Miguel Sousa Azevedo

Create Your Badge
Terça-feira, 30 de Junho de 2009

5ª Corrida Feira São João 2009 (28 Junho)

1º Toiro (JAF) nº241 440kg

 
Vitor Ribeiro, montando o “Boneco”, para os ferros de castigo em tarde de casa cheia na arena das bodas de prata. Boa abertura de praça a praça. Sempre consciente nos terrenos, o cavaleiro da Costa da Caparica esteve muito bem na ferragem curta, primando novamente por boas colocações e muita empatia com o publico terceirense.
 
Pega – Helénio Melo (Tertúlia Tauromáquica Terceirense)
 
Com ímpeto e sem cerimónias. Brinde a Rui Bento e uma boa pega a abrir a tarde, fechando-se o forcado com ganas.
 
2º Toiro (IT) nº93 410kg
 
Manuel Lupi em praça para desfazer dúvidas, começando a lide com bons compridos, mas apressando a sorte – uma tendência que corre… - para a ferragem curta, onde arrancou ao sabor do “Whisky”, com cambiadas e quiebros a manterem a atenção sobre o seu desempenho. Terminou em diálogo peno com o público.
 
Pega – César Pires (Amadores Ramo Grande)
 
Brinde aos responsáveis pela tauromaquia das Sanjoaninas’2009. Toiro sem condições de ser pegado e, face à grande coragem e determinação do caras da Agualva, algumas atitudes menos sensatas de outros elementos do grupo. Nem fechado em tábuas foi possível chegar ao sucesso. Tentativa de cernelha frustrada e desespero não compreendido do grupo, a quem se pedia mais calma.
 
3º Toiro (JAF) nº218 505kg
 
Lindíssimo saro José Albino para Marcos Tenório, com o jovem de Elvas a tentar ganhar o toiro desde a saída. Compridos em bom estilo, e coerência plástica em toda a lide, apesar de um curto descaído a começar.
 
Marcos Tenória, numa passagem por Angra que deixou ainda muito por mostrar...
Fogosidade e carisma, mas com cuidados em falta nas aproximações ao toiro.
 
Pega – Adalberto Belerique (Tertúlia Tauromáquica Terceirense)
 
O cabo da Tertúlia em praça, com brinde aplaudido à memória de José Porto, e a aguentar um enorme derrote com valentia.
 
4º Toiro (RB) nº493 485kg
 
Vitor Ribeiro novamente a colocar no sítio, com sobriedade e técnica. Medindo bem o toiro, esteve seguro nos curtos, mas manchou um pouco a lide com um toque e um falhanço na cara do oponente. Fechou com palmas uma sorte de bons momentos e foi o melhor marialva da tarde.
 
Pega – Manuel Pires (Amadores Ramo Grande)
 
Primeiro intento com o grupo a falhar após grande reunião de Alex Rocha. À segunda tentativa repetiu-se a dose, de novo com o caras em grande estilo mas a sair magoado. Foi dobrado por Manuel Pires, que pegou com estoiro, mas não teve ajuda à altura, o mesmo sucedendo na hipótese seguinte, onde voltou a ser maior.
 
5º Toiro (RB) nº470 600kg
 
Dois ferros compridos a partirem no início da lide e Manuel Lupi a demorar para ter mão num toiro impressionante de figura e espantoso de apresentação.
 
Manuel Lupi na lide do seu segundo toiro de Domingo...
Lide aplicada, mas sem brio a destacar.
 
Pega – José Vicente (Tertúlia Tauromáquica Terceirense)
 
Cite curto e conciso. Bons braços, boa ajuda no derrote e uma pega de belo efeito para um jovem que não falha e que também brindara aos céus. Volta com grande ovação e chamada à praça do contra-caras João Pedro Ávila.
 
6º Toiro (IT) nº91 455kg
 
Marcos Tenório a tentar fazer a diferença no final da Feira de São João. Compridos em bom toque, e algumas hesitações nos curtos, a darem um balanço feito com aplausos á sua lide, dada a atitude obreira de um cavaleiro com arte no sangue, mas muito impetuoso.
 
Pega – André Parreira (Amadores Ramo Grande)
 
Chamou com muita intenção um toiro que se adivinhava difícil. Pega limpa, sem alvoroço e ajudas a cumprir nos últimos momentos de uma feira onde houve, de facto, qualidades em praça.
 
------------------------------------- 
Prémios:
 
Melhor Lide a cavalo: Vitor Ribeiro
 
Melhor Pega: José Vicente (Tertúlia Tauromáquica Terceirense)
João Pedro Ávila e José Vicente (TTT) agradecendo após a melhor pega da tarde...
 
Toiro (apresentação): 470 Rego Botelho
Prémio de apresentação para o imponente (600kg) nº470 de Rego Botelho.
 
Toiro (bravura): 241 Casa Agrícola José Albino Fernandes

Vitor Ribeiro, lidando o toiro mais bravo da corrida (nº 241 da C.A. José Albino Fernandes).

publicado por MSA às 11:33
link do post | comentar | favorito

300.000...

300 mil passagens neste porto sem abrigo...

 

Com a ocupação plena das horas em tempos de festa, nem reparei que chegámos às 300 mil visitas. Estamos, pois, bem contentes.

Obrigado a quem por cá passa...


 

publicado por MSA às 05:45
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 29 de Junho de 2009

4ª Corrida Feira São João 2009 (27 Junho)

Fim de tarde com chuva insistente a quase estragar o espectáculo na Praça de Toiros Ilha Terceira. No caso das nossas notas, a solução foi mesmo arrumar o bloco e guardar a máquina fotográfica, pois a intempérie prometia danificar ambos. Na retina ficou uma corrida com momentos altos, muito por responsabilidade desse artista enorme que dá pelo nome de Alexandre Pedro "Pedrito de Portugal", em Angra a substitur o magoado "El Fundi", e que da melhor forma aproveitou o habitual gosto da aficion local pelo seu toureio. Em difíceis condições esteve grande ao seu primeiro toiro, tendo dificuldades nos seguintes, especialmente num segundo de baixa qualidade. Numa corrida com pegas rijas a cabo dos Amadores do Ramo Grande, e onde Vitor Ribeiro se exibiu em bom plano, fica a nota da "serenata" à chuva que Pedrito tentou, em bem, oferecer às gentes de São João.


 

publicado por MSA às 18:01
link do post | comentar | favorito

3ª Corrida Feira São João 2009 (26 Junho)

1º Toiro (RB) nº479 495kg

 
Possante o primeiro da tarde, que Manuel Lupi aguardava em soberbo cavalo negro. Ferro de lado a abrir, numa tarde onde se esperava mais gente na praça prateada pelos anos.
 
Manuel Lupi, numa tarde em que "El Juli" abafou tudo e todos...
  
Nos curtos o jovem cavaleiro, com alternativa tirada o ano passado no campo Pequeno, tentou abrir a feição à sorte, mas foi-lhe faltando toiro para a função. Assim mesmo granjeou a assistência, com curtos de bom porte, um violino bem medido e um de palmo a fechar.
 
Pega – Álvaro Dentinho (Tertúlia Tauromáquica Terceirense)
 
Brinde sentido ao público, cite curto e reunião forte. Bem ajudado, ficou e cumpriu à primeira saída.
 
2º Toiro (RB) nº486 475kg
 
Bem formado, mas distraído, o toiro entrou ligeiro em praça, para Julián Lopéz “El Juli” lhe dar os lados, puxando com temple e intuição a falta clara. Na capa, e depois de bandarilhas medianas, trancou-se à trincheira e fez pela vida, realçando-se um passe de peito muito bonito. Para os menos conhecedores da sorte de varas, a falta de trapio do toiro, e consequente queda do brilho na lide, foi este um bom exemplo do que não se soube ser este “RB” capaz, de facto. Noção de risco espantosa de “El Juli”…
 
3º Toiro (RB) nº499 480kg
 
Manuel Lupi a brindar a “El Juli” e, montando um notável e reluzente dourado, a “despachar” a ferragem longa com o segundo à tira a ficar bem. Cambiada a entusiasmar no afago ao primeiro curto, mas com Lupi a exagerar na aproximação, levando dois toques. Esteve alegre e com o mérito de aproveitar os terrenos para a restante ferragem da lide.
 
Pega – Leonardo Gonçalves (Tertúlia Tauromáquica Terceirense)
 
Brinde hospitaleiro a “El Juli”, com o valoroso forcado a enrolar-se à primeira. Recuperou rápido para novo intento e, mesmo tendo descaído um pouco na cara, fechou-se claro.
 
4º Toiro (RB) nº447 530kg
 
“El Juli” para a segunda das suas três lides. Capote bem medido, verónicas e revolera a deixarem o toiro mais solto. Chicuelinas e um bom remate deixavam a descoberto um toiro de garbo e entrega. Pegou na capa e na lide com ganas e arrancou para um sucesso de elevado recorte, saindo sempre bem das sequências e aproveitando toda a nobreza ao dispor. Domínio absoluto da contenda, sempre com atitude elevada, com as bancadas de Angra submissas ao talento do madrileno, figura maior do toureio mundial. Duas voltas à praça, uma delas com o ganadero António Baldaya, que também foi à arena em nome da qualidade que o 447 permitiu à sorte de “El Juli”.
 
Ántónio Baldaya, chamado por "El Juli", dada a bravura do 4º toiro da ordem...
 
5º Toiro (RB) nº478 425kg
 
Toiro mais pequeno e a querer humilhar ao capote. Verónicas bem ladeadas. Bandarilhado o oponente, “El Juli” foi à capa tirar-lhe de esforço em terreno acertado. Fê-lo crescer em praça, mas desta feita foi claro que havia toureiro a mais. Com muita intuição, foi pisando a arena em busca de abertura para brilhar, salientando-se derechazos em série e belíssimos naturais, onde esteve crescente e com que arrancou para um final de sorte bem medida e com arte. Colocou o toiro em curros, deu volta em ombros e saiu pela porta grande. Gracias, “El Juli”!
 
6º Toiro (RB) nº476 530kg
 
Manuel Lupi depois da emoção do toureio apeado, que resultou em pleno nesta Feira de São João’2009. Bom comprido de entrada e um inicio de lide com fulgor. Falhanço ao primeiro curto e o muito ímpeto a dar mais dois toques ao cavalo. Bons recortes, mas alguma agressividade em excesso. Assim mesmo lide agradável e interacção com o público. Dois bons palmos a fechar.
 
Pega – César Fonseca (Tertúlia Tauromáquica Terceirense)
 
Grande primeiro intento, com todo o trabalho bem feito, mas a não ficar. Derrote muito forte à segunda, e a terceira tentativa o grupo a fechar, ajudando com vontade. Bom momento do rabejador Leonardo Gonçalves.
publicado por MSA às 10:34
link do post | comentar | favorito
Domingo, 28 de Junho de 2009

GOMA - Montra (ao vivo Sanjoaninas'2009)

publicado por MSA às 16:03
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 26 de Junho de 2009

"El Juli"... para antever.


México. El Juli corta un rabo en el festival del Teletón
Enviado por JulianLopezElJuli. - Ver os videos das celebridades da Rede
publicado por MSA às 16:37
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Prova adiada: Degraus d'Angra - 4º edição.

Imagem da parte final da prova, com os últimos degraus já junto à Memória...

Devido ao mau tempo verificado ontem em Angra, a quarta edição dos "Degraus d'Angra", prova a disputar na Passagem Silva Sarmento (Jardim de Angra/Memória), foi adiada para domingo, às 17 horas.
 
Integrada no programa das Sanjoaninas, e este ano com organização da Mar Bravo - Associação Juvenil, esta é uma das três provas de subida de degraus que se disputam na ilha Terceira.


 

publicado por MSA às 16:24
link do post | comentar | favorito

Clássicos dão brilho às festas…

Amanhã, os automóveis clássicos de mãos dadas com as festas de São João...

Amanhã é o dia dos Clássicos nas Sanjoaninas’2009, com o 8º Passeio do TAC, desta feita em formato de volta à ilha, a ter a sua partida às 10 horas, na Rua Direita. Depois de uma passagem pela estrada litoral que liga Angra do Heroísmo à baia da Salga, as mais de 50 equipas presentes terão tempo para uma visita ao Farol das Contendas, seguindo-se um almoço no restaurante "Os Moinhos", em São Sebastião. Durante a tarde a viagem levará a vetusta caravana até à zona balnear dos Biscoitos, com os participantes a passarem pelas freguesias do Porto Martins e Cabo da Praia, pela cidade da Praia da Vitória, e pelas freguesias de Lajes, Vila Nova e Quatro Ribeiras, todas elas novidades em termos de percurso dos Passeios de Clássicos do Terceira Automóvel Clube.
Depois da pausa nos Biscoitos, será tempo do regresso a Angra do Heroísmo e da concentração dos veículos participantes na sede do TAC, onde decorrerá a entrega dos prémios a todos os participantes.
Como se referiu o 8º Passeio de Clássicos TAC/Volta à Ilha Terceira está inserido no programa das festas Sanjoaninas’2009, pelo que as velhas glórias das nossas estradas vão integrar, pelas 22h00, um desfile dos que terá como percurso passagens pelo Alto das Covas, Rua da Sé, Praça Velha, Rua da Sé e novamente Alto das Covas.
Segundo evento do ano da Secção de Clássicos do TAC, depois do 1º Encontro realizado a 23 de Maio, o certame está inserido nas comemorações do 34º aniversário do clube, que foi fundado a 26 de Maio de 1975.

 

"a UNIÃO" vai de Buggy!

 

O Buggy que a nossa reportagem vai conduzir amanhã...

Cumprindo uma vontade surgida no reactivar dos eventos com automóveis clássicos entre nós, “a UNIÃO” estará na estrada com mais um carro diferente no passeio das Festas de São João. Desta feita o Buggy Empi-IMP de Luís Gabriel Martins, um lindíssimo descapotável carroçado sobre uma base VW Carocha será o veículo a utilizar, pelo que o pedido de sol fica desde já feito, de forma a que a tripulação (que incluirá mecânico e fotógrafo…) possa usufruir em pleno da brisa leve que andar numa máquina daquelas proporciona. Fabricado em 1966, o VW em questão foi transformado em Buggy dez anos depois, altura em que (ainda longe do tempo dos telemóveis com câmara…) um conjunto de fotografias viajou de Lisboa para a Terceira, cativando a compra de um exemplar de excelente gosto. 



 

 

publicado por MSA às 16:13
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

King of Pop - The End.

Michael Jackson, um desaparecimento que deixou o mundo da música em profundo luto...

Morreu Michael Jackson, o ícone máximo da música pop mundial e uma das mais controversas personalidades do estrelato artístico. Talentoso e irreverente, o seu visual andrógeno e as constantes mutações e bizarrias quase falaram mais alto do que a excelência e as inovações da sua música. Mais do que apreciações fáceis de fazer, fica uma nota de mágoa sempre visível num homem que a todo o tempo me pareceu tremendamente infeliz. E aquele que, como ninguém, soube andar na Lua...

publicado por MSA às 02:11
link do post | comentar | favorito

Marcha dos Veteranos - Senhor Zé da Lata.

publicado por MSA às 01:59
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quinta-feira, 25 de Junho de 2009

2ª Corrida Feira de São João 2009 (24 Junho)

Lembrança evocativa dos 25 anos da Praça de Toiros Ilha Terceira...

Corrida da Prata, com as lembranças dos 25 anos decorridos sobre a inauguração da Praça de Toiros Ilha Terceira, numa cerimónia inicial em que foram agraciados os principais responsáveis pela construção e valorização do imóvel e casa de espectáculos que viria a substituir a velhinha e saudosa Praça de São João, onde hoje se ergue o Centro Cultural e de Congressos de Angra do Heroísmo. Momentos de plena nostalgia, lembrando os que já partiram, e assinalando esta década e meia de bons momentos num redondel que já ganhou fama mundo fora, e onde a qualidade dos carteis vai sendo norma, com especial enfoque nas Sanjoaninas, festas que – há 25 anos, e também num dia de São João – receberam o primeiro cartaz da nossa monumental. Também numa tarde em que a cidade esboçava um sorriso depois de uma noite dedicada ao padroeiro das folias e das graças.
 
Joaquim Bastinhas e João Carlos Pamplona...25 anos depois...
 
Joaquim Bastinhas e João Carlos Pamplona, então em dia de alternativa, foram os cavaleiros de serviço. Hoje, e com a prata também a toldar-lhes as madeixas, deram lugar a seus filhos para as lides a cavalo, numa passagem de testemunhos que quem sente só pôde ter verificado com orgulho. Realce, desde o início das sortes, para a envolvência criada pelos excelentes arranjos da orquestra “Angra Jazz”. Parabéns à nossa praça e à nossa tauromaquia!
 
Os filhos dos artistas, actuando um quarto de século depois da inauguração da nossa praça...
 
1º Toiro (T) nº97 510kg
 
Tiago Pamplona, procurando os tempos certos para duas lides em bom plano...
 
Entrada apreensiva e sem grande fulgor, a que um ferro comprido deu ordem de mudança. Brioso e comunicativo, Tiago Pamplona relançou então a sorte para a música de fundo. Montando o bonito “Universo”, e perante uma boa assistência, o marialva do Posto Santo elevou-se nos curtos e fechou com um ferro de palmo e muitos aplausos.
 
Pega – Marco Sousa (Tertúlia Tauromáquica Terceirense)
 
Brinde a João Carlos Pamplona e Joaquim Bastinhas e belo cite, embora falhando por pouco o intento de abertura. Segunda tentativa novamente com a pega quase feita a um toiro complicado. À terceira o elegante forcado voltou a ter pouca sorte, saindo-lhe o toiro por alto. Consumou à quarta, ficando no ar que a primeira tentativa, com mais grupo, teria sido de estoiro.
 
2º Toiro (T) nº87 495kg
 
Marcos Tenório iniciou de tirada e cedo se viu que o toiro se parava ao cavalo. Apetitoso de pelagem, o “Bombom” que entrou aos curtos, com um primeiro ferro descaído, e que abriu série algo irregular. Com o “Tivoli”, outra montada de beleza a realçar, Tenório voltou à carga mais calmo, mas tendo exagerado na velocidade acabou por não construir uma lide de fio condutor. Embora saindo a crescer.
 
Pega – Nuno Pires (Amadores Ramo Grande)
 
Com praça, braços e valentia. Grande pega para os homens da Praia da Vitória, que apanharam um susto com o seu rabejador a enrolar-se e a ser colhido.
 
3º Toiro (RB) nº477 490kg
 
Bonitas verónicas e revolera para Rúben Pinar aquecer um possante mas deselegante toiro. Chicuelinas bem recortadas a encerrar o tércio inicial, com os bandarilheiros de serviço em bom plano, agradando o local Jorge Silva.
 
Rúben Pinar, na primeira de duas saídas consensuais em Angra...
 
Fazendo oferta da sorte aos terceirenses que gostam de toiros, Pinar soube trazer o toiro ao engano com alento, mesmo se o oponente lhe parecia ter faltado nos lances iniciais. Toureio ao peito, música e muitos aplausos. Bem, Ruben Pinar!
 
4º Toiro (T) nº88 460kg
 
Ferros compridos e a cumprir para Tiago Pamplona, que mudou para o “Ovni” e começou a reavivar a sorte, com um bonito violino a entusiasmar. Lide bastante limpa, apesar de alguns impasses, a fechar com novo violino e um ferro de palmo, e com as bancadas a saudarem vivamente o filho mais velho do primeiro cavaleiro da terra.
 
Pega – José Vicente (Tertúlia Tauromáquica Terceirense)
 
Álvaro Dentinho teve duas boas colocações que falharem o objectivo, com forte derrote sofrido pelo jovem forcado na segunda vez que foi à cara do toiro a obrigar à sua retirada. Acabou dobrado por José Vicente que, como é seu timbre, esteve rijo frente a mais um opositor difícil.
 
5º Toiro (T) nº96 480kg
 
Marcos Tenório, numa tarde onde as coisas não correram bem...
 
Toiro de bonito porte para a segunda actuação de Marcos Tenório, com o filho de Joaquim Bastinhas a tourear mais lento e a levar um toque ao segundo comprido. Irregular no conjunto, nem mesmo a claque vinda de Elvas levantou a apenas agradável passagem de Tenório por Angra. Bom ferro de palmo a culminar a sorte.
 
Pega - Manuel Pires (Amadores Ramo Grande)
 
Lindamente na cara do toiro, faltou-lhe ajuda no primeiro embate. À segunda saiu ao derrote, fechando-se na terceira hipótese, numa tarde/noite em que as primeiras ajudas não foram as mais felizes.
 
6º Toiro (RB) nº497 465kg
 
Novamente em bom plano, Rúben Pinar abdicou de floreados, mas preparou bem o oponente para as bandarilhas, onde um tropeção do espanhol Martinez causou alguma aflição junto às tábuas, isto após novo bom momento de Jorge Silva. Na muleta brindou a Rui Bento e pôs em terreno toda a sua arte, provando ter sido uma boa aposta. Bonitos o passe de peito e o semblante leve com que se ajoelhou e toureou. Ovação merecida. Bem, de novo!
 
Bons momentos para o local Jorge Silva...
 
7º Toiro (T) nº98 350kg
 
João Pamplona para lidar um bonito novilho de passo lesto. Atento e com boa entrega, o mais jovem do clã Pamplona esteve constante e alegre, provando uma vez mais que tem muito para dar ao nosso toureio. Bons ferros e igual atitude em praça.
 
O antigo forcado João Melo, nos comentários para a transmissão online da TV Azores Global...
 
Pega – Tomás Ortins (Tertúlia Tauromáquica Terceirense)
 

Aposta de Adalberto Belerique num jovem valor que desponta. Num misto com o grupo do Ramo Grande, e frente a um toiro difícil de colocar, pega de bonito efeito e com grande segurança.

 

Fim de festa...e as recordações e saudades de 25 anos de crónicas e notas de toureio na nova praça...

(Lembrando o crítico Ricardo Jorge...)

 

publicado por MSA às 17:42
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 24 de Junho de 2009

Capa...

...da edição 13 da revista "Festa na Ilha". Já à venda.

publicado por MSA às 20:20
link do post | comentar | favorito

"Degraus d'Angra" - 4ª edição.

Jorge Nunes, o recordista dos "Degraus d'Angra" (1'05'')...

 

Corre-se amanhã, a partir das 18 horas, a quarta edição dos "Degraus d'Angra", a original prova onde os atletas são desafiados a cumprir, no menor tempo possível, a subida da Passagem Silva Sarmento, que liga o Jardim Público de Angra do Heroísmo ao obelisco da Memória, o monumento construído em honra de D.Pedro IV e da sua passagem pela cidade durante as lutas liberais do século XIX.
 
A prova tem, pela primeira vez, a sua organização a cabo da novel associação juvenil “Mar Bravo”, estando novamente integrada no programa desportivo das "Sanjoaninas". As inscrições estão a decorrer no secretariado das festas, podendo ser feitas também no local de partida (jardim de cima, junto à estufa).
 
Os mais de 250 degraus, entremeados por calçada típica, formam um exigente percurso, sendo o excelente recorde pertencente ao atleta local Jorge Nunes, que o ano passado “voou” para a marca de um minuto e cinco segundos.
 
Segundo o mentor do evento, Miguel Azevedo, “os “Degraus d'Angra” ganharam o seu espaço depois da edição inaugural de 2006, sendo sempre bem acolhidos pelas diferentes equipas que lideram as festas Sanjoaninas”.
 
Na Terceira, há actualmente três provas do género “esta e os Degraus da Praia, que em 2008 se realizaram em Setembro, e também os Degraus do Algar do Carvão, a cargo dos Montanheiros”, acrescenta, lembrando ainda “a nova prova da subida ao Pico do Capitão, no Porto Martins, que também se deverá realizar este ano”.

 

publicado por MSA às 10:11
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 23 de Junho de 2009

Marcha dos Veteranos lembra Zé da Lata...

Esta noite os veteranos vão homenagear o Zé da Lata...

 

Tempo de São João em Angra do Heroísmo. A cidade engalanada recebe os seus convidados e a sua gente com o coração aberto e uma palavra de agrado ao canto da boca. E dela sai o assobiar de uma música que ficou no ouvido. E que por lá se vai manter até depois dos foguetes do adeus. Pois das memórias se fazem também as festas.
 
Poema sentido de Álamo Oliveira e música com tons de ilha de Carlos Alberto Moniz. Com esses traços a Marcha dos Veteranos homenageia o Zé da Lata. O pastor, o poeta, o cantador e tocador, o homem de talentos que deu as suas artes à terra que o viu nascer, e que nela vai perdurando pelos tempos. Como o trautear da música que o recorda.
 
De um lado o pastor, cortejado pela sua fleuma na hora de actuar. De calças de cotim, cabaça e bordão, pisando a calçada com as alpercatas do dia de vida.
Do outro as senhoras da cidade que, da elegância das varandas com história, o convidam a vir à festa. Numa vénia cortês para que possa sentir o pulsar desta gente de diversões.
 
Tudo com o coração junto à boca, cantando e rindo na lembrança do que cada canto desta terra nos diz à alma. Tal e qual este nosso hino ao amor…
 
 
(Letra e música para "espreitar" aqui)

 

publicado por MSA às 03:18
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Velhos são os trapos!

José Cid esteve em alta nas Sanjoaninas...

Grande concerto em Angra para um dos mais veteranos músicos portugueses, que se mostrou em boa forma, fazendo valer os seus dotes vocais, o à vontade em palco e o facto da juventude - um pouco por todo o país - ter aceite de ouvido atento a reedição dos seus sucessos de sempre. José Cid trouxe uma banda de excelente qualidade às Sanjoaninas - num misto claro de grande experiência e jovens irreverentes - e a noite foi agradável até tarde. Uma aposta bem conseguida de quem escolheu o decano do pop-rock nacional neste renascer da sua música.

publicado por MSA às 03:09
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 22 de Junho de 2009

1ª Corrida Feira de São João 2009 (21 Junho)

1º Toiro (ER) nº237 400kg

 
Sob a ameaça da chuva a feira abriu com casa composta para a novilhada inicial. Vindo dos ares da Califórnia, onde toureou por duas vezes, Rui Lopes recebeu um exemplar bem formado, mas algo baixo, e que fitava em demasia as tábuas. Dois compridos tardios deram algum coração à lide, que se quedou por normal, em muito devido ao fraco oponente.
 
Pega – Jorge Santos (Tertúlia Tauromáquica Terceirense)
 
Com o grupo de faixa preta ao braço, marcando a recente morte do antigo forcado José Porto, o jovem da Tertúlia desviou-se ao intento inicial, mas louvou valente abraço na pega decisiva, mantendo o selo da juventude em praça.
 
2º Toiro (RB) nº492 475kg
 
Bom recorte de José Manuel Mas em Angra...
 
Depois do bonito “Camponera” soar na praça, pela Filarmónica da Associação Cultural do Porto Judeu, foi ao som do “64” – um original de Francisco Rocha -, que evoluiu o toureio de capote por José Manuel Más e Manuel Dias Gomes que, com paradas e respostas estiveram audazes nas verónicas e nas chicuelinas. Naturales bem rodados embelezaram um embate suave de Más, num asseio em que a esquerda do novilho permitiu realçar bons recortes.
 
O local José Luís Leonardo, fitando o segundo toiro da ordem...
 
3º Toiro (T) nº103 410kg
 
Manuel Dias Gomes perante um toiro alegre e de córnea baixa, a efectuar passes bem medidos, com destaque para as chicuelinas em primor. Após belíssimos pares de castigo, o possante “Irmãos Toste” cresceu largo. Na muleta Dias Gomes dedicou a sorte ao saudoso Ricardo Jorge – ainda e sempre com falta sentida na trincheira da monumental de Angra… - e, com emoção em praça, fez valer a sua técnica, mesmo se nem tudo lhe correu de feição.
 
4º Toiro (ER) nº225 430kg
 
Rui Lopes num ferro ao seu segundo toiro da tarde...
  
Montando o lindíssimo “Sublime”, Rui Lopes parecia querer limpar a entrada menos boas, mas o início da contenda não foi brilhante. Já nos curtos, e com o toiro a furtar-se ao envolvimento, e fechando com o “Teimoso”, o jovem terceirense cravou em estilo, mas já teve pouco toiro para a saída.
 
 
Pega – Holger Melo (Tertúlia Tauromáquica Terceirense)
 
Brindou ao público, fechando-se facial à barbela e sem grande estrondo.
 
5º Toiro (T) nº86 460kg
 
Mais um mano-a-mano ao capote, com ambos os diestros – Más e Dias Gomes – num jogo de bom nível. Bonitos momentos e a ovação grande da tarde. Muleta concentrada de Más, que mostrou novamente saber e capacidade para ir buscar um toiro complicado e indefinido. Chamou-o ao corpo e deu cor a uma jornada que foi morna no seu conjunto.
 
6º Toiro (RB) nº496 480kg
 
Dias Gomes, crescendo na sua segunda lide da corrida que abriu a Feira de São João...
  
Más surgiu pleno do embalo criado pela sua lide e, no despique da abertura, preparou bem o “RB” – o mais pesado da tarde – para novamente se bandarilhar bem em Angra, dando o toiro a Dias Gomes para uma luta que começou com salero e intenção. Capa firme, e em jeito destemido, puxou as palmas ao terreno. Tendo toiro, soube falar e dar sabor ao embate, rematando sempre em brio, embora uma quase-colhida tenha abeirado o perigo e o insucesso da sorte.
publicado por MSA às 18:42
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Ricardo Moura em passeio "real"...

Mónica Seidi feita, por um troço, navegadora do campeão açoriano de ralis...

 

O percurso do circuito de sábado nem de perto daria para repetir os constantes “slides” com que Ricardo Moura nos brindou em 2008 mas, e assim mesmo, o campeão açoriano não deu por mal empregue a vinda à Terceira, cativando a audiência e arrancando aplausos pelas passagens espectaculares. Na 1ª PE a navegadora de serviço foi Mónica Seidi, a rainha das Sanjoaninas deste ano, que assim pôde “in loco” constatar a velocidade que se atinge num carro de ralis, bem como a forma apurada de conduzir a alto ritmo. A Duarte Cunha, membro da comissão das festas, também coube igual sorte. Já de tarde, seria o patrão da FTE, Costa Martins, a sentar-se na bacquet do lado direito, ele que é um dos fervorosos apoiantes destas provas locais, assim como dos ralis na região, faceta bem acentuada na entrega de troféus, que novamente juntou toda a família da modalidade no TAC.

 

publicado por MSA às 17:48
link do post | comentar | favorito

São João para Tiago Azevedo!

Tiago Azevedo/Miguel Melo, os melhores nas Sanjoaninas...

Fotos: Ricardo Laureano

  
Foi uma prova emotiva e com a competição em alta a realizada sábado na zona industrial de Angra, que foi a segunda prova da taça de ralis terceirense, evento onde mais de meia centena de equipas tentou dar o seu melhor.
 
Fernando Meneses, sempre em grande estilo para a segunda posição...
 
Tripulando a máquina mais competitiva em prova, Tiago Azevedo e Miguel Melo nunca tiveram descanso, mesmo se lideraram - ex-aqueo com Fernando Meneses – desde o primeiro troço, numa das rápidas passagens por um percurso que se revelou de escolha muito feliz. Com o Impreza da “ARC” a ambientar-se ao traçado, Tiago só não venceu a derradeira classificativa – que perdeu por duas décimas… -, tudo porque Meneses foi espantoso na forma como guiou, não deixando que Artur Silva se conseguisse aproximar, isto mesmo se o jovem do Citroen preto ainda fez um grande tempo no arranque da prova. Mas seria Hermano Couto a fechar o pódio final, com o EVO a mostrar-se muito rápido, ainda que a perder tempo nas viragens com bilros, o que justifica desde logo as diferenças no cronómetro.
 
Hermano Couto, muito eficaz com o EVO8 imaculadamente branco...
 
A luta pelos lugares da frente cedo perdeu Marco Veredas (semi-eixo partido na 2ª PE), cabendo a Cláudio Cabral fechar o quinteto dos mais velozes, numa prova muito segura. Depois dele, lugar para uma luta a três entre os Saxo Cup de Rui Rocha, Tiago Mota e César Silva, que seria favorável ao piloto da “Auto Avelino”, depois do simpático micaelense ser penalizado por um “toque” na última PE, onde também Silva perdeu tempo precioso. Nuno Rocha fecharia o top-10, numa actuação em que o Saxo não o deixaria brilhar como habitualmente. À sua frente e em nono da geral, a surpresa veio de Jorge Sousa, extremamente eficaz com o Corolla GT, a vencer entre os VSH, e a mostrar que pode ser um caso sério quando o carro estiver nas plenas condições. Depois deles Ricardo M. Moura foi o segundo da categoria, mas bem a tempo de bater o Peugeot 106 de Paulo Meneses e o Saxo de Fábio Fontes, ambos autores de boas marcas, com realce para a “saúde” demonstrada pelo carro do homem que foi terceiro nos VSH. Em estreia com um Saxo grupo N, Tiago Valadão deu novamente provas de talento e intuição, ficando adiante do Clio de Augusto Ferreira, felizmente a deixar os problemas de lado neste circuito. Embora com alguns percalços Lizuarte Mendonça foi quarto dos VSH, categoria onde há a salientar a excelente indicação deixada por Bruno Corvelo, em Uno Turbo. Ainda nos 20 primeiros, dos 45 que terminaram a função, Francisco Costa colocou o 206 RC um lugar acima do espectacular Adelino Sousa, que deu cartas na condução e mostrou como se pode ser eficiente com um “idoso” Escort Mk1. Paulo Oliveira fechou o lote dos 20 melhores, numa longa lista de equipas onde Miguel Soares foi dos mais azarados, caindo na tabela à custa de problemas no seu Subaru. Mais um certame da Olavo Esteves Competições que correu sobre rodas, novamente com a Terceira a saber acolher as festas em pleno…a dos ralis e a do São João.

 

publicado por MSA às 17:45
link do post | comentar | favorito
Domingo, 21 de Junho de 2009

Imagem.

Excelente foto do António Araújo, na capa do "D.I." de ontem...que linda estava a nossa rainha!

publicado por MSA às 14:14
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Recuerdo.

publicado por MSA às 13:36
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Feira de São João 2009.

Cartaz da Feira de São João, com 4 touradas e uma novilhada nos 25 anos da Monumental de Angra.

publicado por MSA às 10:26
link do post | comentar | favorito
Sábado, 20 de Junho de 2009

Sinfonia c/ o Porsche de Sergio Vallejo.

publicado por MSA às 11:06
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 19 de Junho de 2009

Ricardo Moura a abrir a estrada!

Recordação do "show" de Moura em 2008...

Decerto ninguém esqueceu a portentosa exibição de Ricardo Moura no Circuito das Sanjoaninas do ano passado. Pois amanhã, e em nova acção promocional do Team Além Mar, o campeão açoriano voltará a fazer as delícias do público da Terceira, cumprindo as funções de carro “zero” e funcionando claramente de chamariz para uma prova que promete muita animação. Para completar o ramalhete pode adiantar-se que Moura vai utilizar o Mitsubishi Lancer EVO9 que tem disputado o “Nacional” de ralis, viatura que depois rumará à ilha da Madeira, para lá correr a 50ª edição do rali Vinho Madeira. Antes disso será tempo de brilhar para as bandas da Zona Industrial de Angra. Refira-se que numa das passagens Ricardo Moura será navegado pela rainha das Sanjoaninas’2009, Mónica Seidi.

 

publicado por MSA às 13:07
link do post | comentar | favorito

Uma estreia familiar...

Filho e pai: João e José Carlos Sarmento.

Nas Sanjoaninas João Sarmento – sobrinho, com o mesmo nome, do homem que há uns anos brilhou de AX Gti… - vai estrear-se ao volante, numa presença familiar que se saúda, uma vez que ao seu lado estará o seu pai, José Carlos Sarmento, antigo responsável pela segurança dos ralis do TAC, e que ocupa desta feita o lugar destinado ao filho mais novo, que completará o clã em próximas provas. O simpático Suzuki Swift, viatura reconstruída na “Auto Avelino” durante largos meses de dedicação, foi apresentado na quarta-feira com todo o requinte, havendo mesmo lugar à bênção da viatura – a cargo do Padre Júlio Rocha -, esperando-se agora boas prestações para tão fervorosos adeptos dos desportos motorizados. Desejos a que “a UNIÃO” naturalmente se associa.

 

publicado por MSA às 13:06
link do post | comentar | favorito

São João, patrono (também) nos ralis!

Cartaz do Circuito das Sanjoaninas'2009.

Amanhã regressa em pleno a animação da Taça de Ralis da Ilha Terceira, com a realização da segunda prova da temporada, o Circuito das Sanjoaninas, evento inserido nas maiores festas da região que, uma vez mais, Angra do Heroísmo dedica a São João.
Com a zona industrial do concelho a ser o palco escolhido, e onde a Olavo Esteves Competições montou uma classificativa de 2750 metros propícia a um andamento muito vivo e uma visibilidade alargada para o público, a prova inicia-se pelas 13h30, ou seja bem a tempo de se descansar da primeira noite das festas, para então depois rumar ao Biscoito da Achada. As habituais quatro passagens fazem prever uma tarde bem passada, o que bem é ajudado pelos 59 concorrentes em liça e pelo ritmo próprio que estes rali-sprint conseguem ter.
Em termos competitivos, e sabendo-se que após a primeira prova a tabela absoluta é liderada por Fernando Meneses, adivinha-se luta animada entre o homem das Lajes e o titular da competição Artur Silva, na prova onde regressa Marco Veredas, também ele um dos inegáveis favoritos a vencer, isto colocando os Citroen Saxo - grupo A como os mais adaptáveis ao traçado. A presença de Tiago Azevedo com um carro muito competitivo (Subaru Impreza N11 “ARC”) poderá mudar as apostas iniciais, sendo outro dos aliciantes para os lugares da frente, onde Nuno Rocha, Hermano Couto, Miguel Soares ou até Cláudio Cabral são nomes perfeitamente habilitados a fazer tempos de valia, num conjunto de troços curto mas exigente, e onde as trajectórias têm pano para mangas na escolha, daí que o factor condução volte a estar em destaque em mais esta jornada local. Tiago Mota, Rui Rocha, Paulo Meneses e Tiago Valadão serão pilotos também a merecer atenção. Entre os não-homologados o duelo aceso deverá ser entre Marco Sousa e Ricardo M. Moura, com alguns “outsiders” de peso a quererem abeirar o pódio, casos de Hélder Pereira, Fábio Fontes, Lizuarte Mendonça ou Carlos Andrade, que lidera a tabela. Os clássicos terão cinco equipas à partida, com o Kadett GT/E de Carlos Borges e o Escort Mk1 de Adelino Sousa e enfrentarem um trio de briosos Toyota Starlet.
Para aceder ao troço as indicações são as mais simples possíveis, com a zona industrial da Achada a estar quase toda ela ocupada pelo(s) troço(s), pelo que será melhor entrar pelo lado do Aterro Sanitário, estacionar em lugar correcto, e rumar ao circuito, onde o tempo será certamente bem entregue. São João tratará de zelar pelo bom ambiente em alturas de festa!
59 Inscritos para 4 troços de 2750 metros...

 

publicado por MSA às 12:56
link do post | comentar | favorito

Convite.

Fotografia de Jorge Barros, no IAC...

publicado por MSA às 10:49
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sobre as tiradas...

" O voto foi sempre livre e a vontade do povo soberana. Sérgio Ávila, dirigente socialista, desmentido pela verdade dos factos, veio dizer dislates ofensivos da inteligência dos açorianos, eleitores de ontem, de hoje e de amanhã. É inaceitável que diga, impune, que ”nos Açores a liberdade na sua verdadeira plenitude e essência não foi conquistada em 25 de Abril de 1974, foi conquistada em Outubro de 96”. Fica provado que, com estas tiradas, pseudo-geniais, não pode ser levado a sério... "

 

José Manuel Bolieiro, in "Diário Insular" (18/6/2009)


 

publicado por MSA às 01:57
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 18 de Junho de 2009

Entrevista Mónica Seidi (Diário Insular)

A minha "afilhada"-rainha em discurso directo...

- Mónica Seidi, Rainha das festas Sanjoaninas 2009

 

Destacou-se como basquetebolista, representando a ilha e a Região no exterior. Finalista do curso de Medicina, a Rainha das Sanjoaninas 2009, Mónica Seidi, é mais do que uma cara bonita. Diz que quer transmitir uma mensagem positiva ao povo terceirense e acredita que o papel de Rainha pode ser utilizado para muitas boas causas.

 

Já faltam apenas uns dias para o desfile de abertura das Sanjoaninas 2009 e para assumir, verdadeiramente, o papel de rainha. Como lida com o sentimento de antecipação?
Para já, é extremamente difícil estar longe, porque cada vez falta menos tempo e passo os dias a receber mensagens e telefonemas a dizer que a cidade está muito bonita, que está tudo pronto e que só falta a rainha. Sei que é na brincadeira em relação a faltar apenas a rainha, mas é óbvio que tudo isso me deixa ansiosa… Estou com muita vontade de que corra tudo bem.
  
Quando recebeu o convite para ser Rainha das Sanjoaninas, qual foi a primeira reacção?
Acredite que não estava nada à espera. Não era uma coisa que me passasse pela cabeça aceitar, não fazia parte dos meus planos. Estou num ano extremamente difícil, a terminar uma licenciatura em Medicina. Mas os critérios que me foram dados a conhecer pelo presidente da comissão foram os mais correctos. Era praticamente impossível recusar uma proposta da forma em que ela me foi apresentada.

Que critérios foram esses?
O presidente da comissão das Sanjoaninas, quando falou comigo, disse que estava à procura de alguém que representasse a cidade, que já tivesse feito alguma coisa pela cidade e que não fosse apenas uma cara bonita. Alguém com dois palmos de testa, que para além da beleza física - isso até, quem me conhece, sabe que é algo que eu desvalorizo – tivesse algo mais para dar. Nas palavras dele, eu sou uma atleta de alta competição que representou a cidade e a nossa Região e que tem formação. Não sou uma simples rapariga bonita. Tenho mais alguma coisa a dizer e a fazer pela cidade.

Qual é o papel que acha que uma Rainha das festas deve ter?
O que eu gostava de fazer, devo dizer que o tempo que tenho e o facto de estar longe, não ajudam. Mas, para mim, ser rainha das Sanjoaninas não é só aparecer em cima do carro a dizer adeus às pessoas. Acho que o papel de rainha pode ser aproveitado de outra forma. Penso que poderia ter outras vertentes, permitir acções em várias áreas, como a solidariedade. Tenho muita pena de não poder realizar essas acções, mas quem me conhece sabe perfeitamente que intervir nas áreas da solidariedade e da educação seria algo que me faria muito satisfeita.
 
Tem vindo a ser apresentada como um exemplo que a juventude deve seguir. Quais seriam os principais conselhos que daria aos jovens?
A juventude de hoje em dia se calhar já não é a mesma que eu apanhei há uns cinco, seis anos atrás. O que posso dizer é que eu, ao longo da minha juventude, tentei sempre aproveitar ao máximo tudo, quer ao nível do desporto, como da escola. Tentei sempre tirar o melhor partido das coisas em que participei. E consegui fazer isso não deixando de parte os estudos, que é um ponto essencial na formação de um jovem.
 
Valoriza a formação, portanto…
Sim, hoje em dia cada vez mais os jovens sem formação têm muita dificuldade em singrar na sociedade actual.
 
Como encara os aspectos mais negativos que rodeiam os jovens nos dias de hoje?
A juventude é sempre uma fase muito positiva. A partir daí existem situações mais complicadas, menos positivas, mas só essa fase, por si, transmite algo de muito positivo. Cada um acaba por construir a sua própria juventude e seria, talvez, incorrecto da minha parte estar a falar de algumas coisas. Existem situações pontuais, alguns vícios que surgem nessa idade, porque as pessoas estão mais propensas a isso... Mas essa fase da nossa vida é essencialmente positiva e deve ser aproveitada como tal.

Nada de dramatismos, portanto…
Existem situações muito negativas com as quais nos confrontamos, diariamente, nos telejornais. A própria crise e a forma como está a afectar as pessoas é preocupante. Penso que o povo terceirense poderá ter alguma noção do que é a crise, mas aqui, num meio maior e mesmo conversando com muita gente, nomeadamente através do meu trabalho, vejo que há realidades que me fazem pensar que, no meio de tanta desgraça, eu ainda estou muito bem.

É impossível descolá-la da imagem de desportista. O desporto deu-lhe algumas ferramentas que possam ser utilizadas agora, para este novo papel?
Ainda bem que ninguém me consegue descolar do basquetebol, porque é uma das coisas que me dá mais prazer. Continua a dar, embora tenha a noção de que, a partir de agora, vai ser mais difícil conciliar as coisas. É claro que são coisas diferentes, mas obviamente que o desporto ajuda a passar por situações de pressão e de nervosismo que não são comparáveis e com níveis de adrenalina diferentes dos enfrentados por uma rainha… Mas eu sou assim…O facto de ter sido desportista não vai alterar em nada o meu papel. Além disso, eu não aceitei ser rainha para me sentir pressionada. É um papel do qual eu quero retirar o máximo de prazer, embora me deixe nervosa. Pensar se vai chover ou não, se vai correr tudo bem. Tudo o que eu quero é agradar ao meu povo. Isso é tudo o que importa.

É uma noite para aproveitar…
Exactamente, se não fosse para aproveitar, teria declinado o convite. É um dia em que eu quero demonstrar o prazer e a gratificação que é para mim estar naquele carro, a acenar ao povo.

Todo o seu discurso tem muito a ver com a própria mensagem que, este ano, as Sanjoaninas quiseram transmitir à população: Alegria, dizer não à crise, encarar o futuro com pensamento positivo. Identifica-se com essa mensagem positiva?
Completamente. Tento no meu dia-a-dia ser uma pessoa positiva, apesar de toda a desgraça que existe. Na minha realidade profissional tenho contactado com bastantes casos difíceis. Mas tento-me abstrair disso tudo e ser positiva. Quero transmitir uma mensagem de alegria aos angrenses e a todos os açorianos.

O que leva de mais positivo desta experiência?
Espero conseguir lembrar-me do dia do desfile como uma noite muito divertida, em que eu estava muito bem-disposta. Não estou muito preocupada, já sei que não se pode agradar a toda a gente. Mas gostava que, tanto eu como as pessoas, não nos esquecêssemos da mensagem de confiança e de positividade que eu vou tentar transmitir.
 
in "Diário Insular" (16/6/2009)
publicado por MSA às 17:37
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 17 de Junho de 2009

Justine Electra - Fancy Robots.

publicado por MSA às 14:34
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 15 de Junho de 2009

Tempo.

Esta manhã confirmei que a semana dos feriados não era (mesmo) a indicada para tirar férias, e isto sem me vergar à indicação presidencial.

É que, depois de quase oito dias em que o cinzento e a chuva condimentaram o norte do país, o fim-de-semana até foi agradável. Hoje um sol espantoso banha Espinho do mar à terra, adivinhando-se que aquece forte o Porto. E estamos a fechar as malas...


 

publicado por MSA às 12:24
link do post | comentar | favorito

As ofensas de César.

" O presidente do PS/Açores, Carlos César, considerou este domingo, em Angra do Heroísmo, “estúpido” o que se passou com o índice de abstenção nas eleições europeias do passado Domingo ".

 

Nem me dei ao trabalho de ler o resto da notícia. Acho a afirmação ofensiva e espero sinceramente que o presidente do governo pondere melhor as suas tiradas futuras, mesmo se proferidas no entusiasmo de discursos onde se vai irritando cada vez mais. Tão só porque se trata da segunda figura da região. E porque depois da vontade expressa de que haja voto obrigatório começam a alinhavar-se em catadupa os insultos à inteligência e à liberdade de cada um. Sem se pensar nas reais razões de cada vez menos gente votar. Afinal "é tão bom ser açoriano"...quer se vá ou não às urnas!...


 

publicado por MSA às 00:23
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 14 de Junho de 2009

Tempos.

Paolo Maldini, o eterno e enorme capitão do AC Milan...

Paolo Maldini "pendurou" as chuteiras há uma semana.

Tenho, de facto, a impressão de que estou mesmo a ficar velho...


 

publicado por MSA às 15:44
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Um Poema para o dia 14 de Junho de 2009.

O PESCADOR VELHO (Glória de Sant'anna)

 

Pescador vindo do largo
com o teu calçado de algas
diz-me o que trazes no barco
donde levantas a face

a tua face marcada
pelo sal de horas choradas
dá-me o teu peixe pescado
bem lá no fundo do mar

- nesta água não tem peixe -

pescador dá-me um só peixe
nem garoupa nem xaréu
só um peixinho de prata



- nesta água não tem peixe
foi tudo procurar deus
pró lado do Zanzibar.

 

publicado por MSA às 10:07
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 13 de Junho de 2009

Na estrada...

pontuável para o "Open" de ralis...e numa das nossas "catedrais" da modalidade!

publicado por MSA às 07:42
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Imagem.

Excelente imagem de Luís Pimentel, ontem de manhã no Shakedown do Rali Ilha Azul...

Foto: Luís Pacheco/Ralis Online.

publicado por MSA às 01:21
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Viseu.

Depois de uma semana de férias onde a chuva e o meu tempo imperaram, estou agora no centro do país. Numa terra onde temo sempre o calor intenso, mas que hoje até é agradável, ainda mais quando a brisa fresca vai entrando pela varanda de uma sala com uma luz que acalma. Com espaço e tranquilidade. Quase me apetece escrever...


 

publicado por MSA às 01:09
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 12 de Junho de 2009

CR7 e as capacidades milionárias...

Cristiano Ronaldo, para já em foto-montagem...

" Como dizia alguém numa tirada chauvinista sobre certa cantora repleta de outros dotes: "cantar para quê?". Ronaldo cabeceia como um Jardel, chuta com os dois pés como ninguém, tem um arranque colossal, (acho que perceberam a ideia, e também não quero chegar ao ponto de lhe elogiar os pontapés de baliza). Para não parecer inteiramente acrítico, diria que lhe falta visão de jogo capaz de potenciar a qualidade do passe vertical e uma melhor definição dos contra-ataques quando assume a primeira posse... "

 

Ia escrever qualquer coisa sobre a espantosa transferência de Cristiano Ronaldo do Manchester United para o Real Madrid, mas encontrei a -acima citada e- deslumbrante prosa do Bruno Sena Martins (Avatares de um Desejo), que diz muito mais do que algum dia eu iria conseguir compilar em dois ou três parágrafos sobre o craque madeirense. Está aqui tudo... e asseguro que a citação é mesmo só para despertar o interesse alheio ou dos críticos do jogador. Eu também acho Ronaldo uma máquina de futebol...

publicado por MSA às 23:45
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Pela arte taurina...

"Salida del chiquero", escultura em bronze de German Garcia...

 

Uma imagem de uma pequena e bela escultura. E um video. Apenas um video.


 

publicado por MSA às 12:34
link do post | comentar | favorito

CAR: Rumo à Ilha Azul...

Hoje, ao final da tarde, o Faial recebe a animação de mais um rali...

Depois do retumbante SATA Rali Açores o campeonato “desce” à terra e, mesmo com pisos de terra à espera, o Rali Ilha Azul arranca ao final da tarde de hoje para mais um evento onde as habituais lutas não sofrerão grande incremento e onde Ricardo Moura assegura a maioria das apostas face à aguardada oposição que mais uma presença de Gustavo Louro poderá constituir para o campeão em título. Mais animado deverá ser o despique pelo mais baixo lugar do pódio, onde Ricardo Carmo terá de medir forças com Pedro Câmara, Luís Pimentel e Rui Torres, enquanto uns segundos mais abaixo deverão rodar Paulo Rego – curiosamente navegado por Pedro Vale, que incluiríamos no grupo acima se estivesse ao volante… -, Luís Rego Jr. e o local João Borges, de novo ao volante do Impreza de Paulo Silva. Nas duas rodas motrizes Carlos Costa tem a hipótese de aumentar o seu avanço, isto caso o C2 seja o sucesso de resistência da prova anterior, e caso Sérgio Silva não supere o azar que o persegue, e caso também Fernando Meneses não queira arriscar uma aproximação ao campeão em título. De saudar a presença do recuperado Bruno Amaral, assim como a presença de Tiago Mota, numa categoria que pode ter o pódio alinhavado por natureza. Na Formula 2 Olavo Esteves deve ter em João Faria e em Diogo Silva os opositores numa luta que pode ser animada. Na vertente Diesel são de novo os irmãos Paulo e Ricardo Pereira a defender a opção Skoda como competitiva e rápida. Na ilha azul vão também estar as duas candidatas ao título feminino, com Carla Rosado motivada e Raquel Rodrigues agora reposicionada na lista de inscritos, assim como as disputas inerentes aos três troféus monomarca (Saxo, Clio e Yaris/Starlet).
Ao nível do não-homologados apenas sete equipas se vão apresentar à partida, com dois candidatos claros a poderem vencer: Marco Pinto e José Paula. Se o actual líder do campeonato ainda terá de provar as valências do potente Peugeot na terra, já o homem das Lajes do Pico tem na tracção total do Golf um trunfo forte, pelo que a luta até pode ser animada. Com três duplas faialenses a marcarem presença, César Romeiro e Milton Resendes serão, respectivamente, quem vai defender as cores da Terceira e de São Miguel.
Em termos de estrutura a prova faialense é exactamente igual à edição de 2008, iniciando-se com a Super-Especial da Praia do Almoxarife, prova que terá apenas a diferença de, por imposição regulamentar, ser cumprida pelas equipas com pneus de terra, pois é esse o piso maioritário do rali. De resto tudo como em outros anos, com o duro Jaime Melo/Ribeira do Cabo a ser a PE mais difícil e o rápido Capelinhos/Varadouro a mais apreciada pelas duplas habitués do evento do CAF.

 

publicado por MSA às 01:48
link do post | comentar | favorito

A malta de Mortágua...

Em Fafe, a 200 metros da passagem do Confurco, com o pessoal de Mortágua...

Não sei precisar a data, mas penso que terá sido num rali do Centro de há uma meia dúzia de anos. Numa curva difícil e debaixo de uma chuva forte, que nesse dia deu mesmo água pela barba a muito piloto de créditos firmados, troquei alguns comentários com um outro espectador – coisa normal nestas andanças dos ralis… - e, passado uns minutos, tinha já outros amigos dele, também das redondezas, na conversa, assim como a indicação precisa do local onde estavam os seus carros e um assador fumegante a produzir o almoço. Os encontros foram-se repetindo por Fafe, pelo Algarve – onde uma manhã do Rali de Portugal’2005 acabou numa “torcida” atlântica pela serra de Ourique… - e, no passado sábado (em pleno Rali do Porto a contar para o "Nacional"...já agora a reportagem está aqui...), lá a malta de Mortágua apareceu novamente pela zona do Confurco, desta feita cumprida pelos concorrentes em sentido contrário ao tradicional…se é que os troços de Fafe ainda têm tradição. Conversa puxa conversa e dali a uma horita já o entrecosto do sogro do Álvaro – o tal amigo inicial deste convívio motorizado… - “rolava” do grelhador para as barrigas, a toque de um “Bordeaux” de muito bom paladar. Passaram-se mais umas horas, que se remataram em amena cavaqueira junto à mega-tasca (é um autocarro transformado, mesmo…) “Os Vitorianos”, onde a patroa produzia impropérios a uma velocidade bem superior à do vazar dos copos de fino. Até à próxima…que parece ser já amanhã, com leitão a seguir ao Rali de Arganil...hmmm 

 

publicado por MSA às 01:33
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
16
17
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. II Gala Planeta Mulher

. As crónicas do Marcos, em...

. 39º Rali Ilha Lilás/Além ...

. Pousio.

. Rego vence rali de emoçõe...

. #4 Especial Rali 39º Rali...

. 39º Rali Ilha Lilás: Rumo...

. Modo: Rali!

. #3 Especial Rali 39º Rali...

. Julgamento.

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

.quem cá passa

Contador de visitas

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds