Miguel Sousa Azevedo

Create Your Badge
Quarta-feira, 30 de Novembro de 2005

Um Poema para o dia 30 de Novembro de 2005.

BICARBONATO DE SODA (Álvaro de Campos-*-)

Súbita, uma angústia...
Ah, que angústia, que náusea do estômago à alma!
Que amigos que tenho tido!
Que vazias de tudo as cidades que tenho percorrido!
Que esterco metafísico os meus propósitos todos!

Uma angústia,
Uma desconsolação da epiderme da alma,
Um deixar cair os braços ao sol-pôr do esforço...
Renego.
Renego tudo.
Renego mais do que tudo.
Renego a gládio e fim todos os Deuses e a negação deles.
Mas o que é que me falta, que o sinto faltar-me no estômago e na
circulação do sangue?
Que atordoamento vazio me esfalfa no cérebro?

Devo tomar qualquer coisa ou suicidar-me?
Não: vou existir. Arre! Vou existir.
E-xis-tir...
E--xis--tir ...

Meu Deus! Que budismo me esfria no sangue!
Renunciar de portas todas abertas,
Perante a paisagem todas as paisagens,

Sem esperança, em liberdade,
Sem nexo,
Acidente da inconseqüência da superfície das coisas,
Monótono mas dorminhoco,
E que brisas quando as portas e as janelas estão todas abertas!
Que verão agradável dos outros!

Dêem-me de beber, que não tenho sede!

-*- Heterónimo de Fernando Pessoa, que faleceu faz hoje 70 anos.

publicado por MSA às 15:57
link do post | comentar | favorito

Gustavo Louro na RTP-Açores.

Gustavo.JPG
"VIDA AO VOLANTE " é o nome de um novo programa da RTP-Açores a estrear esta quinta-feira às 22.30, com periodicidade quinzenal.
Identificação de zonas de risco na circulação automóvel, esclarecimentos sobre regras de trânsito, abordagem de acidentes, avançando sempre que possível com a sua origem, são alguns dos temas a abordar neste novo programa, com intuito pedagógico e essencialmente virado para a prevenção rodoviária.

O programa abordará estas matérias numa perspectiva geral, de modo a dar um sentido regional às questões da segurança rodoviária, incluindo conselhos de comportamento na condução, sempre contando com a colaboração do Hexa-Campeão de Ralis açoriano, Gustavo Louro.
Os programas serão gravados não só na Ilha Terceira, mas também em S. Miguel e no Pico.
Programa quinzenal, produzido pela Delegação da Terceira da RTP-Açores, com apresentação de Francisco Sayal e que conta com a participação especial de Gustavo Louro.

publicado por MSA às 11:34
link do post | comentar | favorito

Olhos.

Pretos e escuros. Com um brilho de amor que me alimenta o coração mesmo à distância. Vai descansada que tudo correrá pelo melhor. És forte e nada do que os rancores alimentam nos impede de viver neste jardim. O mesmo onde, todos os dias, semeamos mais umas cores de paixão. Que floresce a olhos vistos. Pretos e escuros.
publicado por MSA às 10:59
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 29 de Novembro de 2005

...

MoulinRouge.jpg
"Moulin Rouge", Henri de Toulouse-Lautrec - 1890.
publicado por MSA às 19:29
link do post | comentar | favorito

Falta.

Sinto falta de casa. Sinto falta de espaço, de ar puro e sereno para respirarmos e sorrirmos sem pressões e olhares. Sinto falta do fim de tarde com comida e bons ares.
A umas horas ainda, já sinto também falta de ti.
publicado por MSA às 11:11
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 28 de Novembro de 2005

Vida.

Por vezes tão injusta e pronta para nos desgostar...
publicado por MSA às 18:53
link do post | comentar | favorito

Um Poema para o dia 28 de Novembro de 2005.

O ACENDEDOR DE LAMPIÕES (Jorge de Lima)

Lá vem o acendedor de lampiões da rua!
Este mesmo que vem infatigavelmente,
Parodiar o sol e associar-se à lua
Quando a sombra da noite enegrece o poente!
Um, dois, três lampiões, acende e continua
Outros mais a acender imperturbavelmente,
À medida que a noite aos poucos se acentua
E a palidez da lua apenas se pressente.
Triste ironia atroz que o senso humano irrita: —
Ele que doira a noite e ilumina a cidade,
Talvez não tenha luz na choupana em que habita.
Tanta gente também nos outros insinua
Crenças, religiões, amor, felicidade,
Como este acendedor de lampiões da rua!
publicado por MSA às 17:48
link do post | comentar | favorito

Prova Cronológica do Aquecimento Global...

aquecimento.jpg
publicado por MSA às 13:05
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Richard Burns (1971-2005)

burns.jpg
Nunca foi dos meus pilotos preferidos, mas tenho de reconhecer que, em termos de empenho, dedicação e raça era um dos grandes. Como o foi na luta contra a doença e na forma como encarou um destino com muitas reticências. Nunca virou a cara e sempre afirmou que voltaria a correr mal pudesse. Estão de luto os ralis e perdeu-se mais uma estrela na constelação dos eleitos para conduzir depressa. Tão rápido que só a morte os vence.
Rest in Peace, Richard Burns...
publicado por MSA às 11:29
link do post | comentar | favorito

No Estádio...

Ontem, e antes de presenciar a "habilidosa" arbitragem do Lusitânia-Angra Património Mundial/S.L.Benfica, que os encarnados venceram por 5 pontos de discórdia, passei pelo Estádio João Paulo II para ver um pedaçito do Lusitânia/Desportivo de Rabo de Peixe. Há já uns tempos largos que não entrava na "casa" onde passei muitos Sábados e Domingos de são convívio e prática desportiva. Está estragado e descuidado. E contei 23 pessoas na bancada...até o vento se fazia ouvir melhor.
publicado por MSA às 11:26
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 25 de Novembro de 2005

Morreu o "5º Beatle"...

GBest.jpg
So Long, George Best.
publicado por MSA às 19:45
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Ops!

Ei, são seis da tarde? As notícias estão gravadas...
Então olhem, bom fim-de-semana.

Sorriam.
publicado por MSA às 18:55
link do post | comentar | favorito

Bom Dia.

imprezawrxsti.jpg
Pela terceira manhã consecutiva a primeira coisa que me prende a atenção, ao vir para o trabalho, é um Subaru Impreza WRX Sti-versão 2005.
Novo, reluzente, e lindo de morrer. Bem à espera de um qualquer bilhete premiado do Euro-Milhões...
publicado por MSA às 11:46
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 24 de Novembro de 2005

...

OportoRoofs.jpg
"Oporto Roofs" - Pinheiro de Santa Maria, 1996.
publicado por MSA às 16:03
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 23 de Novembro de 2005

A esperança do Dragão.

O Futebol Clube do Porto tem hoje um desafio decisivo para a sua continuidade na edição 2005/2006 da Liga dos Campeões. No Estádio do Dragão convém mesmo que a equipa de Co Adriaanse vença os escoceses do Glasgow Rangers. Não correndo o perigo do avançado Prso (que está lesionado) voltar a esmurrar Pedro Emanuel ou a marcar um golo após falta sobre Vitor Baía, cabe ao treinador holandês ter a arte e o engenho de escalar um "onze" e uma coerência de jogo que permitam manter nos 90 minutos a superioridade da turma azul-e-branca. Já que a mesma existe.
Por aqui, e sabendo que andam cerca de 3500 escoceses a colorir as ruas da Invicta, apenas digo que era bom o Mar tirar folga por hoje. De modo a deixar ir beber um cafézinho ao "Bom Dia" antes da partida, tomando o pulso à festa junto à Gelataria "Estádio" e antes de descer a Alameda rumo ao palco das emoções nas noites europeias. Isso sim arrepia...
publicado por MSA às 12:43
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 22 de Novembro de 2005

Um Poema para o dia 22 de Novembro de 2005.

AO LONGE OS BARCOS DE FLORES (Camilo Pessanha)

Só, incessante, um som de flauta chora,
Viúva, grácil, na escuridão tranquila,
-Perdida voz que de entre as mais se exila,
-Festões de som dissimulando a hora.

Na orgia, ao longe, que em clarões cintila
E os lábios, branca, do carmim desflora...
Só, incessante, um som de flauta chora,
Viúva, grácil, na escuridão tranquila.

E a orquestra? E os beijos? Tudo a noite, fora,
Cauta, detém. Só modulada trila
A flauta débil...Quem há-de remi-la?
Quem sabe a dor que sem razão deplora?

Só, incessante, um som de flauta chora...
publicado por MSA às 11:08
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 21 de Novembro de 2005

Boa Sorte...

"Boa Sorte...". Foi o que José Sócrates desejou a Carlos César e à sua equipa. "Boa Sorte na vossa governação"...Para depois se despedir do Congresso Regional que reelegeu César para mais dois anos à frente dos socialistas açorianos, deixando um "Forte abraço, do fundo do coração"...
Ó Sr. Primeiro-Ministro, e líder nacional do P.S., não é que eu tenha nada a ver com as vossas relações institucionais e pessoais (embora elas até me afectem qualquer coisa...), mas e falar de coisas sérias? Nada?...
Boa Sorte e um forte abraço.
publicado por MSA às 17:18
link do post | comentar | favorito
Domingo, 20 de Novembro de 2005

Armindo Araújo Tri-Campeão Nacional de Ralis!

Armindo3x.jpg
Parabéns, Amigo!
publicado por MSA às 19:55
link do post | comentar | favorito
Sábado, 19 de Novembro de 2005

Surpresa!

retratossandrarocha.jpg
Ontem, pelas 19h00, teve lugar a inauguração da Exposição Fotográfica “Retratos da Nossa Gente”, da fotógrafa Sandra Rocha, no átrio principal do Centro Cultural e de Congressos de Angra do Heroísmo, mostra que ficará patente ao público até ao final do mês de Dezembro do corrente ano...

E mais não digo. Vão ver, apreciem, entendam a forma criativa e simples como se perpetuaram ali figuras do nosso dia-a-dia e de sempre. Simplesmente diferente e surpreendente. Como devia ser toda a Arte. Orgulhem-se de uma das nossas...
publicado por MSA às 01:40
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 18 de Novembro de 2005

?Campeão Nacional de Ralis-2005?

campeoes2005.jpg
É já esta noite que vai para a estrada mais uma edição do Rali "Casinos do Algarve", última prova pontuável para o Nacional de Ralis deste ano, e que conta com o inédito atractivo da decisão do título se dividir por quatro(!) pilotos. É assim mesmo. Fernando Peres, Armindo Araújo, Miguel Campos e José Pedro Fontes são os homens que sonham para amanhã, à porta do Casino junto à Praia da Rocha, estar a levantar a coroa de louros de Campeão Nacional/2005 ao final da tarde algarvia. Como todos os desportos o automobilismo é fértil em contrariedades e surpresas, sendo as previsões difíceis de fazer e passíveis de pouca precisão. Mais do que uma antevisão fica um desejo. Uma boa prova com grandes disputas (que eu muito gostaria de acompanhar da beira da estrada, como nos dois últimos anos...) e que vença o mais forte. Se puder ser o meu amigo Armindo tanto melhor...
publicado por MSA às 18:55
link do post | comentar | favorito

Um Poema para o dia 18 de Novembro de 2005.

MENINO E MOÇO (António Nobre)

Tombou da haste a flor da minha infância alada.
Murchou na jarra de oiro o púdico jasmim:
Voou aos altos céus a pomba enamorada
Que dantes estendia as asas sobre mim.

Julguei que fosse eterna a luz dessa alvorada,
E que era sempre dia, e nunca tinha fim
Essa visão de luar que vivia encantada,
Num castelo de prata embutido a marfim!

Mas, hoje, as pombas de oiro, ares da minha infância,
Que me enchiam de Lua o coração, outrora,
Partiram e no Céu evolam-se, à distância!

Debalde clamo e choro, erguendo aos Céus meus ais:
Voltam na asa do vento os ais que a alma chora,
Elas, porém, Senhor! Elas não voltam mais...
publicado por MSA às 15:49
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 17 de Novembro de 2005

De boca a boca...

fumador.JPG
Hoje é o Dia Nacional do Não Fumador. Ou seja, é o Dia Nacional de 3/4 da população portuguesa, já que os restantes 25% não se escusam a, todos os dias, queimar uns quantos cigarritos cujo tabaco, vorazmente, aspiram e tossem ao longo das horas em que estão acordados. Não sou extremista, nesta nem noutras questões, mas confesso que o paladar apurado, a garganta limpa e o alívio de não tossir por motivos externos me seduziram de há uns tempos a esta parte. Confesso também que o gesto, a pose, o hábito, e tudo o mais, possam indiciar prazer, pois já o senti e nunca fui um fumador inveterado ou coisa que para lá se chegue. Mas optei, em primeiro lugar, pela saúde dos meus pulmões, coração e afins.
Hoje, pela primeira vez, fiz contas ao calendário. E não toco num cigarro há 686 dias...
publicado por MSA às 12:59
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quarta-feira, 16 de Novembro de 2005

Dia.

Hoje é o Dia Mundial do Mar. E acho bem que se esgotem em comemorações, palestras, debates, e inaugurações viradas para o pleno e majestoso azul-verde.
Assim, e nos restantes 364 (ou 365...) dias, posso-lhe eu prestar as mais singelas homenagens e recriar em formas várias toda a minha admiração e respeito...
Por ti, Mar.
publicado por MSA às 18:50
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

São Jorge.

Que tarde fantástica. E como São Jorge parece dizer, lá, do outro lado deste mar que brilha:
-Vem. Anda cá...
publicado por MSA às 15:56
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 14 de Novembro de 2005

Ufa!

E, de repente, deu-me vontade de gritar ao mundo as saudades que tive e como passaram num ápice.
De como um sorriso e um abraço fazem estalar ansiedade de dias. Tornando-a num calmo recordar de toques e coisas breves. E de como nunca é breve esse sentir.
publicado por MSA às 16:09
link do post | comentar | favorito

Um lugar. Uma imagem.

FinchleyRoadblog.jpg
E de onde, durante dias de intervalo no alarido da vida corrida, saíamos para novas descobertas.
E para onde, com os olhos cheios de imagens e novas experiências, voltávamos à noite cansados.
Mais um sítio onde a certeza do amor prevaleceu...
publicado por MSA às 16:04
link do post | comentar | favorito

Um Poema para o dia 14 de Novembro de 2005.

FIVE O'CLOCK TEAR (Emanuel Félix)

Coisa tão triste aqui esta mulher
com seus dedos pousados no deserto dos joelhos
com seus olhos voando devagar sobre a mesa
para pousar no talher
Coisa mais triste o seu vaivém macio
p'ra não amachucar uma invisível flora
que cresce na penumbra
dos velhos corredores desta casa onde mora

Que triste o seu entrar de novo nesta sala
que triste a sua chávena
e o gesto de pegá-la

E que triste e que triste a cadeira amarela
de onde se ergue um sossego um sossego infinito
que é apenas de vê-la
e por isso esquisito

E que tristes de súbito os seus pés nos sapatos
seus seios seus cabelos o seu corpo inclinado
o álbum a mesinha as manchas dos retratos

E que infinitamente triste triste
o selo do silêncio
do silêncio colado ao papel das paredes
da sala digo cela
em que comigo a vedes

Mas que infinitamente ainda mais triste triste
a chávena pousada
e o olhar confortando uma flor já esquecida
do sol
do ar
lá de fora
(da vida)
numa jarra parada
publicado por MSA às 15:57
link do post | comentar | favorito

Mudanças.

Podem não saber, mas tenho um sorriso estampado no rosto desde Sábado de manhã...
publicado por MSA às 12:56
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 11 de Novembro de 2005

Dia e noite.

São Martinho, Pão e Vinho...
publicado por MSA às 21:27
link do post | comentar | favorito

...

She's arriving...!
publicado por MSA às 17:28
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 10 de Novembro de 2005

Experience… (crónica)

BuildingDreamsblog.jpg
Entreabriu os olhos, de uma forma preguiçosa e lenta, e viu um vulto por detrás de uma cortina que esvoaçava ao vento. Levantou-se de rompante, ou pelo menos pensou que o fazia, mas o corpo não respondeu à ordem cerebral e deixou-se ficar numa inacção sonolenta e fria. Não sentia o aconchego dos lençóis, o relevo da almofada, ou tão só o duro colchão que lhe amparava as horas de descanso. Ficou preocupado.
Sentiu um cheiro forte a flores e temperos. Entre uma seara agreste de sentidos e sabores, havia qualquer coisa de culinário mas luxuriante naqueles aromas. Seriam as cores associadas que lhe mantinham o desejo…ou a fome? Seria a amplitude das suas ansiedades a pregar mais uma partida ao seu olfacto apurado? Seria ainda um recalcamento das manhãs de Sábado onde o Cozido era lei, mas a carne de todo nunca o inebriara? Apalpou o estômago em razão de azia e deixou-se virar para o lado do prato vazio.
Gritavam-se ao longe pedidos de ajuda. Alguém aflito necessitava de um corpo forte ou de uma mão amiga. Quem seria e porque gritava tanto? Incomodava-o o ruído. Aliás sempre lhe fizeram mal os barulhos e rompantes. A calma aparente que vendia como imagem mais não era que uma fachada para a insegurança latente que até as pernas fazia tremerem. Estaria na altura de ajudar aquele desconhecido ou de romper a carapaça de dúvidas e reticências dos passos dados? Nunca mais acabariam as perguntas sem resposta? Parecia que não…
Viu um cão na rua. Um cão diferente de todos aqueles que habitualmente povoavam a viela dos Abraços. Tinha um olhar terno de pessoa amável e o andar desajeitado de ainda cachorro. Aproximou-se e arriscou a festa logo à primeira. Recebeu-a mas estranhou o receio transmitido. Estas coisas também se passam pelas mãos? Aos cães? Nos gatos não seria tão fácil deixar marcas ou revelar fraquezas. São felinos e seguros de si…tão diferentes das vidas e das cores na viela dos Abraços.
Olhou o Mar. Não da forma habitual de contemplação e respeito. Com desdém e inveja pela sua imensidão e poder. Mas logo se arrependeu, afinal estava ali o seu único amigo que ia e vinha…
Recolocou todas as peças no xadrez que nunca soubera jogar. Abanou-as com vontade de um xeque-mate à vida. Outra coisa desconhecida mas que lhe veio ao pensamento na altura. Pensou se seria também possível apagar os pensamentos. Afinal nunca usara um lápis de livre vontade, mas sim a tinta que não se apagava e dificilmente se corrigia. Era mais uma imagem de afirmação contrária ao desejo. Mas que quereriam dizer todos estes episódios?
Sentiu-se actor de uma película gasta e pouco ovacionada. Não era um filme, era mesmo uma película. Aderente e de difícil forma. Cobria todas as cores, cheiros, impedia os sabores de se fazerem sentir, e ofuscava ainda mais – numa transparência quase formal – as imagens que fariam seguir a história. Descobriu tudo.
Ficara à porta do Sonho. Que, nesse dia, estava fechado para balanço…

publicado por MSA às 15:51
link do post | comentar | favorito

Por las Pampas.

Em matéria de vivências latinas, deste e do outro lado do Atlântico, "Mi amigo" Vargas é um conhecedor. Portista convicto, Portuense orgulhoso e adepto incondicional dos Açores, é a única pessoa que conheço que viajou pelo Mundo em busca de um sentido que, afinal, lhe está na alma: a universalidade. Hasta.


http://www.catalunyaatlarge.blogspot.com/

publicado por MSA às 11:11
link do post | comentar | favorito

Fumaceira.

Dei conta, há uns dias atrás, de que o meu regresso aos Açores me tinha "desligado" de um espaço onde a inovação e o estilo me deixaram clientes. Embora sendo ex-fumador não costumo resistir à "Sala" do André Bradford. A visitar...inalando ou não.


http://sdefumo.blogspot.com/

publicado por MSA às 11:07
link do post | comentar | favorito

Excerto para o dia 10 de Novembro de 2005.

"Felizes os infelizes
Que criam raízes".

(Almeida Firmino)
publicado por MSA às 11:02
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 9 de Novembro de 2005

Segundos.

E hoje o Sol expressou-se de vontade sobre o verde das àrvores além e sobre o azul do Mar lá embaixo.
Enquanto se discutem orçamentos, planos, reformas e decretos que tais. Olho o Sol. Às vezes os segundos nem dão para isso...
publicado por MSA às 17:36
link do post | comentar | favorito

Casa Pia.

O antigo deputado e ministro socialista Paulo Pedroso, o humorista Herman José e o arqueólogo Francisco Alves não vão ser julgados por crimes relacionados com o processo de pedofilia da Casa Pia.

A decisão foi hoje tomada por unanimidade pelo colectivo de juízes do Tribunal da Relação de Lisboa que apreciou o caso.

Ainda bem para eles.
publicado por MSA às 17:32
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 8 de Novembro de 2005

Calendário.

E de repente alterou-se todo.

Passou de um daqueles calendários de parede, chatos e sempre a pedirem que lhes viremos os meses e as folhas, para um singelo e apetecível calendário de bolso. Que vou usar todos os dias até à hora do sorriso...
publicado por MSA às 11:05
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 7 de Novembro de 2005

...

theproblem.jpg
"The Problem We All Live With", Norman Rockwell (1964)
publicado por MSA às 21:08
link do post | comentar | favorito

É assim.

Quando ouvimos uma música que nos faz vaguear no Tempo.

Quando sentimos o cheiro do frio que nos corta as Estações.

Quando pisamos a erva macia de um sítio que não nos é desconhecido.

Quando a ressalga nos invade o olhar, atento, e se transforma em lágrimas de momento.

publicado por MSA às 20:46
link do post | comentar | favorito

As entrevistas de Rui Rio.

Só hoje me lembrei de aqui comentar a recente posição de Rui Rio, e do restante Executivo Municipal do Porto, relativamente à Comunicação Social. O edil da Invicta decidiu entrar numa espécie de "black-out" informativo, relegando para apreciação o interesse ou não de possíveis entrevistas, as quais serão respondidas por escrito.
Logo vozes se levantaram acusando Rio de estar a "abusar" logo de entrada, fruto da recente maioria absoluta, de ser ditador e de mais esta ou aquela infame atitude.
Ninguém se lembrou foi de contabilizar a quantidade de "manchetes" e primeiras páginas com que os jornais brindaram o primeiro mandato de Rio, agindo quase sempre de forma tendenciosa e tendo como objectivo declarado o ataque barato. Ou seja, mais do que uma atitude radical de Rio, o processo vem na senda da falta de brio de muitos jornalistas que, durante quatro anos, defenderam outros interesses que não o de bem informar. Tiveram mesmo de inventar e "farolar" na ânsia de vender papel ou de que a autarquia voltasse às antigas mãos. Claro que nem todos terão assim agido. Mas, e como em muitas outras coisas, por uns pagam os outros!...
publicado por MSA às 16:05
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Irritação.

. Luís Miguel Rego fez hist...

. Urban Art.

. Atlântida Taurina (Festas...

. Feira Taurina Graciosa 20...

. Ralis rumam à Ilha do Sol...

. Homenagem.

. Délio Teodoro e Dânia Fur...

. Wolfmother - Dimension

. A emoção paternal de "Rub...

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

.quem cá passa

Contador de visitas

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds