Miguel Sousa Azevedo

Create Your Badge
Sábado, 25 de Outubro de 2014

Entrevista "Diário Insular": Panorama musical Açoriano

Foto Miguel Sousa Azevedo MBETT.jpg


- Miguel Sousa Azevedo, autor do blogue "Porto das Pipas"
 
Tem acompanhado - pelo menos tem escrito sobre ele - o novo movimento musical que tem surgido um pouco pelos Açores e também na Terceira. Como está a ver esse fenómeno?

Penso que se vive, de uma forma geral, um momento de grande produção artística na nossa terra. A forma como, hoje em dia, se podem divulgar novos projetos, e o consequente retorno, que facilmente se consegue apreciar, serão forte razões para que tal aconteça. Para além disso, vão-se cruzando influências que, especialmente no campo da música, globalizam os talentos naturais, e felizmente temos muitos.

Os Açores, e a Terceira, já não se cingem a um ou outro executante de exceção. Já temos quem produza e transforme um bom propósito numa oferta de qualidade. Acresce que, ao nível das filarmónicas, e nos Açores elas são às dezenas, as direções artísticas perceberam que era preciso lapidar reportórios e atualizar métodos. Da música popular ao Jazz, os nossos nomes mais sonantes também saíram de lá.


Quais os principais destaques que, em seu entender, exemplificam este novo movimento?

Não gostaria de individualizar em demasia, correndo o risco de deixar alguém de fora, mas do Fado Madrinho aos Myrica Faya, dos Bandarra aos Fadalistas, dos Ti-notas aos RAM, passando pelos recentes projetos de nomes consagrados como Luís Gil Bettencourt ou Aníbal Raposo, há uma data de exemplos em que, tocando originais, adaptando ou simplesmente dando novas roupagens a temas consagrados, a qualidade é inegável. Vozes como a da Maria Bettencourt ou da Vânia Dilac fariam as delícias de qualquer produtor em qualquer parte do mundo. Mas também nos cabe combater a nossa própria insularidade, valorizando o que por cá se faz. Essa insularidade sobrepõe-se muitas vezes a outros predicados e à própria condição de ilhéus.


Os espectáculos de verão estão a voltar a admitir grupos e artistas locais - aliás numa dimensão que não temos memória. Será uma nova consciência ou simples falta de dinheiro?

Simples falta de dinheiro. Não vamos cair em hipocrisias, mesmo se pontualmente há o devido reconhecimento aos artistas locais. Continuamos a viver numa terra onde "o que é de fora é que é bom", mesmo que na porta ao lado estejam propostas semelhantes em conteúdo e qualidade. No entanto, devem saudar-se as iniciativas crescentes de fazer "subir" alguns dos nossos agrupamentos aos grandes palcos, e aqui falo essencialmente das festas concelhias, onde vai havendo essa aposta.
 
A que factores atribui uma maior qualidade, que tem sido notória, nos Açores, em músicos, cantores e na própria dinâmica e densificação dos temas?

Essencialmente será o contato com o exterior, que por novas vias se estreita cada vez mais, a fazer ver aos nossos criativos que a sua arte atingiu um nível elevado. As ferramentas existem, a inspiração já deixou de se cingir à bruma do inverno e às folias do verão, e o resultado está à vista de todos.

Hoje, um agrupamento musical oriundo dos Açores já tem espaço nos acontecimentos nacionais por mérito próprio, mesmo se ainda tem de haver os imprescindíveis intermediários, que cada vez são menos. Quem tem o seu projeto consolidado precisa de muito mais do que uma ou duas dezenas de exibições locais, pois o seu público está fidelizado e já nem será, a dada altura, tão exigente. Assusta-me, muitas vezes, a quase politização que a nossa arte também enfrenta. Mas isso é um sinal dos tempos que parece não ter fim à vista.

Entrevista DI 25out14 Musica imagem.jpg

 

 

 

publicado por MSA às 14:59
link do post | comentar | favorito

Blind Zero - Down to the wolves

publicado por MSA às 12:41
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

Antropologia, cinema e arte.

Cartaz FACA Museu.jpg

 

publicado por MSA às 13:20
link do post | comentar | favorito

WRC: Rally de Espana (Shakedown)

publicado por MSA às 01:59
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

TV.

Passei, em zapping, pelo "Quem quer ser Milionário" (RTP1). O programa é apresentado por uma maçã de cabeleira comprida, que se acha com graça. Halloween?...

publicado por MSA às 22:58
link do post | comentar | favorito

Oportunidades.

Cartaz Sofia Ribeiro.jpg

 

publicado por MSA às 17:30
link do post | comentar | favorito

Fabulous!: Rocket Man vs. Rally Car

publicado por MSA às 13:45
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

Fatias no Mosteiro.

Cartaz Fatias Mosteiro.jpg

 

publicado por MSA às 12:53
link do post | comentar | favorito

O seu a seu dono.

Porque a memória do povo é curta, lembro apenas que foram sempre de extrema ternura e consensualidade todas as visitas de primeiros-ministros aos Açores. Com todos os erros e omissões cometidos pelo atual titular do cargo, exercitem a imaginação e visualizem um Portugal - assim no final de 2011 - se lá estivesse ainda o cavalheiro que o antecedeu...

publicado por MSA às 11:16
link do post | comentar | favorito

Adoro o espírito cigano...

Quaresma.png

 

publicado por MSA às 08:14
link do post | comentar | favorito

Willie Nelson - She Is Gone.

publicado por MSA às 02:52
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 21 de Outubro de 2014

Dias felizes.

Cartaz Ahosdiasfelizes.jpg

publicado por MSA às 13:13
link do post | comentar | favorito

A abertura(zinha)...

Vasco-Cordeiro-Sergio-Avila-PO.jpg

Os dois principais responsáveis pelo PS/Açores - há um outro, acima deles, mas em modo etéreo... - confirmaram ontem que o plano de investimentos públicos para 2015 absorve 40% do orçamento regional. A boa nova foi dada à entrada para uma sessão pública de esclarecimento sobre a proposta de plano e orçamento regional para 2015, em Ponta Delgada.

Aliás, Vasco Cordeiro frisou que falaria apenas sobre os documentos orçamentais dos Açores, enfatizando naturalmente o documento que vai orientar a Região nos próximos meses.

O evento foi uma sessão pública de esclarecimento, a que os jornalistas podiam assistir, mas "sem registar as intervenções ou fazer eco delas" (li, esta manhã, na imprensa da capital do reino). Assim uma espécie de abertura(zinha), filtrada na promoção de um suposto diálogo com militantes, simpatizantes, parceiros sociais e afins.

Ou mais do mesmo...

 

 

publicado por MSA às 12:46
link do post | comentar | favorito

Felicidade (Carlos Luís Bessa)

Acorda com as mãos em concha
a defender a sombra onde fez casa
e permanece sentado. Os dias passam
na sua claridade e ele, imóvel,
doente de palavras, não as suporta,
não servem para nada. Imóvel,
não quer mais sentir-se ferido,
ameaçado. Dorme e acorda
nessa inactividade. Espera.
E expectante crê que um dia
a luz há-de encher o quarto.
Não se consegue levantar, não
consegue senão a consciência
desse instante vago, olhos fixos
no soalho ou rente às paredes
da casa, atento às sombras a quem,
horror, sorri. Assim o encontram
dias mais tarde. Como se estivesse
a rezar. Ele, cuja metafísica
era saber que as palavras não são
suficientes para nos tornar mais tristes.

publicado por MSA às 01:25
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

Alcatras dos Veteranos.

Festival Alcatra out14.jpg

publicado por MSA às 22:22
link do post | comentar | favorito

Morreu o "Zé Manel" da Fiat.

Foto JMSantos Fiat 124 Spyder.jpg

Foto/montagem: porto das pipas PRESS

 

O automobilismo açoriano está novamente de luto, com o falecimento de José Manuel Santos, o bem conhecido "Zé Manel" da Fiat, há muitos anos radicado na Califórnia (EUA).

Piloto nos primórdios dos ralis na Ilha Terceira, José Manuel Santos foi um dos utilizadores dos míticos Fiat 124 Spyder, viatura com que alcançou o 6º lugar na primeira prova oficial realizada pelo Terceira Automóvel Clube, o Rali da Primavera (1978). No mesmo ano, fica para a história o seu 3º lugar na edição inaugural do Rali Ilha Lilás. Em ambas as ocasiões, foi acompanhado por João Meneses.

Também conhecido pela sua ligação à tauromaquia, tendo sido um dos bravos forcados da primeira hora na Tertúlia Tauromáquica Terceirense, o "Zé Manel" da Fiat foi um dos ativos do concessionário local da marca italiana nos anos 70. Estava há mais de 30 anos emigrado nos EUA, onde habitualmente convivia com os muitos terceirenses que lá se deslocavam.

Mais um dos "nossos" que se foi. Dos carros e dos toiros. Descanse em Paz.

publicado por MSA às 10:37
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

3º Rali Ilha do Pico (Video Formula Rali)

publicado por MSA às 10:11
link do post | comentar | favorito
Domingo, 19 de Outubro de 2014

Felino.

Gato MBrasil.jpg

Monte Brasil: Diz que é uma espécie de guarda...

publicado por MSA às 17:49
link do post | comentar | favorito
Sábado, 18 de Outubro de 2014

O homem autarca.

Reportagem DI Basilio Sousa.jpg

Já li a excelente entrevista que o "DI" de amanhã publica com o Sr. Basílio de Sousa, carismático (ex-)presidente da junta de freguesia da Sé - e agora vogal da mesma -. Uma peça que retrata na perfeição alguém que conheço desde sempre, e sempre com toda aquela energia. A Oriana Barcelos soube passar às palavras o que, por vezes, a própria modéstia do Sr. Basílio quase esconde. Ele é assim, uma força da natureza, que vive em prol da sua terra e das suas gentes. Bem hajam.

publicado por MSA às 14:55
link do post | comentar | favorito

John Zay - Shadows

publicado por MSA às 14:48
link do post | comentar | favorito

Assinaturas.

Painel Garrett.jpg

Painel de homenagem a Garrett, criado pelo meu avô Fernando. Marcas de família num jardim que às vezes esquecemos...

publicado por MSA às 12:53
link do post | comentar | favorito

Fantasia.

Ontem tinha uma irritação de pele numa sobrancelha, quase uma pequena ferida. Pincelei Betadine antes de dormir.

Hoje, ao chegar ao espelho da manhã, pensei que já era Carnaval...

publicado por MSA às 09:51
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 17 de Outubro de 2014

Trânsito em Angra

Capa DI 16out14.jpg

Ora vamos lá a ver se a gente se entende. As alterações que já estão implementadas, foram baseadas num estudo que ainda não tinha sido feito. E as que, não estando ainda implementadas, mas que já se sabe vão avançar, baseiam-se num estudo que está por fazer. É assim?

publicado por MSA às 16:37
link do post | comentar | favorito

Sem solução.

Arigo JMTavares P16out14.jpg

 

publicado por MSA às 12:46
link do post | comentar | favorito

Myrica Faya: Virar o baile

Foto Cronica 33DI OUT14 - Myrica Faya Virar o Bail

Sábado passado, na sala de espetáculos mais bonita e aconchegante da ilha, o Teatro Angrense, foi tempo dos Myrica Faya celebrarem na cidade património um ano musical de grande qualidade. Uma temporada marcante, em que a formação terceirense se abriu ao mundo, dando a conhecer a forma carinhosa como, melodicamente bem orientados, os seus elementos decidiram tratar a música açoriana. A dias de terminadas as festividades que o verão faz crescer pela ilha lilás, este coletivo de bom gosto provou como acertadas as opções estéticas e artísticas de uma carreira ainda curta. Mas amplamente produtiva.

Depois de os ver em vários palcos e situações, é impossível não aplaudir as respostas dadas aos vários desafios auto-propostos. Afinal foi o próprio grupo a impor o ritmo de gravação e edição do seu "Vir'ó Balho"; a alinhar exibições sem nunca as deixar cair no corriqueiro e sem defraudar audiências; assim como subiu a parada ao convidar um sem-número de artistas firmados para o acompanhar no que os seus elementos mais gostam de fazer: Música. Pura e dura, com emoções e rigores, mas cientes de que a insularidade nos dá sempre mais apatia do que capacidade para evoluir. Vai daí, viraram mesmo o baile!

Do palco, de qualquer um deles - mas especialmente dos de melhor capacidade acústica e aos quais possamos aceder com conforto -, os Myrica Faya oferecem intensidade. Sobretudo intensidade. No quase-chorinho que dedicaram à Saudade, na viagem do Samacaio com GPS e novas tecnologias, numa Lira que virou as costas ao desgosto. Intensidade num arrojo simples, traçado em cima de um cancioneiro generoso e que permite quase tudo. É essa também a grande riqueza da música açoriana, a sua imensa versatilidade. Aliás, e para quem não é açoriano, cantar os seus temas, em reinterpretações que se saúdam, não deve ser nada fácil. E os Myrica Faya propuseram isso a muita gente, alargando a equipa, e dando lugar a mais bravos numa terra que é um palco...

Vai sendo fácil perceber, calmamente, e em cada atuação, que de facto é preciso apimentar a vida. Pelos séculos, a viagem de regresso das naus foi satisfazendo essa necessidade ao povo terceirense. E estes Myrica Faya foram direitos ao paradigma. Mesmo se pode ou não haver uma voz ideal para os temas açorianos. Mesmo se estes exigem imensos tons e volteares. Mesmo se encerram uma dolência que se faz beleza, mas que pode também ser alegria. Depois de virarem o baile, pede-se aos Myrica Faya que virem agora o terreiro. Ou mesmo todo o arraial. O caminho está aberto...

28 Myrica Faya Virar o Baile - DI 17OUT14.jpg

publicado por MSA às 10:36
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 16 de Outubro de 2014

Rock e metais no Teatro.

Cartaz RAM OSIT.jpg

 

publicado por MSA às 15:06
link do post | comentar | favorito

Dia Mundial da Alimentação.

Tripas.jpg

 

publicado por MSA às 12:32
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 15 de Outubro de 2014

Wendy Nazaré - Galway

publicado por MSA às 18:28
link do post | comentar | favorito

A contemporaneidade na BD.

Tintim Lisboa.jpg

 

publicado por MSA às 16:34
link do post | comentar | favorito

Tentas comentadas.

Cartaz Tentas comentadas.jpg

 

publicado por MSA às 11:32
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 14 de Outubro de 2014

Extreme XL de Lagares (Porto) - Prólogo

 

publicado por MSA às 17:51
link do post | comentar | favorito

Entre o Gato Fedorento e o Herman Enciclopédia.

CMTV-logo.jpg

Sobre o jackpot do Euromilhões desta semana, e num direto a partir de uma papelaria em Faro, o correspondente da CMtv conseguiu dizer "aqui assim" oito vezes em dois minutos e meio. Sendo que entrevistou "aqui assim" duas pessoas, pelo que não pôde "aqui assim" gastar todo o tempo a dizer "aqui assim"...

 

publicado por MSA às 14:30
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 13 de Outubro de 2014

Pajaro Sunrise - Kinda Fantastic

publicado por MSA às 17:43
link do post | comentar | favorito
Domingo, 12 de Outubro de 2014

Domingo...

...  é aquele dia de contrastes. Em que nunca se cruzam o reflexo de uma noite de sábado mais longa com uma manhã tranquila. Mas no qual, invariavelmente, me esqueço de ir à Feira do Gado. Apre, comodista!

publicado por MSA às 12:39
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 10 de Outubro de 2014

ALMA - Uma Janela

publicado por MSA às 17:21
link do post | comentar | favorito

Rali na Montanha.

A fechar o

publicado por MSA às 12:05
link do post | comentar | favorito

Resmungo...

...e se os 500 sites e aplicações da Meo, sempre a pedir registos e configurações, fossem dar uma volta lá longe?

publicado por MSA às 10:37
link do post | comentar | favorito

Le retour d'Astérix.

publicado por MSA às 10:35
link do post | comentar | favorito

Myrica Faya & Convidados.

Cartaz Myrica Faya.jpg

 

publicado por MSA às 09:46
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 9 de Outubro de 2014

Do Zeppelin ao Drone.

 

publicado por MSA às 12:53
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

.Outubro 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Entrevista "Diário Insula...

. Blind Zero - Down to the ...

. Antropologia, cinema e ar...

. WRC: Rally de Espana (Sha...

. TV.

. Oportunidades.

. Fabulous!: Rocket Man vs....

. Fatias no Mosteiro.

. O seu a seu dono.

. Adoro o espírito cigano.....

.arquivos

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

.quem cá passa

Contador de visitas

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds