Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

PORTO DAS PIPAS

miguel de sousa azevedo - açores

PORTO DAS PIPAS

miguel de sousa azevedo - açores

31.Jul.06

A história repete-se?...

Ben Jonhson, o canadiano que chegou a ser o mais rápido do Mundo. Banido por doping nos anos 90.Justin Gatlin: o mais rápido homem da actualidade. Banido por doping.

Em 1988 (Jogos Olímpicos de Seul) o mundo do Atletismo ficou estupefacto. Primeiro pela superioridade mostrada por Ben Jonhson (já Campeão do Mundo em Roma'86) na Final dos 100 metros (9.79 e novo recorde mundial), e depois ao saber do envolvimento do canadiano com as substâncias dopantes. Os esteróides que poderão ter dado a "Ben" a velocidade estonteante dessa época acabaram por lhe destruir a carreira e quase a vida. Esteve suspenso, foi preso por desacatos, e ainda regressou na década de 90, mas sem passar de um atleta de segundo pelotão...

Quase 20 anos passados o norte-americano Justin Gatlin, campeão olímpico e mundial dos 100 metros, viu-se banido do Atletismo para sempre. A contra-análise, que se seguiu ao controlo positivo (testosterona) detectado a 22 de Abril, repetiu idêntico desfecho.  O homem mais rápido dos últimos anos não regressará às pistas.
O treinador do atleta, Trevor Graham, garante que o seu discípulo foi vítima de sabotagem, e diz mesmo saber de onde ela partiu.
Todas as marcas obtidas desde 22 de Abril por Gatiln vão ser anuladas incluindo o suposto recorde mundial dos 100 metros (9.76).

Seja como for, e sem saber o desenvolvimento que o caso "Gatlin" poderá ainda ter, posso deixar no ar a possibilidade de a história se repetir. Depois da morte de Florence Grifith-Joyner (a colossal raínha da velocidade nos anos 80...), supostamente com um problema causado pelas substâncias que tomou durante vários anos, e passados os recentes casos de Marion Jones (entretanto regressada) e do seu marido Tim Montgomery (que abandonou as pistas), fica sempre um amargo de boca e uma falta de crença na legalidade das vidas e marcas destes atletas fabulosos...mas que nos enganam e se enganam a eles próprios.

31.Jul.06

Ao longe...

Foi ontem a festa da apresentação do plantel 2006/2007 do Futebol Clube do Porto. Um auto-golo da A.S.Roma, muita cor e esperança em novos títulos (há que se esqueça que a "dobradinha" foi azul e branca novamente...) marcaram o final da tarde no Estádio do Dragão...

A foto de família do Futebol Clube do Porto 2006/2007. Allez, Porto, allez...

Em seis anos foi a primeira vez que não fômos.

31.Jul.06

Higrómetro.

Com os raios UV a baterem recordes e a temperatura a aumentar (pelo menos na Terceira...) estamos a atingir o ponto de ruptura entre a paciência matinal e a transpiração geral. Podem discordar, mas isto (hoje) está duro...
28.Jul.06

Uma música para o dia 28 de Julho de 2006.

Cavalo à Solta (Fernando Tordo/José Carlos Ary dos Santos)

Minha laranja amarga e doce meu poema
feito de gomos de saudade minha pena
pesada e leve secreta e pura
minha passagem para o breve breve
instante da loucura.

Minha ousadia meu galope minha rédea
meu potro doido minha chama minha réstia
de luz intensa de voz aberta
minha denúncia do que pensa
do que sente a gente certa.

Em ti respiro em ti eu provo
por ti consigo esta força que de novo
em ti persigo em ti percorro
cavalo à solta pela margem do teu corpo.

Minha alegria minha amargura
minha coragem de correr contra a ternura.

Por isso digo canção castigo
amêndoa travo corpo alma amante amigo
por isso canto por isso digo
alpendre casa cama arca do meu trigo.

Meu desafio minha aventura
minha coragem de correr contra a ternura.

Para ouvir aqui.

27.Jul.06

Há 60 anos: Primeiros VW Carocha entregues.

O histórico e apaixonante "Carro do Povo"...

A Volkswagen está a celebrar um aniversário importante: Há exactamente 60 anos, os concessionários alemães Gottfried Schultz (Essen) e Raffay & Co. (Hamburgo) receberam os 9 primeiros "Carocha".

O sucesso do Carocha começou em pequena escala: oito carros foram entregues ao concessionário Gottfried Schultz a 17 e 23 de Julho de 1946, e um carro no bairro de Altona, em Hamburgo, onde a Raffay & Co tinha uma concessão, a 22 de Julho de 1946.
Entre 1945 e 1949 a empresa Volkswagen esteve sob administração do Exército Inglês, o qual atribuiu à fábrica de Wolfsburg, ainda muito marcada pela destruição, a primeira encomenda para a produção de 20 000 carros, em Agosto de 1945. De referir que nessa altura a fábrica da Volkswagen só entregava veículos às autoridades Aliadas.
A inglesa “Highway and Highway Transport Branch” nomeou a 11 de Junho de 1946 a empresa Gottfried Schultz em Essen “Distribuidor principal para a Província do Norte do Reno”. A Raffay & Co. recebeu idêntica nomeação para a cidade de Hamburgo.
Em Outubro de 1946, o governo militar Inglês aprovou a organização dos concessionários na zona de ocupação, a qual contava com 10 distribuidores principais e 28 concessionários.
A procura tendo crescido rapidamente depois da reforma monetária, a organização comercial cresceu, e a 1 de Janeiro de 1949 a Alemanha ocidental contava com 16 agentes, 31 grossistas, 103 concessionários e 812 oficinas autorizadas. As vendas do Carocha tinham já atingido as 38.666 unidades e confirmavam o sucesso de um modelo que marcaria a história da Volkswagen.
Ainda hoje, os concessionários Gottfried-Schultz e Raffay estão entre os mais importantes de toda a Alemanha.

in: Motores Magazine.

27.Jul.06

"Alma Açoriana" no Casino de Espinho.

Uma bonita foto de Néri Goulart.

O Casino de Espinho apresenta, até final de Agosto, a exposição itinerante “Alma Açoriana – terra de um povo corajoso”. Da autoria de Manuela Sá Carneiro, Néri Goulart, Carlos Pinheiro e Ricardo Medeiros. A mostra estará patente no hall do auditório do Casino de Espinho até final de Agosto.

A colectiva é um elogio à coragem do povo açoriano e retrata “o estado de alma desta terra de gente feliz com lágrimas", como referem os autores. Considerado como "um universo geográfico muito próprio e peculiar”, os Açores dão o mote à exposição que mostra “a luta constante do Homem pela adaptação às condições adversas da Natureza”.

 

Pág. 1/9