não é que o piloto da nossa equipa deu bem conta do recado? Pois é, isto se calhar até tem “mãos” para andar a outro nível, mas nada de planos ambiciosos antes do tempo. O certo é que o carro é fabuloso e, acreditem, só lhe falta uma relação de caixa mais curta parta ser totalmente eficaz na terra. Excelente a sensação…

Depois houve festa noite dentro com toda a equipa, após a entrega de troféus onde o Olavo Esteves confirmou a vontade de ter os irmãos Maciel e o pequeno Peugeot novamente na Terceira a 5 de Dezembro. Por isso, e no Circuito de Natal, há mais!...

 

-(Crónica também publicada no site "Motores Magazine" e no jornal "a UNIÃO")

 

 

Nuno Rosado / Miguel S. Azevedo (Peugeot 205 1.4)
 
13º Geral   5º VSH
 
 A dupla no final da prova, e o Nuno com a sua pequena Constança...
Agradecem o apoio das seguintes firmas e amigos:
 
Paulo e Duarte Maciel, pela cedência do carro e pelo companheirismo impecável
 
ECO LIVING – Engenharia e Construção (Pedro e César Fonseca)
 
AUTO AVELINO (Nuno Rocha)
 
COPITU 2 (Paulo Miguel e toda a equipa)
 
OLAVO ESTEVES COMPETIÇÕES
 
CAJU Audiovisuais (Carlos Meneses)
 
Fernando Meneses; Hermano Couto; Carla Rosado; Pedro Rocha; Manuel Florentino; Carlos Costa; Paulo Mendes.
 
À Anita, à Mónica, à Xana Seidi e à Bélinha Simões (pelo “catering” da equipa) e ao nosso incansável Ricardo Laureano “RL”, sempre pronto para dar aquela ajuda e boa disposição aos momentos…
 
A nossa participação só foi possível graças à colaboração de todos. Até à próxima!
 
publicado por MSA às 11:46
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Segunda-feira, 26 de Outubro de 2009

Paulo Maciel imperial no Circuito de Outono.

Paulo Maciel/Filipe Gouveia dominaram o Circuito de Outono...

Foto: Ricardo Laureano

" Paulo Maciel brindou o público com passagens espectaculares, ampliando a sua vantagem sobre o irmão Duarte, e provando – se preciso fosse… - que não é só o conhecimento do terreno a fazer dele um dos valores a apostar para uma época a tempo inteiro nos ralis açorianos... "

Capa de "a UNIÃO" desta segunda-feira...

 

publicado por MSA às 23:44
link do post | comentar | favorito

Circuito de Outono - Fotos RL



Circuito de Outono - Fotos RL

publicado por MSA às 14:02
link do post | comentar | favorito

Cultura regional já tem novo Director...

Jorge Bruno já integrara governos no tempo do PSD...

Jorge Bruno é o novo Director Regional da Cutura, substituindo no cargo Gabriela Canavilhas, que é hoje empossada como Ministra da Cultura. A notícia foi divulgada há alguns minutos.

 

E lá foram ao ar algumas previsões meio-tontas...


 

publicado por MSA às 12:18
link do post | comentar | favorito
Domingo, 25 de Outubro de 2009

Imagem.

Sebastien Loeb/Daniel Elena, hexa-campeões mundiais de ralis...

publicado por MSA às 22:19
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 23 de Outubro de 2009

Amanhã é dia de rali...!

O Circuito de Outono é a 4ª prova da Taça de Ralis Ilha Terceira em 2009...

 

A antevisão e os pormenores da prova, para ler no "Formula Rali"...


 

publicado por MSA às 12:36
link do post | comentar | favorito

Bolos de rali.

Há uns dias, e nem sei bem como, cheguei a um blogue mantido por uma senhora que faz bolos (não, não tem nada a ver com o Bruno Nogueira nem com o Balsemão...), alguns deles bem engraçados, o que me levou a ver todas as propostas já conseguidas pela referida pasteleira.

Passando as ditas fotos, algumas delas de bolos representando carros, dei com o que serviu para comemorar o primeiro título açoriano de ralis de Ricardo Moura:

O bolo do título para o campeão Ricardo Moura...

Mais abaixo estava mesmo um outro, desta feita comemorativo dos 29 anos do meu amigo Paulo Maciel, retratando exactamente o Peugeot que vamos usar (eu e o Nuno Rosado) no Circuito de Outono que se disputa amanhã. Ele há cada bolo giro!

...e o pequeno Peugeot do Paulinho Maciel.

 

publicado por MSA às 01:36
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 22 de Outubro de 2009

Tempos de Governo.

Marcelo Rebelo de Sousa considerou que José Sócrates está, desta vez, a ser mais lento na formação do novo Governo do que na primeira.

«Francamente não acho normal porque já vai praticamente um mês, é um primeiro-ministro que está em funções, que aproveita os ministros, está a ser mais lento da segunda vez do que da primeira», disse Marcelo Rebelo de Sousa à TSF.

 

Ó Senhor Professor, com franqueza, então não se vê mesmo que o homem está a dialogar...


 

publicado por MSA às 12:23
link do post | comentar | favorito

À 5ª feira há "tira"...

"Tiras" para rir e apreciar...

 

... Aqui


 

publicado por MSA às 11:18
link do post | comentar | favorito

De regresso à estrada...

Sábado de manhã, vamos para estrada outra vez!

É já este sábado, e na quarta prova da Taça de Ralis Ilha Terceira - o Circuito de Outono -, que a dupla Nuno Rosado/Miguel Sousa Azevedo volta ao activo, alinhando na prova a cargo da Olavo Esteves Competições com um Peugeot 205 1.4, viatura do piloto micaelense Paulo Maciel e que se inclui na categoria “VSH”.
 
“Será mais uma experiência nova, desta vez a primeira em pisos de terra, na qual queremos aprender tudo sobre os ralis, desde as notas ao melhor ritmo a adoptar”, disse o piloto, mais conhecido pelas suas façanhas no todo-o-terreno, e que acredita que “nos vamos divertir bastante e esperar um bom desempenho”.
 
Para o navegador de serviço, que vai acumular às funções de jornalista na prova, será “uma participação que temos de agradecer aos nossos amigos Paulo e Duarte Maciel, pelo carro e pelo gosto que será trazê-los ambos ao volante a uma prova na Terceira”, facto para o qual “foi essencial a colaboração do Olavo Esteves”, explicou.
 
Novamente apoiados “por algumas firmas e amigos”, a formação do Peugeot nº38 sabe que “será difícil, pois só vamos conhecer o carro na sexta-feira, mas nada como o arranque para o primeiro troço para desaparecer a ansiedade”, dizem, cumprindo assim “mais uma prova onde novamente a amizade fará parte da nossa equipa”, concluem.

Ainda sem a decoração para o Circuito de Outono, esta será a máquina a utilizar...

 

publicado por MSA às 10:58
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

TRIT: Os atributos de uma competição...

Acompanhada de sucesso, a taça de ralis local precisa de mais...

A Taça de Ralis Ilha Terceira nasceu no final da época desportiva de 2006, dando forma a uma vontade expressa do piloto praiense Olavo Esteves, que já antes se dedicara a organizar algumas provas, e que seriam determinantes para o surgimento da competição. Por intermédio então da Olavo Esteves Competições, contando com o apoio logístico do Terceira Automóvel Clube, e conseguindo agrupar um importante capital de colaborações oficiais e privadas, ganhou corpo um certame que, indo já na terceira temporada consecutiva, implantou uma realidade ímpar aos nossos ralis, transformando a Ilha Terceira num dos locais com mais provas motorizadas do país, juntando-se esta competição a um cenário local onde o automobilismo e as vertentes motorizadas do desporto constituem uma tradição de vulto, e que se vai comprovando ao longo dos anos por excelentes participações e uma adesão do público a todos os títulos relevante.
Mais do que tecer elogios ao certame, importa reconhecer o seu impacto nos ralis da Terceira, uma vez que se passou de dois ralis oficiais – ou, no caso, federados, pois as provas da Taça cumprem todos os requisitos legais vigentes -, para seis e depois sete eventos anuais, a possibilitarem a rodagem das diversas equipas, sendo que várias delas investiram directamente numa iniciação competitiva por essa via, não se podendo esquecer a integração das provas em pisos de terra, cuja disputa tem permitido diminuir um handicap reconhecido pelos pilotos locais, há muito afastados dessa realidade, que é sem dúvida vistosa e desafiante para quem participa e para quem vê.
A deslocação no passado mês de Julho à ilha Graciosa veio reforçar todos os apoios merecidos às valências da taça de ralis, mobilizando cerca de um milhar de pessoas num verdadeiro fim-de-semana motorizado, onde meia centena de equipas animaram estradas que os ralis nunca tinham conhecido. Mas, antes dessa experiência, as diversas provas realizadas na Terceira têm interpretado da melhor forma o conceito de “rally-sprint”, juntando sempre largas dezenas de concorrentes, para se correrem os ditos circuitos, compostos por uma especial cronometrada, corrida duas vezes em cada um dos sentidos.
Fernando Meneses lidera a edição deste ano da taça de ralis...
Da estrutura já angariada para o desenrolar dos eventos até ao cuidado extremo com a segurança de cada PE disputada e de cada viatura envolvida, esta tem sido uma valiosa escola para os pilotos locais, assim como se foram animando em crescendo as hostes dos ralis terceirenses, que hoje beneficiam claramente do incremento registado.
Até versando os vencedores absolutos das edições anteriores, e antevendo quem poderá vencer a actual, se pode comprovar a “utilidade” do certame, senão vejamos:
 
2007-Nuno Rocha – Um dos mais talentosos pilotos açorianos da actualidade, na altura sem perspectivas de competir ao nível regional, que apostou claramente numa máquina eficaz – Subaru Impreza 555 – e em desempenhos de qualidade para garantir o ceptro inaugural.
 
2008-Artur Silva – Um dos novos talentos dos ralis regionais, que mesmo não tendo uma adaptação fácil aos pisos de terra, se revelou imbatível nos circuitos de asfalto, onde o Citroen Saxo Cup comprovou igualmente grandes qualidades.
 
2009-Fernando Meneses (líder a duas provas do fim) – Numa época em que houve apostas claras para vencer a Taça, tem sido o piloto das Lajes o mais eficaz e regular, juntando a temporada regional a actuações de eficácia e espectacularidade na Terceira, Pico e Graciosa.
 
Para além da versatilidade nas opções de percurso, ou da tentativa de trazer os ralis cada vez mais para junto das populações (Sanjoaninas, Praia da Vitória, etc), a “nossa” taça de ralis foi, de facto, cativando as massas, mesmo se em termos de investimento publicitário, essencial face aos custos que cada prova acarreta para a organização, o incremento vá sendo escasso, o que dificulta mormente a efectivação de mais provas e pode até comprometer o futuro deste princípio. Não esquecendo porém que uma das marcas regionais mais ligadas aos automobilismo nos Açores também aceitou o desafio de se divulgar através da referida competição, e que muitas situações no terreno vão sendo desbloqueadas pela confirmada qualidade de cada prova, é certo que tudo o que venha por acréscimo é bem vindo, afinal num desporto tão popular, mas tão descurado por diversas instâncias e meios, está visto existir uma visibilidade que tende apenas a crescer.

Assim como se espera possa crescer o âmbito desta competição, desejo pessoal de um piloto e aficionado da modalidade, que facilmente se estendeu à restante comunidade dos nossos ralis, um grupo de pessoas afectas à actividade, que registou com agrado a solução criada para haver mais provas e disponibilizar outros palcos para a sua evolução. Que continua e se saúda.

Olavo Esteves e a sua equipa, ou seja quem põe a taça na estrada...

publicado por MSA às 02:51
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 21 de Outubro de 2009

Cartaz.

O "Jantar de Idiotas" regressa amanhã ao palco...

publicado por MSA às 13:15
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 20 de Outubro de 2009

Greves de Fome.

Pois claro, a comer e a beber uma coisinha é bem melhor...

A recente manifestação protagonizada pelo deputado monárquico à assembleia legislativa açoriana, Paulo Estevão, deu que falar nas nossas ilhas, atraíndo até a atenção da comunicação social do continente, afinal um titular de cargo público a comer mal, ou mesmo - como era o caso - a não comer, dava notícia na certa. O sucedido fez-me recordar uma passagem pelo centro do Porto, não sei precisar há quanto tempo nem sequer o motivo apresentado, onde vários manifestantes, em plenos Aliados, empunhavam a sua greve de fome decidida, contando-se entre eles alguns notáveis do Bloco de Esquerda, como Miguel Portas (na foto).

O que se passou agora em São Miguel vem um pouco no sentido da postura aparatosa que Paulo Estevão escolheu para desempenhar o seu lugar no parlamento, sendo que neste caso se ficou pela delegação da assembleia na ilha do Arcanjo, e possivelmente por algum mal estar passadas as 61 horas que durou a penitência a que se sujeitou, esperando eu que se tenha alimentado em condições nas hores que a antecederam. O certo é que chamou a atenção dos açorianos para mais uma promessa por cumprir das hostes socialistas no poder, exactamente a instalação de uma delegação da assembleia na mais pequena parcela do arquipélago, o Corvo. A garantia de que a referida estrtura estaria por uns dias já fora feita, havia localização escolhida, mas avançar com as coisas "tá quieto", sendo que talvez o recente resultado autárquico até pudesse acelerar o processo, vai daí que Estevão tenha posto mãos à obra - retirando-as, é certo, de talheres... - para que nele se centrassem as luzes da ribalta por uns dias. E se calhar resultou...

Com este breve comentário nem acabei de relacionar a minha lembrança com a greve de fome do deputado do PPM, sendo que há nos dois momentos coisas bem diferentes. Que eu saiba, Paulo Estevão roçou mesmo a pura larica na sua manifestação. Pois nos Aliados, há não sei bem quanto tempo nem porque razão, estive mesmo no meio dos manifestantes, ali à roda da estátua de D. Pedro, onde Miguel Portas vincava a sua presença, bebendo água...e comendo umas bolachitas, não fosse a coisa apertar!...

publicado por MSA às 17:20
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Imagem.

Hmmm...temos de andar por aqui outra vez...

publicado por MSA às 11:35
link do post | comentar | favorito

Sobre o regresso da minha afilhada...

publicado por MSA às 02:50
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 19 de Outubro de 2009

“À Descoberta dos Açores” já tem 2ª edição.

Aspecto da apresentação desta manhã...

Foi apresentada esta manhã a segunda edição do jogo didáctico “À Descoberta dos Açores”, um produto pioneiro na região, com o qual a empresa “Ideias Globais”, tem dado a conhecer “a história, a geografia e a cultura açorianas, de uma forma lúdica e que vai tendo uma grande aceitação no mercado, daí o lançamento desta segunda edição”, referiram os autores e promotores da ideia.
 
Foi no Colégio de Santa Clara, em Angra do Heroísmo, e integrando o plano anual de actividades da instituição, dedicado neste ano lectivo ao tema “Açores: Nove ilhas, Nove descobertas”, que Luís Carneiro e Hugo Salvador explicaram a uma atenta plateia de jovens terceirenses “os princípios que levaram a pôr em prática uma ideia”, indicando-lhes a forma “de realizarem os seus sonhos, de acreditarem em si, numa noção muito próxima do que hoje se chama empreendedorismo, com que cada vez mais cedo os miúdos se vão familiarizar”, explicaram.
 
Segundo os jovens empresários, esta apresentação aconteceu “fruto do sucesso que foi a entrada do produto no mercado”, pelo que estão “a ser conseguidos os objectivos propostos nesta nossa aventura, e que passavam por ter uma nova edição”, referiu Luís Carneiro, acrescentando que “logo as portas do Colégio de Santa Clara, onde até já houve torneios com o jogo, se abriram para um protocolo que permite uma divulgação mais próxima”.
 
“À Descoberta dos Açores” é um jogo de tabuleiro, onde entre 2 e 5 jogadores, avançam, ao ritmo dos dados e de perguntas “sobre as ilhas, com as quais se vão aprendendo factos da nossa história, da nossa cultura, assim como da geografia ou das tradições açorianas”. O jogo apresenta “50 cartas, com dez perguntas cada uma, sendo uma delas referente a cada ilha açoriana, havendo ainda uma pergunta extra, que corresponde a qualquer uma das nove parcelas do arquipélago”.

 

publicado por MSA às 16:54
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Aaltonen e Hopkirk de regresso ao Turini...

Numa operação de charme intensa, as antigas estrelas nórdicas dos Mini Cooper S, Rauno Aaltonen e Paddy Hopkirk, regressaram às míticas estradas do Col du Turini, onde na década de 60 (1963/4) confirmaram espantosos triunfos no Rali de Monte Carlo, ao volante dos eficazes Mini.

Desta feita, e já setentões bem experimentados, estiveram aos comandos do excelente Mini Cooper Cabrio "by John Cooper Works". O video é um "mimo"...


 

publicado por MSA às 15:52
link do post | comentar | favorito

Dá que pensar...lá isso dá.

" Uma Região que outrora era reconhecida pela capacidade de trabalho ao longo dos séculos foi transformada, em pouco mais de doze anos, numa espécie de asilo para mendigos em ponto grande, de onde se espera receber tudo, e onde trabalhar para ter de facto qualquer coisa é uma coisa do passado, nada compatível com este socialismo moderno... "

 

in " Povo Açoriano? Isso não dá Pão! "


 

publicado por MSA às 03:43
link do post | comentar | favorito
Domingo, 18 de Outubro de 2009

A voz dos munícipes.

Um portal que dará voz aos munícipes de todo o país.

 

Está já ao dispôr dos cidadãos a plataforma "Autarquias.Org".
Agora os munícipes podem alertar a sua edilidade para as mais variadas situações, desde lixos na via pública, postes de iluminação que não funcionam, buracos nas estradas, equipamento danificado, problemas nos abastecimentos, ou outros tipos de acontecimentos, de que muitas das vezes as câmaras municipais não tem conhecimento.

Os cidadãos podem ainda acompanhar as respostas das autarquias aos alertas apresentados por outros cidadãos, como também participarem nesses mesmos alertas, adicionando comentários.

O portal permite também a criação de debates por cidadãos, que pretendam discutir assuntos que lhes pareçam pertinentes, com outros cidadãos e com o próprio município, ou até questionar a autarquia sobre um assunto do interesse de toda a população, aceitando igualmente a abertura de petições.

Basta participar...

 

publicado por MSA às 14:28
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 17 de Outubro de 2009

Maitê: Este é que sim...!

publicado por MSA às 10:19
link do post | comentar | favorito

Clube dos Cinquentões.

Pois é, como o tempo passa depressa...

publicado por MSA às 09:36
link do post | comentar | favorito

Clássicos de Outono.

Hoje os automóveis e motos clássicas vão sair de novo à rua...

Realiza-se hoje o 9º Passeio de Clássicos TAC/Rota do Outono, o terceiro evento do corrente ano que o clube da Avenida Jácome de Bruges destina aos proprietários dos automóveis e motos clássicas, com data de construção ou matricula anterior a 1983.
A concentração dos participantes acontece a partir das 13h30, junto à sede do TAC e, até à saída dos automóveis e motos para o passeio, os mesmos estarão em exposição na Praça Velha e no adro da Igreja da Sé, em Angra do Heroísmo.
 
Programa
 
14/14.30 Horas – Concentração na Praça Velha e adro da Igreja da Sé, da seguinte
forma:
- do número 1 ao número 35 no adro da Igreja da Sé
- a partir do número 36 na Praça Velha
15.00 Horas – Partida em direcção ao Hotel Terceira Mar
15.30 Horas – Lanche no Hotel Terceira Mar
16.30 Horas – Partida em direcção à Lagoa das Patas
17.30 Horas – Chegada prevista à Lagoa das Patas
17.30/18.00 Horas – Convívio na Lagoa das Patas
18.00 Horas – Partida em direcção ao Clube de Golfe da Ilha Terceira
18.30 Horas – Chegada prevista ao Clube de Golfe da Ilha Terceira
18.45 Horas – Convívio no Clube de Golfe da Ilha Terceira
19.30 Horas – Jantar de encerramento no Clube de Golfe
publicado por MSA às 09:24
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 16 de Outubro de 2009

Irmãos Maciel no Circuito de Outono.

Paulo Maciel em grande estilo no Rali da Ribeira Grande...

Foto: www.azoresrallyes.com
 
Os irmãos Paulo e Duarte Maciel, pilotos micaelenses de reconhecida rapidez, vão animar a quarta prova da Taça de Ralis da Ilha Terceira, evento organizado pela Olavo Esteves Competições.
Agendado para o próximo dia 24, sendo que os reconhecimentos do percurso têm lugar já este domingo, o Circuito de Outono vai, como habitualmente, fazer correr quatro “especiais” em piso de terra, com duas passagens em cada sentido. Quanto aos visitantes de ocasião, refira-se que Paulo Maciel (na foto) será acompanhado por Filipe Gouveia, e tripulará o habitual Citroen Saxo Cup, com que foi uma das sensações da temporada, vencendo mesmo a Formula 3 no Rali da Ribeira Grande. O seu irmão Duarte, que será navegado pelo terceirense Tiago Silva, vai estrear uma máquina idêntica, recentemente adquirida a um piloto continental.

Refira-se ainda que as cores do jornal "a UNIÃO" e do site Motores Magazine vão voltar à estrada no Circuito de Outono, com a dupla Nuno Rosado/Miguel Sousa Azevedo a experimentarem os pisos de terra com um Peugeot 205 1.4, viatura pertença de Paulo Maciel.

 

publicado por MSA às 16:53
link do post | comentar | favorito

Cartaz.

Todo-o-terreno a animar as hostes já esta noite...

publicado por MSA às 12:21
link do post | comentar | favorito

Escutas no Palácio de Belém...

Ah, afinal havia mesmo...!

publicado por MSA às 11:23
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 15 de Outubro de 2009

Brilhante.

(Às vezes lemos coisas que apenas merecem um sentido e verdadeiro "quem-me-dera-ter-sido-eu-a-escrever-isto"...)

 

 Escutas

  
- Oh Aníbal, com'é que tão as tuas relações políticas com o engenheiro?
- Estão em banho, Maria.
  

-Ontem, no "Câmara de Comuns".

 

publicado por MSA às 13:36
link do post | comentar | favorito

Em grande velocidade...

João de Deus Pinheiro nem aqueceu a cadeira...

Confirmando o seu gosto pessoal pelas grandes emoções e pela competição desportiva (pelo menos assim recordo uma recente e pomposa entrevista à "Sábado"...), João de Deus Pinheiro foi um verdadeiro Usain Bolt da nova legislatura, permanecendo pouco mais meia hora no seu lugar de deputado, eleito pelo círculo de Braga. Não dúvido que esta seja uma irreparável perda para a estreante composição parlamentar, pelo que ninguém venha agora dizer que o homem não se mexeu depressa...!

publicado por MSA às 13:12
link do post | comentar | favorito

Inimigo Público.

O boletim satírico do "Público" não pára...

 

Confesso que não sou muito fã do formato, o que virá por arrastamento de nunca ter ido muito à bola com o jornal que o acolhe. Mas lá que, de vez em quando, apetece espreitar as deixas, ai isso apetece. Ora avaliem algumas das mais recentes:

 

*Sarah Silverman encontra solução para a pobreza: vender o Vaticano

 

*Santana Lopes ainda está a andar de um lado para o outro no Príncipe Real

 

*Crianças sportinguistas aprendem a assobiar durante os jogos do seu clube


 

publicado por MSA às 12:47
link do post | comentar | favorito

Angra mudou qualquer coisa... (crónica)

Como sempre, a vontade do povo é soberana...

As eleições do passado domingo revelaram uma ténue vontade de mudança dos angrenses, contrariamente à voz comum, e num sentido inverso ao que as expectativas pareciam querer demonstrar. Logicamente que, e mesmo tratando-se de um sufrágio onde a proximidade e a individualização imperam, as autárquicas não estarão de todo desligadas da realidade nacional, ainda mais quando antecedidas por uma consulta popular que revelou exactamente o mesmo que no nosso concelho: mudar, mas não tanto.
Não alcanço nitidamente os objectivos em massa que a retirada de uma maioria quererá indicar, mas facilmente nos podemos aperceber de que as ligações ao poder, ainda mais quando ele se vai perpetuando no tempo, são extremamente eficazes nas alturas de pré-campanha eleitoral, mais não sendo pelas silenciosas pressões que os derradeiros quinze dias dedicam à vontade de expressão nas urnas. Ainda assim nunca vou compreender que alguém se situe num campo de votar “porque tinha de ser assim”, naquele que é um dos actos mais solitários da nossa sociedade. Mas é a que temos e não basta aconselhá-la, há que tentar destrinçá-la…
Já por diversas vezes, e em termos profissionais, acompanhei campanhas eleitorais. Desta feita, e no caso concreto de Angra, estive directamente envolvido num dos projectos apresentados, daí retirando que o facto de se passar claramente uma mensagem não desvirtua que quem não quer ver nem ouvir está no seu direito. A alternativa proposta consubstanciava-se numa participação popular como nunca houve entre nós, coisa que pelos vistos não foi aceite de bom grado, para além da já frisada individualização do contexto autárquico, face à qual os angrenses preferiram seguir o atribulado rumo perspectivado a década e meia. Confesso que pouco me iludi, pois bem conheço estas gentes, que de festeiras e consignadas muito têm, o que se veio a verificar ser certo e sabido.
Poucos dias após o sufrágio de 11 de Outubro, logicamente se levantam as dúvidas sobre a próxima actuação municipal, uma vez que a gerência do concelho se apresenta bem diferente, no que se refere à maneira de agir mais célere e cortante face às vontades contrárias. Para bom entendedor, não será difícil descortinar até onde poderá ir a ruptura com o passado na gerência concelhia, afinal são conhecidos pontos fracos em termos de sustentabilidade financeira, a que se juntarão outros onde a inabilidade operativa se foi vincando, e que verão certamente na privatização ou afim algum laivo de salvação.
Uma coisa é certa, bem se poderá agradecer à anunciada candidatura do voto útil a mudança do cenário, não sendo lícito que todos os votos perdidos pela maioria que elegeu José Pedro Cardoso em 2005 se tenham transferido daí para as hostes centristas – em Angra mais populares que na restante realidade nacional… -, mas a verdade é que daí se começou a desenhar o gráfico com que irão conviver posição e oposição nos tempos mais próximos. Exactamente os mesmos que verão nascer uma exorbitante zona verde a ligar o jardim à Memória. Em que se vai passar dos estudos à prática para um exorbitante cais de cruzeiros, duplicando estruturas numa ilha que vai vendo a Praia da Vitória descolar nas movimentações regionais. Em que se assistirá a uma renovação tal da face visível da cidade, daí que será também exorbitante, que não mais a reconheceremos como tal. É ver por esse prisma o porto das pipas, a eternamente requalificada baía, o parque industrial, os esgotos e seus odores, o trânsito os passeios em que tropeçamos, os menos claros financiamentos de algumas actividades e outras exorbitantes coisas que, bem diz o adjectivo “saem da órbita; excedem os justos limites; são excessivas; ou demasiadas”...
À nossa jovem autarca – contando que tem menos uns meses de idade do que eu – naturalmente se deseja a melhor defesa possível dos interesses da cidade e do concelho, afiançando-lhe que, para isso, será preciso bater o pé ao executivo do partido que representa. É que no ar subsiste a dúvida de quem realmente manda e decide Angra, assim como a mudança do cenário regional autárquico colocou diversos interesses de primeira ordem a solicitarem mundos e fundos ao governo de César. O tal que tem dinheiro para dar e vender – salvo seja… -, mas que nunca se deparou com tal abundância de mãos estendidas em troca dos domínios outrora laranja…

 

publicado por MSA às 02:23
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 14 de Outubro de 2009

Cartaz.

Uma utopia intercativa, amanhã e depois na Terceira...

publicado por MSA às 18:23
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 27 seguidores

.pesquisar

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
14
15
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. BD Luís Silva Ribeiro - E...

. The great Lewis...

. Direito e tradições

. Wolf Alice - Beautifully ...

. Paciência, sr. não-engenh...

. Hino Make-A-Wish Portugal

. Ciclo Tentas Comentadas 2...

. O amigo Domingos.

. Ação em Portimão!

. Tentas comentadas

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

.quem cá passa

Contador de visitas

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds