Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

PORTO DAS PIPAS

miguel de sousa azevedo - açores

PORTO DAS PIPAS

miguel de sousa azevedo - açores

29.Mai.09

Conferência.

De novo a conferência e de novo com temas acutilantes da n/ actualidade...

O jornalista da SIC-Notícias Mário Crespo será o orador da VIII Conferência “Memorial José Duarte Monjardino”, certame que decorre amanhã, em Angra do Heroísmo.
O apresentador e entrevistador vai falar sobre “Verdades e Liberdades”, a partir das 21 horas, na sede do Lawn Tennis Clube.
“Mário Crespo apresentará à assistência um olhar sobre o jornalismo televisivo nos últimos anos”, adiantou Miguel Monjardino, que organiza, anualmente, esta conferência.
Mário Crespo apresenta o “Jornal das Nove” na SIC-Notícias e o programa “Mário Crespo Entrevista” (considerado pela Associação de Telespectadores o melhor programa emitido pela SIC em Janeiro deste ano). Além disso, no mesmo canal, apresenta o “60 Minutos”, o programa de grandes reportagens da norte-americana CBS.
Nascido em Coimbra, Mário Crespo trabalhou, de 1975 a 1982, trabalhou para a South African Broadcasting Corporation, em Joanesburgo.
Regressou depois a Portugal, assumindo funções como jornalista na RTP. Entre 1992 e 1999 esteve nos Estados Unidos, tornando-se o único jornalista português a ter acreditação permanente na Casa Branca, em Washington. Ingressou na SIC em 2000.
 

 

28.Mai.09

Varas na RTP-A...

Hoje à noite a RTP-Açores, através do programa "O Estado da Região" - que, já de si, tem um título apetitoso... - vai abordar em debate a temática da sorte de varas na região, um assunto que fez já correr muita tinta - imensa dela em mau uso e pleno abuso da paciência dos leitores... -, e que, conforme foi amplamente noticiado, viu desenvolver uma polémica de âmbito arquipelágico, mesmo se outros lhe quiseram dar uma dimensão mundial e estratosférica, que teve como auge um debate parlamentar, que meteu fugas e retrocessos de opinião e vontade, do qual resultou o "chumbo" da proposta de legalização da referida prática ao abrigo das liberdades que por aí se diz nos trouxe o novo estatuto político-administrativo da região.

Como se devem ter apercebido nunca, nem por aqui nem em outra plataforma escrita e duradoura, me referi ao assunto em termos de opinião pessoal, e assim me irei manter. No entanto não deixa de me surpreender este programa, a apresentar depois de consumada a função e que, no máximo, apenas poderá abordar pela rama um assunto requentado e despido de propósitos conclusivos, pelo menos assim vejo a coisa. Nem por aí deixarei de assistir ao dito programa mas, pensemos bem, vem já um pouco ao jeito do quinto toiro da corda, não?


 

27.Mai.09

Salário mínimo: Quanto vales?

O sal deu origem ao actual salário...cada vez com menos sabor...

O Salário Mínimo Nacional vale actualmente menos do que em 1974, ano em que foi criado. 
Se tivesse evoluído ao ritmo da inflação deveria ser hoje de 584 euros, mais 30% do que os 450 definidos no início do ano.

Se tivesse evoluído ao ritmo do crescimento dos preços, o Salário Mínimo Nacional podia valer hoje mais de 580 euros.

 

 

 

 

in "TSF


 

26.Mai.09

Boavista no fundo.

João e Valentim Loureiro: para quando o "mea culpa" relativamente ao Boavista?

No mesmo dia em que o Santa Clara não assegurou a subida à Primeira Liga - agora Liga Sagres -, o Boavista deu mais um passo em falso rumo à sua falência completa, descendo à segunda divisão por classificação, depois da decisão administrativa da última época, que colocara o clube axadrezado na Liga de Honra...ops, Liga Vitalis.

Numa altura em que o futuro se assume bem mais negro que branco para a equipa daquela zona nobre da cidade do Porto, admira-me que não haja uma condenção pública - por parte de adeptos e sócios (se ainda os há, presumo que sim...) - face aos grandes culpados pelo desastre financeiro e moral do clube, sem dúvida o que melhores índices evolutivos apresentava em Portugal aqui há uns anos atrás, realidade que se veio a confirmar estar assente numa podridão de atitudes. Como tão podres foram algumas das últimas aproximações de outros "patos-bravos" ao emblema que, em triste estado, vai lutando contra a desgraça total... 

26.Mai.09

TAC: Aniversário em traje "antigo"...

O Triumph de Adriano Pontes, vencedor do "slalom"...

Uma tarde de sábado com temperatura amena e cerca de 40 veículos clássicos – entre eles duas motos – apenas poderiam proporcionar algumas horas de bonitas imagens e um cenário eficaz para a preparação de uma prova de perícia onde metade dos presentes acedeu ao desafio dos bilros e do cronómetro. Foi assim que o Terceira Automóvel Clube abriu a “saison” para os mais antigos em 2009. Algumas novidades estacionaram no pátio do TAC, de onde se destacavam um impressionante “Chevy” Camaro Z28 – em estado perfeito de stand… -, um vetusto Rover de 1937, viatura de luxo e com pormenores deliciosos no seu interior, ou mesmo o totalmente recuperado Lotus Europa de Francisco Sousa Gomes, sem dúvida um coleccionador cujo espólio é do melhor que há na região.

Sempre em forma o vistoso Dyane "Nazaré"...

No habitual ambiente que estas andanças proporcionam, nem o facto de não haver “passeata” deixou os concorrentes sem conversa para a ocasião, embora a luta contra o tempo tenha depois dado azo a uns “clicks” engraçados, mesmo se – diziam eles… - o “crono” nem era importante. Com a lição bem “estudada”, e aproveitando bem a alma do seu Triumph, Adriano Pontes foi de longe (41,09) o mais rápido, na frente do Mini de Duarte Martins (44,44) e do Honda Civic de André Nascimento (45,72), numa simples “gincana” que bem se prestou a animar as hostes, afinal estas relíquias querem é andar, como bem o mostraram o pré-clássico Porsche de Bruno Teves, ou ainda melhor o Escort MK1 de Adelino Sousa, que brindou a assistência com bonitos piões.

O Mk1 de Adelino Sousa em plena actuação...

Em resumo foi uma ocasião (mais uma…) bem aproveitada para mostrar alguns da perto de centena e meia de carros antigos que povoam a Terceira. Uns em plenas condições outros em vias de as encontrar, numa alusão clara ao valor do património que, também por cá, alguns gostam de preservar…

 

34 anos de motores...

 

Só hoje é que o Terceira Automóvel Clube comemora efectivamente o seu 34º aniversário, o que não impediu a festa antecipada que se viveu no sábado, na sede social de uma agremiação com pergaminhos e história na sociedade local. Como sócio mais antigo presente, coube a Jorge Azevedo partir o bonito bolo – confeccionado pela pastelaria “O Forno” -, após a entrega de troféus aos Clássicos, sendo que antes dessa cerimónia Gerardo Rosa, a cumprir o terceiro mandato como presidente do grémio angrense, exaltou a vivacidade do clube, assim como fez a antevisão do que, em termos de Clássicos, ainda se terá este ano, com um completo passeio nas Sanjoaninas, mais uma concentração, e novo passeio lá mais para Outubro.

Jorge Azevedo corta o bolo dos 34 anos do Terceira Automóvel Clube.

Num agradável convívio onde a Empresa Ideal de Panificação foi outro apoio, também mais um “clássico” foi servido nos pratos: o queijo “Vaquinha”, o mais antigo da Terceira. Em dia de aniversário, parabéns ao TAC.


 

25.Mai.09

Baixa azul-e-branca...

Ontem foi novamente dia de festa na baixa da "Inbicta"...

Já lá vão mais de dez anos passados sobre a primeira de várias vezes em que, na cidade do Porto, fiz parte da festa dos campeões. Campeonatos, taças europeias e outras competições foram marcando a rotina da cidade com, época a época, o clube do Dragão a levar para o velho burgo que deu nome ao país cada vez mais orgulho, cada vez mais razões de brilho, mantendo cada vez mais acesa a chama de uma energia própria e que, nos restantes dias do ano, aquelas ruas e gentes sabem e querem manter. O fim da tarde de ontem não foi excepção, e nem o tristonho empate (1-1) com o Sporting de Braga tirou fulgor às hostes portistas e portuenses, transformando-se a Avenida dos Aliados num enorme manto azul-e-branco, também no dia em que Jesualdo Ferreira - o primeiro "mister" a ser tri-campeão pelo FCP e a ficar mais de três épocas consecutivas no clube... - comemorou 63 anos de idade. À distância pude, novamente, confirmar a proximidade que me liga a todo aquele manancial de energia e cor, sendo que também poderá ser este um novo "alarme" para assinalar férias próximas e um rumo a norte. Aqui ficam mais imagens e um video da festa.

Pág. 1/5