Miguel Sousa Azevedo

Create Your Badge
Quarta-feira, 24 de Novembro de 2004

...

AndyWarholMarilyn.jpg
Andy Warhol - Marilyn
publicado por MSA às 23:28
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Um Poema para o dia 24 de Novembro de 2004

POÉTICA (Vinicius de Moraes)

De manhã escureço
De dia tardo
De tarde anoiteço
De noite ardo.

A oeste a morte
Contra quem vivo
Do sul cativo
O este é meu norte.

Outros que contem
Passo por passo:
Eu morro ontem

Nasço amanhã
Ando onde há espaço:
– Meu tempo é quando.

in "Poesia completa e prosa: Nossa Senhora de Los Angeles"
publicado por MSA às 22:33
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 18 de Novembro de 2004

Knight Rider

kit.jpg
Não me apeteceu escolher uma imagem bonita ou recomendável para publicar agora. Quis mesmo vasculhar o piroso que há em nós. Ou a magia da fantasia que se tem em criança? Onde os critérios ainda são tão puros e pouco sabedores das deformações que a vida lhes dará?...
Acho que a dobragem mais recente ainda deixou Michael e "Kitt" mais fechados nos calabouços da falta de imaginação e talento. Mas a musiquinha e os "leds" vermelhos da grelha do Camaro são inesquecíveis, hã?
publicado por MSA às 02:26
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

E um suspiro antes de dormir

O corpo já pede descanso e os olhos querem esquecer os quantos números e letras com quem se cruzaram pelas horas. É noite, escura, e com o frio a nascer do Norte do país para os ossos e tremideiras. Agarro-me ao passado por um dia apenas e aperto o sono de ontem com a firmeza de quem despreza as insónias...tal como elas não ligam pevide ao nosso bem estar. Ainda hão-de ver...
publicado por MSA às 02:17
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Um Poema para o dia 18 de Novembro de 2004

COMICS (Greta Benitez)

O sax me injeta ciúmes na veia
Barítono ambíguo
Homem-aranha, moça feia
Ela, sem notar, arquiteta a teia
E vira mulher-gato
olhe a foto
Homem-mosca, mulher-porcelana
Todos fazem parte da trama.
Eu, moça-vitral, fruta cristalizada
Será que sou amada?
publicado por MSA às 02:13
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 17 de Novembro de 2004

Já há dias que me apetecia vê-las por aqui...

hortensias.jpg
publicado por MSA às 20:42
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Da minha Anita...

Anita.JPG
Não posso deixar de vos mostrar o comentário que a minha Anita deixou no blog da nossa amiga Rosa Silva:

"Comentário ao: Nesta ilha onde moro...

… deixei rolar umas lágrimas de saudade da "minha" ilha que já não respiro há dois anos. Cerrei os olhos, respirei fundo e aqui estou eu sentada no "Pico do Capitão" bem cá em cima onde o verde é de facto uma manta de retalhos, onde as tonalidades do azul nos lavam a alma, onde a maresia me salpica o corpo e o pasto me faz marejar os olhos à liberdade. Logo à noite, amiga, como eu dava tudo para ir à "poça" do Porto Martins ver Estrelas Cadentes e pedir um desejo. E a seguir comer cracas e lapas e rir a bom rir com meus amigos. Pegar na viola...olha as cantorias, vamos fazer teatro...vamos cantar as velhas...vamos esperar o gado...vamos...vamos todos juntos!!! É isso Rosa, é de tudo isto que tenho saudades: de um pedaço misterioso de terra rodeado de mar, onde as pessoas vivem. Por aqui tenho a noção de que apenas existem.
Anita"

Que feliz fico por sentir que ela já vê a minha (nossa) ilha como se fosse pelos meus olhos. São coisas do coração...
publicado por MSA às 13:56
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Terça-feira, 16 de Novembro de 2004

We are the World (USA for Africa - 1984)

we are the world.jpg
There comes a time when we heed a certain call
When the world must come together as one.
There are people dying and it's time to lend a hand
To life - the greatest giff of all.

We can't go on pretending day by day
That someone somewhere will soon make a change.
We are all a part of God's great big family
And the truth
you know
love is all we need.

We are the world
we are the children

We are the ones who make a brighter day
so let's start giving.
There's a choice we're making
we're saving our own lives.
It's true
well make a better day
just you and me.
Well
send them your heart
so they'll know that someone cares
And their lives will be stronger and free.
As God has shown us by turning stones to bread
And so we all must lend a helping hand.

We are the world

We are the children
. . .
publicado por MSA às 00:36
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Arte sobre rodas

BMW320i-RLiechtenstein.jpg
BMW 320i, decorado por Roy Liechtenstein, usando linhas e ponteados para simbolizar a velocidade e o pôr e nascer do sol em Le Mans...
publicado por MSA às 00:08
link do post | comentar | favorito

Um Poema para o dia 16 de Novembro de 2004

FADO (Miguel Torga)

Tem cada povo o seu fado
Já talhado
No livro da natureza.
Um destino reservado,
De riqueza
Ou de pobreza,
Consoante o chão lavrado.

E nada pode mudar
A fatal condenação.
No solo que lhe calhar,
A humana vegetação
Tem de viver, vegetar,
A cantar
Ou a chorar
Às grades desta prisão
publicado por MSA às 00:03
link do post | comentar | favorito
Domingo, 14 de Novembro de 2004

Patins em Portugal (1873)

patins.jpg
Sabiam que os primeiros patins em Portugal terão pertencido à Rainha D. Maria Pia, que em Mafra se exibiu neles. Pensa-se que foram trazidos de Paris por Madame Daupiás.
publicado por MSA às 07:09
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Cof cof! É a sala de fumo!

http://sdefumo.blogspot.com/


E eu a pensar que o André Bradford se tinha silenciado para a blogosfera. Gosto do look agressivo mas selecto do espaço. Quanto ao conteúdo, já antes era cliente...

publicado por MSA às 04:00
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Adoro

Unas.JPG
a forma desinibida e decidida com que Rui Unas trata o facto de ter perdido cabelo. É natural e, como tal, há que lidar com a situação da forma mais simples possível. Falo com justiça de causa pois comigo aconteceu o mesmo e, uns tempos depois, apercebi-me que poderia ter entrado para o vasto leque de homens portugueses que disfarçam a falta de cabelo...
Eles esticam, lambusam, besuntam, dividem, repartem, pintam e alinhavam...para um fim comum e sempre fácil de detectar: são carecas!
Meus senhores, agarrem-se à música de Carnaval que foca o assunto e deixem-se de enganos, ou melhor, deixem-se estar...animam-nos a vida com a vossa imaginação!
publicado por MSA às 03:56
link do post | comentar | favorito

Olhem que demorou...

yasser-arafat-photos-02.jpg
Está morto

Está vivo

Está morto

Está vivo

Está morto

Está vivo

Está morto...e estava mesmo.
publicado por MSA às 03:30
link do post | comentar | favorito

e o Dragão já comanda

Quaresma2.jpg
Concidiu com um maior silêncio deste meu blog a maior crise portista dos últimos tempos. A verdade é que, com toda essa propalada e anunciada crise, já vamos em primeiro, vencemos na Luz e demos três "secos" ao Sporting em casa. Competições Europeias e Taça de Portugal à parte e cada vez mais gosto desta forma de falar das equipas como se fizéssemos parte delas.
Já agora, ainda há quem diga que contratar o Quaresma foi uma asneira daquelas? Oxalá não vá à Selecção para não se magoar...
publicado por MSA às 03:12
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sábado, 13 de Novembro de 2004

VERDADE

Ora esclareçam-me, por favor. As eleições presidenciais não são só em 2006? É que Santana Lopes "berrou" ontem, em Barcelos, que queria Cavaco Silva como candidato para as Presidenciais do próximo ano. Será que já nem sabe a quantas anda?

PS-E, já agora, a resposta de Cavaco foi eloquente...
publicado por MSA às 23:12
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 12 de Novembro de 2004

Bagão internado

O ministro Bagão Félix esteve hoje a ser assistido, devido a uma crise aguda de hipertensão (pelo menos foi o que ouvi...), no Hospital de Santo António, onde trabalho. A notícia rapidamente correu os corredores e os carros de exteriores das televisões apareceram num ápice. Apenas pensei que mau deve ser estar-se doente e ter meio-mundo a desejar-nos mal...quanto à outra metade nem vou dizer o que ouvi!
publicado por MSA às 21:23
link do post | comentar | favorito

pfff...daqueles dias

Hoje tive um daqueles dias em que não nos achamos nada de especial. Não estamos bonitos nem felizes demais. O entusiasmo passou despercebido à jornada e o trabalho rendeu menos do que o cansaço possa aparentar. Nem o ser Sexta-feira foi por aí além positivo. Pfff...amanhã vai ser melhor, ora se vai!
publicado por MSA às 21:19
link do post | comentar | favorito

Um Poema para o dia 12 de Novembro de 2004

DIRT ROAD IN FRANCE (Hugh Elliott)

My father said he met Henrik
Ibsen having coffee in Europe.
They talked of big things.
My father said he found his calling
on a dirt road in France
where crows sought something shiny.
He fought to write,
but words fumbled in his mouth
like refugees with no place to go.

When I saw my father
pressed in his coffin
like a book on a shelf,
I thought Ibsen must have led
a shifty, shameless life.
publicado por MSA às 21:16
link do post | comentar | favorito

...

Botero-Mona-Lisa-1977.jpg
Mona-Lisa, Fernando Botero (1977)

"No son gordos… son sensuales, sería la explicación del maestro Fernando Botero a quienes "eternamente" le han preguntado sobre su estilo, su magnificación de las formas y el volumen, el mismo que ha inmortalizado su nombre en Nueva York, Florencia, París, Munich, Londres, Madrid, Moscú, San Petersburgo, Tokio, Seúl, Beijín y la lista sería muy larga hasta llegar a ésta, su ciudad natal."
publicado por MSA às 21:11
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Apoio ao Paulo Silva

ApoioPauloSilva.jpg
Paulo Silva, o navegador de Rodrigo Ferreira no Troféu Fiat Punto, continua internado no Hospital de Santo António na cidade do Porto, onde recupera do infeliz acidente que a equipa sofreu na penúltima classificativa do Iduna Rali Lafões (Senhora do Castelo/Vouzela-3) e que, graças à rápida acção de alguns espectadores, não atingiu proporções de tragédia.
Mais do que falar do que se passou, de quem tem razão, de quem não parou, e do que se podia e devia ter feito, importa estar com um amigo e praticante do automobilismo numa altura de ansiedade e cuidado para ele e para os seus.
Mais do que saber que a sua recuperação está a correr bem dentro do possível, graças ao apoio familiar - e não só - que tem tido e também à sua grande força de vontade, poderemos todos estar com o Paulo através de simples e encorajadoras palavras.
Basta deixar uma mensagem em www.paulosilva.icom.pt onde a lista vai crescendo e onde o navegador poderá depois concluir que muita gente está a "torcer" por ele nesta difícil e sinuosa "classificativa". Não custa nada e vai saber tão bem...
publicado por MSA às 19:24
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 10 de Novembro de 2004

O regresso da Poesia no dia 10 de Novembro de 2004

ALMA (José Carlos de A. Brito)
A Willian Blake


1
De etéreos dedos
E mãos aladas
Sobre meu corpo

- Morto vivente -

Que guarda as águas
Absorvidas
De um rio louco,

(Sob aparência
De coisa nua
De um insepulto)

Você foi anima
Surgida em fogo:
Teu manto oculto.

2
As tuas chamas
Que me acenderam
Um breve riso

Não te consomem
Com a paixão;
São frontispício.

3
Tu não tens alma
Pois só tens vida;
A que eu tinha.

Se tenho a morte
A vida é tua
Tu (alma) és minha.

4
De ti eu tenho,
Vindo da chama,
Um leve sopro

E por ser morto,
Não tenho amor;
Está em teu corpo.
publicado por MSA às 23:38
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

...

Monet.jpg
Monet, Claude (1840-1926).
publicado por MSA às 23:30
link do post | comentar | favorito

(provavelmente) não há mais "Do Porto das Pipas..."

Por falta de vontade...talvez.
Por não gostar do tratamento gráfico que davam ao que escrevia...também.
Porque não quero escrever no outro jornal da ilha...não sei.
Porque 76 é um número bonito...nem por isso.

Por várias razões, com as quais não chatearei ninguém, e acho que se acabaram as minhas crónicas semanais.

E pronto!
publicado por MSA às 23:24
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Nos ares da vinha do Senhor Aurélio...(Crónica)

Vinha.jpg
Por histórias contadas pelos mais velhos sei que as casas da família da minha Avó, no Porto Martins, sempre foram de uva afamada e vinho cuidado. Pois como esses tempos foram de outros a minha iniciação nas hostes vindimeiras foi do lado oposto da ilha: nos Biscoitos. Em criança ainda me lembro de pisar uvas na adega do Dr. Machado, mas foi mesmo no lado norte dessa Terceira que me “perdi” de amores por valas e “curraletas”! Por mero acaso, e depois de uma actuação fora de tempo da nossa marcha das Sanjoaninas, acabei por pernoitar ali pela Canada do Porto, na casa dos meus vizinhos de Angra, o Marquinho e a Patrícia. O dia amanheceu com as “marcas” de uma noite dançada, mas havia vários cheiros no ar. Um deles era da cozinha e da famosa feijoada que a Dona Bernardete estava em modos de preparar, o outro era a uva ansiosa pela colheita e exalava pela vinha do Senhor Aurélio, a única pessoa a quem deixo que me chame “Luís Miguel”, pois já nem me soaria bem ouvir-lhe a voz se me dirigisse só o segundo nome. Num ápice estava na vinha e já o João “das Iscas” me ensinava a melhor forma de “quebrar” o cacho sem “esparrinhar” as pérolas de Baco. Que dia aquele! Foi um fartote de trabalho, de risos, e uma descoberta que, afinal, me faria guardar no coração a proximidade daquela data nos anos seguintes. É que, como em muitas outras, na vindima do Senhor Aurélio o trabalho era até à hora do almoço. Depois…depois viesse o assunto a baile que logo seria discutido com afinco, o mesmo com que se abria mais uma cerveja fresquinha, e tão parecido com o que fazia trincar um pedaço de entrecosto ainda quente da brasa.

Falava-se de toiros, do vinho-de-cheiro dos Biscoitos (aliás a adega ostentava o epíteto de “Confraria do Vinho de cheiro”), e aquelas paredes, meias com a alegria, não deixavam derreter ao sol o esforço de mais uns litros de suor…e de tinto! Nas várias vindimas a que fui a memória encarregou-se de ir “seleccionando” imagens e recordações que perdurarão até que, a páginas tantas, as mesmas se vão confundindo com outro dia de orgulho naquela e noutras casas das redondezas: O Domingo do porto. Mas isso já serão contas de outras histórias. Hoje é da vindima que me quero lembrar. Dos muitos cestos “recheados” da mais pura rocha e que os mais afoitos nunca pararam de transportar às costas. Das chegadas esperadas da “Orquestra do Mendonça”, onde o hábil percussionista marcava o ritmo fazendo uso dos seus “tarecos”, “Mini-tarecos” e da piada de assobio. Dos dias em que o Zeca Freitas ia para a varanda fazer de “capataz” da empreitada, revelando mais jeito na função do que na apanha da uva (!). Dos dias em que o Domingos desaparecia por minutos e surgia ao fundo, no torreão, fantasiado do personagem da altura. Das desgarradas atrevidas, onde me via aflito para debater com o Gouveia, pressão que já se atenuava quando o adversário era o Fagundes. Do dia em que, em pose com o Sr. João Garcia, cantámos a “Rua do Capelão” ao som hábil de um violão bem tocado. Dos “eternos” ensaios de um grupo de veteranos (na idade…) aprendizes de tocadores, que nunca chegaram a rumar ao Oriente desejado. Do encontro sistemático de gerações, cujas diferenças de idade se iam pondo como o sol ao mar com o avançar da tarde. Das tardes ruidosas com todos os nossos amigos de touradas e Carnavais, especialmente os que apareciam à hora de almoçar com o tradicional “-Não deu para vir mais cedo…”. Das deslocações às “nocturnas” da Vila Nova que davam sempre direito a uma “digressão” pelas canadas dos Biscoitos ou das Quatro Ribeiras. Das tigelas de barro onde se provava o resto do vinho velho e da “guerra” para não deixar transbordar a garrafa de vinho doce que vinha até Angra…quando lá chegava! Do convívio, do são convívio que se vivia daquele portão para dentro e que tão bem soubemos manter, longe dele, ao longo dos anos.

Hoje a vinha está dividida e a vindima já não tem a dimensão dos últimos tempos, mas ficou uma marca em cada um dos muitos que por ali passaram em dia de levar a uva ao balseiro. A saúde e o vagar já não sopram como dantes mas é essa a marcha que torna preciosos aqueles momentos. Não podia deixar de fechar a prosa com uma das tiradas mais lembradas das vindimas daquela casa. Em certo ano, alguém perguntou ao Senhor Aurélio se não seria bom que a figueira da entrada desse dinheiro no lugar de figos. Ele não se “desmanchou” na resposta e disparou: “-Pior era se desse cerveja…que aí é que eu tinha de dormir debaixo dela com a cartucheira na mão!...”
publicado por MSA às 23:18
link do post | comentar | favorito

De volta?

Estou assim com uma ligeira vontade de recomeçar a escrever pelos dias...
Exigo de mim próprio um certo rigor (até nos SMS me nego a abreviaturas e calinadas...) na expressão escrita, mas o pior mesmo é quando o tempo e a imaginação unem laços com a preguiça natural de quem gosta de escrever, mas não de se cansar com isso...
Vem-se chegando o frio e o eterno adiar das corridas higiénicas pré-natalícias já marca pontos aqui pelas pernas (de ex-atleta...) do "je". Vamos a ver se acabo de vez com os fantasmas do passado que dão pelos nomes de inércia (o fantasma português...) e "laissez-passer" (o francês...qu'isto agora vamos ter líder "portuga" na Europa comunitária)...a ver vamos, a ver vamos.
publicado por MSA às 01:24
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
16
17
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. II Gala Planeta Mulher

. As crónicas do Marcos, em...

. 39º Rali Ilha Lilás/Além ...

. Pousio.

. Rego vence rali de emoçõe...

. #4 Especial Rali 39º Rali...

. 39º Rali Ilha Lilás: Rumo...

. Modo: Rali!

. #3 Especial Rali 39º Rali...

. Julgamento.

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

.quem cá passa

Contador de visitas

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds